Balanço 2011

31 dezembro 2011

Eu simplesmente não agüento fim de ano com essas chatas retrospectivas e tal, mas revolvi fazer mais ou menos isso aqui no blog. Nem tem muito a ser levado para a balança, o ano está findando e um novo está surgindo. 2011 como muitos sabem teve grandes títulos muito comentados, aqui no blog tivemos:
Uma das colunas do blog mais visitadas foi o Recomendo e o Ping-Pong das queridíssimas Liliana e Larissa. O pessoal gostou e ano que vem muitas outras blogueiras estarão no Ping-Pong.
Meus dois contos também foram muito comentados A Dor da Lei teve várias visualizações assim como o postado nessa semana Para Rebeca, me agradaram muito os comentários, vou preparar mais contos para o ano que vem.
Também foram dois meses de maravilhosas parcerias, como a das editora Martin Claret e o Editoral Pensamento. Fui muito bem recebida e a parceria está sendo ótima.
As autoras também tiveram vez por aqui, Liana Cupini foi a primeira, não tivemos resenhas dos livros dela, mas futuramente teremos sim. A Michelem Fernandes é um amor e o livro dela também não foi resenhado ainda. A Fabiane Ribeiro acertou em cheio com Corações em Fase Terminal, foi resenhado, recebeu ótimos comentários e teremos um sorteio futuramente do e-book desse título.
E os blogs? Teve quatro parceiros incríveis! A primeira com o Assunto Sobre Livros da Larissa Gunia com a qual fizemos a promoção de Natal. O Contágio Literário do Edson sempre presente por aqui. O Ler e Pensar é só Começar! Da Gilciany que me atendeu com prontidão e carinho, e o blog dela é uma fofura só. E a nova parceria feita foi com o TriBooks da Paula, Roh e Maju, o blog é muito legal tem várias promoções bacanas e elas são muito atenciosas.
Foram dois meses onde aprendi muito, e cada dia fico mais apaixonada pelo blog e por meus seguidores. Obrigado pelo carinho e aguardem que 2012 teremos muito mais resenhas,  olunas novas e as antigas também e promoções. Já estou colocando a cachola para programar novidades para vocês.
(Obs.: Já deu para notar que não sou nenhuma expert em montagens?! Sou pessíma, mas deu para ver as fotos não é?!)

Vou Ler #4

30 dezembro 2011
Boa Noite seguidores do Nós!
Final de ano, entrada de 2012, mas não podemos parar! O Vou Ler, como sabem é quinzenal, está bem atrasada era dia 26. Mas como eu não tinha pego nenhum livro e ainda não sabia o que iria ler nas férias decidi colocar o post mais tarde, hoje ;]
Nem sei se terei tempo para ler nessas férias, ainda não sei como vai ficar a minha situação, mas é claro que vou achar um tempo assim, um tempo sossegada para ler. E os livros que estão me esperando são:
Ecos da Morte de Kimberly Derting: Violet Ambrose tem dois problemas: o dom mórbido e secreto que carrega desde a infância e Jay Heaton, seu melhor amigo, por quem está apaixonada. Aos dezesseis anos e confusa com os novos sentimentos em relação a Jay, ela está cada vez mais desconfortável com sua estranha habilidade. Violet encontra cadáveres. Desde muito pequena, percebe os ecos que os mortos deixam neste mundo. Ruídos, cores, cheiros. Mas não todos: apenas os das vítimas de assassinato.
Para ela, isso nunca foi grande talento. Na maioria das vezes, tudo o que encontrava eram pássaros mortos, deixados para trás pelo gato da família. Mas quando um serial killer começa a aterrorizar a pequena cidade onde mora e os ecos das garotas mortas a perseguem dia e noite, Violet se dá conta de que talvez seja a única pessoa capaz de detê-lo. Em pouco tempo, ela estará no rastro do assassino. E ele, no dela.

Há quanto tempo mesmo eu quero ler esse livro? Perdi as contas, comprei e deixei guardado, esperando algum tempo para ler, mas fui passando outros pela frente e ele acabou no mesmo lugar. Já comecei a ler esse.
A Última Música de Nicholas Sparks: Aos dezessete anos, Verônica Miller, ou simplesmente Ronnie, vê sua vida virar de cabeça para baixo, quando seus pais se divorciaram e seu pai decide ir morar na praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Três anos depois, ela continua magoada e distante dos pais, particularmente do pai. Entretanto, sua mãe decide que seria melhor os filhos passarem as férias de verão com ele na Carolina do Norte.
O pai de Ronnie, ex-pianista, vive tranquilamente na cidade costeira, absorto na criação de uma obra de arte que será a peça central da igreja local. Ressentida e revoltada, Ronnie rejeita toda e qualquer tentativa de aproximação dele e ameaça voltar para Nova York antes do verão acabar. É quando Ronnie conhece Will, o garoto mais popular da cidade, e conforme vai baixando a guarda, começa a apaixonar-se profundamente por ele, abrindo-se para uma nova experiência que lhe profundamente por ele, abrindo-se para uma nova experiência que lhe proporcionará uma imensa felicidade – e dor – jamais sentida.

Eu já comecei a ler esse livro uma vez de uma amiga minha, daí eu não sei porque parei, ai comprei o meu quase na mesma época que Ecos da Morte e ainda não li.
A Noite Mais Sombria de Gena ShoWalter: Há milênios, quando os deuses habitavam o mundo, doze gregos  assassinaram Pandora e violaram a caixa que ela protegia, libertando os demônios lá confinados. Violência, Dor, Morte, Doença, Luxúria, Ira, Infelicidade, Dúvida, Desastre, Derrota, Mentiras e Segredos foram selados no interior dos guerreiros, que se viram condenados pelos deuses a ser os guardiões desses espíritos por toda a eternidade. Quando um perigoso inimigo os ameaça, eles precisam sair em busca da única relíquia com o poder de dar fim a seu sofrimento... ainda que possa destruí-los.

Esse é o primeiro livro da série Senhores do Mundo Subterrâneo, vi o segundo na biblioteca e gostei da sinopse, mas tinha que ler o primeiro como nunca vi ele na biblioteca disponível esperei para comprar, então ganhei numa promoção de natal da Editora Harlequin e eles me mandaram esse livro que eu tanto queria. Amei e estou ansiosa para ler.
Ah também veio cheio de livretos, que vou colocar em próximos sorteios aqui no blog.
E vocês o que irão ler nessas férias? Me diz ai nos comentários.

Um presente de mãe, por Britney e Lynne Spears

29 dezembro 2011

Um presente de mãe, de Britney e Lynne Spears Salamandra, 181 páginas
Holly Faye Lovel tinha um sonho de fazer carreira como cantora. Com catorze anos teve de afastar-se da mãe. Foi estudar em Haverty, uma escola de elite, e sentiu medo de ficar envergonhada da mãe e de sua origem humilde. Enquanto isso, começou a crescer na mãe o desejo de revelar uma história que vinha sendo mantida há muito tempo em segredo... Um segredo que poderia destruir a ligação entre as duas para sempre.
Esse livro é um amor! Eu ia postar a resenha ontem, mas não deu. Esse foi o livro que comprei na Feira do Livro, no qual minha irmã disse que eu estava jogando dinheiro fora comprei a 10,00$ e acho que não joguei meu dinheiro fora, tudo bem que a capa não é das melhores, mas e daí.
É lindo a união da Holly com sua mãe Wanda. Elas formam uma pequena família unida, apesar de serem apenas elas duas.
O sonho de Holly é entrar para a Haverty, para mostrar a eles a sua voz, todos a seu redor estão torcendo por ela e esperam ver ela um dia na Hora de Talentos, mas ela começa a achar que não é suficiente para entrar. Até que seu namorado Tyler (um gato) manda um vídeo dela cantando, e após a resposta de que ela poderia fazer o teste ela vai e faz uma seção de provas com os professores e o diretor da escola. Agora que ela ganhou sua bolsa integral, os seus problemas são apenas dois: não parecer uma caipira no meio da elite e não se envergonhar de sua mãe.
Achei que era mais uma história daquelas que as meninas da roça vão para uma escola chique e ficam esnobes, mas não foi assim! Holly era uma garota humilde e continuou humilde. Sua colega Lydia podia tê-la mudado com seu jeito baderneira, mas quem sofreu a mudança foi Lydia. Teve momentos em que fiquei com raiva da Holly porque mesmo sem querer ela agia como se a mãe dela fosse um e.t. e Wanda é uma mãe tão dedicada, ela sentia vergonha pela cicatriz, por sua origem, pelo carro que deu problema, por suas roupas e sei lá pelo que mais.
Este livro me mostrou que mãe e filha podem ser amigas (bom para o caso de quem tem irmão como eu não sei se rola como é com a Holly) e que o maior presente que uma mãe pode dar a um filho é o amor.
Wanda é uma mãe dos sonhos, se a minha mãe costurasse uns modelitos para mim eu faria questão de dizer “Cara você nunca vai ter uma blusa assim porque ela foi feita pela minha mãe especialmente para mim.” (é a senhorita aqui gosta de mostrar o que tem hihi brink’s sou modesta gente).
Já notaram que eu me apaixonei pelo livro, ele vai ficar guardado e sempre que eu precisar de um help na auto-estima vou lê-lo (é que eu tenho sérios problemas com a família). Recomendadíssimo!   

Miercolesia #6

28 dezembro 2011
Nossa assim como o Trecho ontem senti uma saudade quando abri o Miercolesia para digitar.Bom eu tenho que dizer que estou hoje muito feliz pelos comentários no meu conto Para Rebeca, quem ainda não deixou comentário estou aguardando, é muito importante saber a opinião de você para eu continuar postando meus contos. Agora voltando aqui; por essa felicidade decidi postar uma poesia que fala de amor, eu não gosto muito dessa palavra e muito menos dela em si, mas devo estar muito bem para colocar essa poesia espero que gostem.
Amo como ama o amor
Não conheço nenhuma
Outra razão
Para amar senão amar.
Que queres que te diga,
Além de que te amo,
Se o que quero dizer-te
É que te amo?
Fernando Pessoa

Mas me diz se não é fofo, mesmo eu não gostando da palavra e bláh, bláh, bláh. Agora quem me conhece não precisa dizer "Nossa a Raquel tem sentimento." Eu gostei e você? Me diga ai nos comentários!

Contos: Para Rebeca

27 dezembro 2011
Olha como prometido, mas bem... Esse conto foi digitado ontem quando tive um surto de criatividade, tipo ele já estava no papel, mas eu sentia que faltava alguma coisa e ontem quando terminei de digitar pensei “Sim está completo”. Espero que gostem e por favor deixem sua opinião, adoro receber críticas, ainda mais porque minha best não estão entrando em contato comigo e apenas uma delas leu e deu a opinião. Mas vamos lá não é, quem está na chuva é para se molhar, só espero que está água não esteja tão gelada. Tá bom, podem ler agora.
-------------------
Rebeca tinha apenas uma certeza!
Leila estava de olho no seu namorado, mas não era apenas o olho, ela já havia fisgado ele, isso bem debaixo do nariz dela.
Logo sua própria irmã, bem se vê que não se pode confiar em ninguém. Rebeca amava Alex e isso não era novidade para ninguém. Ele também a amava, os dois formavam um casal perfeito, até que Leila começou a se insinuar para ele. Isso foi e está sendo uma barra.
Mas isso tinha que acabar de um jeito ou de outro e Rebeca sempre foi determinada o bastante para já ter sua vingança em mente.
E qual vingança seria melhor se não a dada na mesma moeda?!
Daniel, essa era a paixão de sua irmã, ele era um belo garoto, cabelos curtos escuros e olhos castanhos; mas tudo que ele tinha não se comparava a Alex, esbelto, cabelos castanhos lisos na altura dos ombros e olhos extremamente verdes. Rebeca jurava que era possível ver sua alma através deles, mas isso ninguém poderia enxergar, apenas seus olhos apaixonados.
Mas o problema é que ela tinha as mesmas chances com Daniel que sua irmã: nenhuma. Não que as duas fossem iguais; para começar Rebeca era ruiva natural, sim aquelas com sardas e pele clara e olhos azuis; já Leila era morena, daquelas que os meninos acham gostosa estilo Megan Fox.
E daí? Se ela não tentasse não conseguiria dormir como estava acontecendo desde a noite em que ela viu Alex com sua irmã aos beijos no sofá da própria casa enquanto ele disse que aguardaria pacientemente ela procurar o seu casaco. E como ele esperou.
            - Desculpe – ela começou assim o seu joguinho no intervalo da escola onde todos sem exceção pudessem ver e comentar – você poderia se levantar está em cima do meu casaco.
Era o mesmo casaco que causara tudo isso, mas era outro dia e outra situação. Não posso dizer que a garota estava desarmada, claro que não. Ela estava vestida para matar, mais especificamente, saia curta com botas e uma blusa decotada. Ela podia não ser tão atraente, mas sabia exatamente como se tornar notável. É claro que deixar seus seios a mostra era um golpe baixo, mas até parece que ela iria jogar limpo numa hora tão crucial. Na maquiagem, a gata abordou o bom e velho delineador preto, nada de batom seus lábios já eram destacados o bastante, o mesmo valia para blush.
O que Rebeca não entendia era porque ele, Daniel, era o garoto mais cobiçado da escola. Leila era uma das obcecadas, tinha enis fotos dele pelo quarto, todas tiradas discretamente. Isso era completamente sem sentido para Rebeca. Ela era uma das cinco que não concordavam, ou talvez concordasse bem lá no fundo.
            - Nem notei.
Ele pegou o casaco e ficou analisando a garota a sua frente. Ele não tirava os olhos dela. E ela não parava de tremer e bater os dentes, os olhos já estavam até lacrimejando do frio intenso. Foi uma idéia idiota tirar o casaco e ainda por cima colocar aquela saia, ela estava congelando.
            - Você parece com frio – ele colocou o casaco ao redor dos ombros dela – Está tremendo como uma gelatina, pode pegar um resfriado desse jeito. Venha.
Ele direcionou ela até o estacionamento e abriu a porta do seu carro para ela entrar. Talvez essa fosse uma das coisas que deixavam as garotas loucas, ele poder dirigir, isso apenas significava que ele era um reprovado de dezoito anos, mas não parecia ser irresponsável.
            - O ar quente vai te fazer bem. Nunca vi ninguém tão pálida como você está. – e mais uma vez ele tornou a fixar os olhos nela, dessa vez por um tempo maior – Você é tão diferente da sua irmã.
            - Você conhece a Leila? – ela falou tão baixo que pensou em repetir caso ele não estivesse escutado, mas com o sorriso que ele deu pareceu escutar.
            - Ela é da minha sala – Leila era mais nova, mas recebeu um ensino avançado e ficou na mesma série que Rebeca, as duas no terceiro ano do ensino médio, mas não deram a sorte de cair na mesma sala, para sorte de ambas e dos colegas de sala – ela faz os trabalhos comigo – ele fez uma cara indescritível que Rebeca entendeu como se fosse a mesma coisa que ela sentia pela irmã: nojo!
            - Ah é mesmo. Mas diferente como? – ela ficou curiosa.
            - Você é mais reservada. O Alex já me falou de você.
            - O Alex – ela riu – O que ele poderia ter dito sobre mim, que sou uma boboca e que minha irmã é melhor.
            - Não.
Pela primeira vez ela reparou que Daniel era um garoto bonito, e muitas das que gostavam dele tinham razão, ele era interessante. Não exatamente como elas diziam “Nossa ele gosta de fritas como eu” ou “Nossa o signo dele combina com o meu” ou até mesmo “Nossa ele gosta de futebol como eu”. Ele só era... interessante, e a forma que as covinhas apareciam quando ele sorria eram tão convidativas que a faziam sorrir também.
            - E o que ele disse?
Somente o nome de Alex causava em Rebeca um misto de raiva e amor, ela não queria, mas ainda gostava dele. E era esse o real motivo de estar ali no carro de Daniel, este que se aproximou rapidamente a pegando de surpresa e dando-lhe um beijo.
            - Ele não precisa dizer nada para eu saber que você é linda e simplesmente especial.
O que ninguém sabia é que Daniel nutria um grande amor por Rebeca e que no dia em que iria se declarar viu ela com Alex, e desde então estava esperando a hora certa para mostrar o que sentia por ela.
Um toque soou na janela do carro interrompendo aquele momento entre eles. Daniel abriu o vidro sem tirar os olhos dela.
            - Rebeca? O que você está fazendo ai? – Alex gaguejava como se sua boca estive cheia.
Leila estava do seu lado, exatamente o que Rebeca queria, mas agora já não sabia se fizera tudo isso por vingança e para reconquistar Alex.
            - Como assim o que estou fazendo aqui? Ora, estou fazendo o mesmo que você, seguindo em frente. Não é Leila, você entende.
Ela disse isso de uma forma tão convincente e conseguiu realmente sentir aquele gostinho de vitória quando viu sua irmã fuzilando cada um, logo ela foi puxada por Alex que também estava fuzilando Daniel.
Mas sabe, nem Rebeca e muito menos Daniel se importavam com eles. Por isso que ele fechou a janela e continuou de onde havia parado.

Trecho #6

Oh não a Raquel abandonou o blog! Não, não estou aqui firme e forte como uma rocha, sabe esse ritmo de festa e tal me deixou cansadinha, ontem tive que devolver uns livros e ir aos correios acabei pegando uma chuva e fiquei molenga demais. Mas voltei toda feliz.
Gente parece que tem um século que eu não postava o trecho o último foi dia treze, isso explica fiquei uma semana sem postar o trecho. Mas hoje venho com um trechinho simples, comecei a ler hoje Um Presente de Mãe, um dos que comprei no dia da Feira do Livro. Como comecei a ler hoje nem tenho muito a dizer, então na resenha eu digo como fluiu a leitura. Esse trecho é bem fofo, essa Holly é a grande protagonista da história e ela parece ter um grande afeto pela mãe, gostei desse aspecto.
- Ele é muito bom – disse a mãe, balançando a cabeça admirada.                       
- É bom, sim – Holly admitiu. Mas bem que gostaria que o show tivesse um começo mais animado. Na sua cabeça, via o garoto se virando de repente para o público e fazendo tudo estremecer com um heavy metal que deixaria a platéia eletrizada. Isso, sim, seria animado!

Fundo Musical - Especial de Natal #8

24 dezembro 2011
Olá queridinhos do Nós! Hoje estamos em véspera de Natal, na casa de vocês deve estar a mesma correria que está tendo aqui. São preparativos para a ceia, roupa, unha, cabelo, decoração... ufa é muita coisa! Mas o que importa é que depois de tudo pronto estejamos juntos compartilhando o amor e o carinho. Toda essa harmonia que só é vista do dia 24 para 25 de Dezembro. Confesso que não sou tão fã desta data, mas sim me encanto por essa magia que parece rondar.
Para manter essa maravilhosa sensação de Natal não trago hoje três músicas mais ouvidas durante a semana, mais uma música de Natal da queridíssima Katy Perry (claro que ela não podia faltar). Bom fiquei procurando algumas músicas, e contando que minha net está pior do que o shopping hoje eu peguei essa da diva, mas o clipe não é bom ok.
Desejo a todos um Natal cheio de paz, que a ceia de vocês seja boa, e que os presentes também, mas que acima de tudo que seja um dia especial e marcante assim como todos esperam.
Para finalizar deixo o meu recadinho super especial!

Ping-Pong: Blogueira Larissa Gunia

Este é o segundo Ping-Pong do blog e a selecionada da vez foi a blogueira Larissa Gunia. Apreciem o Ping-Pong!
EU: Roxo
LARISSA: Rosa
Primeiramente Larissa, conte-nos quem é você.
“Meu nome é Larissa, nasci e moro em Porto Alegre/RS, sou leitora fanática, amo rock e sonho em um dia me tornar escritora.”
Qual a principal razão para você ter se tornado blogueira? E por que um blog literário?
“Minha amiga tinha um blog do qual falava de música, eu achei interessante e resolvi fazer um pra mim. Como eu já gostava muito de ler, resolvi criar um blog literário, mas criei por diversão mesmo (risos). Abandonei várias vezes ele, mas depois de certo tempo voltei e não larguei mais, sendo assim o blog se tornou algo sério para mim. Fico muito feliz de ter me tornado uma blogueira que tem um blog literário.”
E o que mais gosta de postar?
“Eu gosto de postar de tudo, mas realmente amo postar resenhas. O motivo é que eu acho interessante as pessoas lerem a minha opinião sobre o livro e eu gosto de saber a opinião delas.”
Sim é sempre bom saber a opinião dos leitores.
Você disse que é uma leitora fanática, isso te torna uma leitora compulsiva?
“Eu sou uma leitora fanática pelo fato de terminar um livro e logo começar outro, mas tem dias que eu demoro muito para terminar de ler o livro (quando falta tempo, por exemplo); não chego a ser exatamente uma leitora compulsiva pelo motivo do tempo mesmo. Pelo menos leio todos os dias nem que seja uma página só por dia (gente eu não leio uma página por dia – risos).”
O que um livro precisa ter para chamar sua atenção?
“Sempre quando vou comprar um livro ou ler, a primeira coisa que vejo é a sinopse então se ela me chamar atenção eu leio. Outra coisa que eu tenho costume de fazer é folhear algumas páginas e ler pelo menos uma frase para ver se ele é bem escrito. Então na minha opinião um livro tem que ter a sinopse boa e ser bem escrito para chamar minha atenção.”
Tem algum livro que marcou para você?
“Muitos livros ficaram marcados para mim, mas dois deles são os principais:
O morro dos ventos uivantes – Emily Brontë esse com certeza é o meu livro favorito e o outro é Amor de Redenção – Fracine Rivers. Esse livro a minha professora me emprestou e disse que eu ia amar, quando li me surpreendi com a estória e ele se tornou um livro que ficou marcado na minha vida. Agora estou desesperada querendo comprá-lo, mas o preço tá meio alto então vou esperar surgir uma boa oportunidade para tê-lo na minha estante.”
Sobre o seu sonho de um dia se tornar escritora, como está caminhando para que vire realidade?
“Então... estou com dois livros aqui escritos por mim (mas eles estão pela metade), assim que eu terminar de escrevê-los vou pensar em mandar para alguma editora.”
Espero que faça a escolha certa e que independente dela seja feliz!
“Obrigada!”

JOGO DE PALAVRAS
Aniversário: 05/05
Signo: Touro
Um dia: Vou a Nárnia
Um lugar: Biblioteca
Um hooby: Desenhar
Uma comida: Strogonoff
Amo: Falar
Uma cor: Preto
Uma flor: Girassol
Um filme: Ironias do Amor
Um livro: A última música
Uma música: Kings of Leon – Use Somebody
Que tal fazer um convite para o seu blog?
“Em primeiro lugar gostaria de agradecer a todos vocês do Nós e Livros por lerem o Ping-Pong e especificamente a Raquel por ter me convidado. Agora convido vocês a visitarem o meu blog.”

Obrigada você Larissa pela atenção, e vocês leitores do Nós e do Assunto sobre Livros. Espero que tenham gostado do ping-pong de hoje.
Obs.: Daqui a pouco volto com o Fundo Musical especial de Natal.

O Garoto da Casa ao Lado, por Meg Cabot

23 dezembro 2011

O Garoto da Casa ao Lado, Vol. #1 Coleção Garoto; de Meg Cabot 
Galera Record, 394 páginas
Melissa Fuller, uma jornalista de celebridades que está prestes a perder o emprego. Numa certa manhã, Mel está 68 minutos atrasada para o trabalho, completando assim seu 37º atraso no ano. Um recorde. O departamento de Recursos Humanos já lhe mandou um memorando oficial sobre o assunto, seu chefe duvida seriamente do seu compromisso com o jornal e, além disso, até sua melhor amiga anda preocupada com seu bem-estar psicológico. Contudo, dessa vez, ela tem uma desculpa de verdade - estava socorrendo Helen Friedlander, sua vizinha de oitenta anos, que entrou em coma após levar um golpe na cabeça, em consequência de um misterioso atentado.
“Garoto encontra Garota é melhor.” Foi o que me disseram já até fiz resenha deste, mas para mim todos os livros da Meg que já li são dignos de aplausos. Este também é! Mas agora pense eu louca como sou acabo de ler o livro no ônibus e começo a bater palmas, é no mínimo muito vergonhoso pode me mandar direto à uma psicóloga.
Enfim, o livro é super engraçado e da mesma forma que Garoto encontra Garota em forma de emails, mas somente emails.
Melissa ou Mel tem uma melhor amiga e um ex-namorado assim como a Kate. Seu chefe é bem simpático ao contrário da diaba da Amy – chefe da Kate – e, aliás, ela até aparece na história, assim também como a Dolly, o Peter e a Stacy.
A história é descontraída e envolvente que é possível ler e m apenas um dia (claro que é para quem tem tempo, o que não é o meu caso).
Cada personagem é apaixonante. A Nadine – melhor amiga dela – é muito extrovertida e também cismada com o peso. O John – o par romântico dela – é muito fofo, e é claro que não deveria ter mentido. O Max é um grosseiro de marca maior, tive dó da Helen – tia dele – e da Vivica – a super modelo que estava saindo com ele – essa sim passou por uns bons perrengues. Claro que não são todos os personagens, mas os mais importantes.
Este livro tem romance, tem ação, tem mistério e é claro umas boas doses de comédia. A narrativa é bom, e a leitura fluiu como água. Super indico. 


Resultado: Natal de Arrasar

E saiu mais um resultado aqui no blog! A premiada da vez foi a Virginia de Oliveira. Ela terá 72h para responder o email, se eu fosse ela corria são quatro livros incríveis! E quem não ganhou não desanime, teremos outros sorteios no blog futuramente. Aqui mais uma montagem hihi.

Resultado: MiniSorteio

22 dezembro 2011
O número de participações foi pouco, mas estou feliz com eles. Tive que refazer o sorteio três vezes porque alguns não cumprirão as regras. Marcadores não são grande coisa eu sei, mas é de coração, o kit já está montado aqui e quem ganhou foi Larissa Daiana.

Para facilitar fiz essa montagem (me digam por favor se está muito ridícula) para vocês conferirem que ela cumpriu tudo direitinho. Larissa estarei mandando hoje um email para você, se não obtiver resposta após 48h o sorteio será refeito.
E para você que não ganhou não desanime, ainda tem uma Promoção no blog, mas não perca tempo hoje é o último dia. Clique AQUI para participar.

Declarações #4

21 dezembro 2011
Hola personas! Desculpem a parada no blog, tive que ir até minha outra casa e o sinal de internet por lá não é tão bom, mal consegui entrar na minha conta de email, mas para quem curtiu a nossa Page no Facebook viu meu recadinho.
Enfim galera, acho que já sabem que a promoção MiniSorteio está encerrada, ainda temos a Promoção Natal de Arrasar que está rolando até amanhã. Trago o resultado do MiniSorteio amanhã ou dia 23 e devo estar enviando os prêmios aos ganhadores dia 26. Aproveitem o dia e enquanto não temos novidades ai vão algumas dicas de onde poderão gostar:
As blogueiras são uns amores e o blog tem um ótimo conteúdo.
E caso eu não poste nada até lá vou logo desejando a vocês um Feliz Natal, tenham uma ceia repleta de gostosuras, enfim nem sei o que desejar.

Corações em Fase Terminal, por Fabiane Ribeiro

19 dezembro 2011

Corações em Fase Terminal, de Fabiane Ribeiro
E-book, 126 páginas (Parceria)
Cátia, após quase acabar com a própria existência, mergulhada em uma vida de vícios e erros, acorda em um local misterioso, com o coração, manchado, em uma caixa dourada, e uma projeção de si própria, presa em um espelho repugnante. Em meio a uma cidade estranhamente maravilhosa, e junto a um amor mais forte que a própria vida, Cátia tem sua última chance de encontrar a cura para seu coração manchado. Descubra o que é o Santuário, o clarão dourado, o templo onde a rosa flutua... Conheça cada personagem e seu coração doente. Cada um deles terá uma última chance para salvar sua vida, devido a seus próprios erros.
Sinceramente? Nem sei como começar essa resenha. É fato, esse livro me deixou atônita. Dois livros até hoje me deixaram assim esse e Pollyanna.
Corações em Fase Terminal – já vou dizendo – está Recomendadíssimo!
Cátia levava uma vida cheia de erros, ela já havia sido uma pessoa boa, mas tomou escolha falhas das quais a levaram a uma situação de extrema preocupação. Ela recebeu sua última chance, a última chance de entender a sua real situação, a última chance de perceber o danos que estava causando a outros e a ela própria, a última chance de salvar o próprio coração, a própria vida.
Na nova cidade maravilhosa ela conheceu Tadeu, Lorena, Érick e Marcus eles agora faziam parte da sua nova família, pessoas que mudaram sua vida, pessoas que também precisavam de ajuda. Em um lugar desconhecido, cheio de corações doentes e edifícios esplendidos, Cátia descobrirá o quanto prejudicou sua vida e seu futuro, ela irá ressuscitar aquela antiga menininha dócil que já foi um dia.
Muitas palavras que li me tocaram. Cada coração doente, a forma da cura para cada um e a amorosa e preocupada verdadeira Cátia. A narrativa é tão calma, tão gostosa que é possível ler em apenas um dia; a maneira que a autora colocou é muito bela.
Recomendo mesmo para todo tipo de pessoa, é uma leitura encantadora. Uma nova visão de tratamento para as pessoas que passam pelo mesmo problema que Cátia e para outros casos também. Aqueles que querem seu coração sadio e em forma deve com certeza ler este e-book.

Princesas e Damas Encantadas, por Joseph Jacobs


Princesas e Damas Encantadas, de Joseph Jacobs
Martin Claret, 128 páginas (Parceria)
Diferentemente do estereótipo de princesa que conhecemos – mulher frágil e sempre à espera de um bondoso e belo cavaleiro que a proteja –, as princesas celtas são mulheres corajosas que enfrentam os mais temíveis perigos para conquistarem a felicidade. Elas combatem bruxas tiranas, recusam casamentos forçados, lutam pelos homens que amam e até mesmo os salvam de emboscadas. São espertas, hábeis e cheias de truques de magia. Em Princesas e damas encantadas, estão reunidos contos da cultura celta que foram recolhidos da tradição oral e recontados por Joseph Jacobs, folclorista e estudioso dos mitos e lendas britânicos. Constituem este volume 12 contos de princesas muito corajosas e de damas misteriosas e mágicas. Aqui, revelam-se outras versões para muitas histórias que você conhece, ou imaginava conhecer
Chegou para mim na quinta-feira passada este livro. Ele tem uma capa linda, da qual estou babando até agora, recheado com oito contos muito interessantes.
Os contos são: Árvore de Ouro e Árvore de Prata; Justa, Morena e Trêmula; Cabeça-Pequena e os filhos do rei; A história de Deirdre; Guleesh; O pastor de Myddvai; Connla e a donzela encantada e A princesa grega e o jovem jardineiro.
A maioria dos contos são passados na aldeia Erin, falam de egoísmo – o tanto que a inveja pode ser grande - ; esperteza e inteligência; destino; bondade; chances na vida; espera e surpresas.
Os personagens são muito interessantes, cada um com a sua personalidade e característica específica.
Gostei muito do terceiro conto, o da Cabeça-Pequena (não gostei desse nome, mas cada autor sabe como nomear seus personagens) que era uma moça rejeitada pela irmãs mais novas e pelo apelo da mãe age de forma inteligente para o bem dela e das irmãs más. Também gostei do último conto o do jardineiro, é o maior dos contos no livro, desse eu consegui tirar uma coisa importantíssima, é preciso esperar a hora certa das coisas e aprender a confiar nas pessoas certas.
Contos são sempre bons e esses também são. Para quem gosta da Cinderela ou A bela e a fera e tantos outros também se identificará.

Chama Negra, por Alyson Noël

17 dezembro 2011

Chama Negra, Vol. #4 Série Os Imortais; de Alyson Noël
Intrínseca, 248 páginas
Enquanto tenta ajudar Haven na transição para a vida imortal e libertar Damen do feitiço que não a permite tocar nele, Ever se aprofunda mais e mais nos mistérios da magia negra. O feitiço, porém, vira contra a feiticeira, e ela se vê presa a seu maior inimigo: Roman. A força estranha e poderosa que toma conta de seu corpo impede que Ever consiga parar de pensar nele e de desejá-lo. Ela quer resistir à atração incontrolável que a está consumindo. Ele quer se aproveitar desse momento de fraqueza. A ponto de se render, Ever procura a ajuda de Jude, arriscando tudo e todos para salvar a própria vida e seu futuro com Damen...
De todo o resto da série esse foi o menor. Sério minha unhas estão sofrendo de tanto que eu estou roendo de curiosidade. Neste volume ainda temos a amiga dela Haven que acaba entrando na parada.
Depois do desastre que transformou Haven em uma imortal, praticamente formou um grupo amoroso (bom na minha opinião ok) entre Ever, Damen, Haven e Roman.
Tragicamente meu interesse tinha diminuído depois de tanta coisa ruim que aconteceu com a Ever e o Damen. E Haven apenas aumentou as dificuldades, ainda tem o Jude sua paixão de séculos passados, Roman que insiste em não dar o antídoto para o antídoto sem uma troca injusta e o envolvimento de Ever com magia negra. A magia tem grandes riscos e Ever, sem querer, quebrou a cara se envolvendo com o que não conhece.
Sinceramente... Onde será que se enfiou a parte onde tudo ficará feliz? Fiquei empolgada pensando que tudo sairia perfeitamente bem, mas não. Não ainda no quarto livro.
Fiquei impressionada com Chama Negra que ardia em Ever, a chama que ela mesma ascendeu.
Uma das coisas que me passou nas entrelinhas é que por mais doloroso que seja o que passamos, nossas atitudes pesam muito, por mais que pareça difícil sempre te alguém com que você pode contar, e essa pessoa geralmente está a sua cara. E outra coisa é que tudo deve ser pensado com muito cuidado, pois como disse na sinopse “O feitiço pode voltar contra a feiticeira”.
Gostei muito de Chama Negra se colocar entre Para Sempre, Lua Azul e Terra de Sombras acho que seria o meu preferido. Tem aquele desejo da Ever, a prontidão de Jude, a raiva de Haven, e a paciência de Damen. Recomendadíssimo. 
Agora a parte que eu temia. Bom não sei mesmo quando vou postar os dois últimos livros da série (estou louca para ler), mas acho que vou ter que esperar o ano que vem. Não esperem leiam viu!

Fundo Musical #7

Essa foi a semana final na escola, fui apenas na quinta-feira para pegar o resultado (sim aprovada na escola e no espanhol). Encontrei minha Best e ela me devolveu meu pen drive que eu tinha dado para ela me passar umas músicas, a gata arrasou na escolha de cada cantor e acho que as músicas que ela me passou irão render umas três vezes por aqui. O que eu escutei mais do que ela me passou foram:
Katy Perry: Not Like The Movie
Acredito que já deve ser evidente o quanto gosto da Katy e da Beyoncé, as duas realmente são divas. Mas voltando a Katy e sua música; a música é lenta do jeito que eu gosto tem um ritmo gostoso que quando você escuta dá vontade de ouvir novamente, a Letra “Não é como nos filmes” explica os sonhos que uma garota tem, aquela velha esperança que temos de esperar o príncipe encantado e então ela diz: Assim como nos filmes. É assim que será. Cinematográfico e dramático, com o final perfeito. Não é como nos filmes, mas é assim que será. Quando ele é o único. Extremamente fofo não é!

Incubus: Wish You Were Here
Minha irmã costumava ouvir essa banda, não sei se ainda escuta. Eu achei essa música bem tranqüila, sabe o ritmo me lembra um pouco a novela Malhação, mas não parece que vou enjoar rápido como as da mesma, a Letra “ Queria que você estivesse aqui”  é completamente linda, se um garoto virasse e me dissesse isso eu iria derreter, é o tempo que ele passa sozinho pensando que ela (sua amada) poderia estar lá. Fica um pouquinho repetitivo o refrão, mas nem se nota.
Daughtry: Crawling Back To You
Amei todas as músicas dessa banda que minha amiga me passou, e essa realmente teve minha total atenção. A Letra “Rastejando de Volta a Você” me pareceu falar de arrependimento, acho que o casal terminou por algo que ele disse a ela e ela sabia que ela se arrependeria e voltaria rastejando até ela, achei a letra bonita também, eu gostei muito do ritmo da música me lembra um pouco o Nickelback com uma mistura de NYSC (não sei se conhecem).
Gente percebi que todas as músicas são lentas, é realmente estou passando por uma crise emocional, tanto aqui em casa como na rua (prefiro não entrar em detalhes). Se tiver alguma música para indicar (indica por favor, vai \o/) eu aceitarei, gosto muito de conhecer músicas novas.

Declarações #3

16 dezembro 2011
Queridos e amados claques! Hoje venho aqui louca de alegria agradecer a vocês. Atingimos a marquinha linda de 100 seguidores, e isso me deixou muito contente.
Essa semana realmente foi de grandes surpresas, além dessa maravilhosa marca \o/ recebi o livro Princesas e Damas Encantadas da Editora Martin Claret nossa parceira, e também recebi o E-book da nossa autora parceira Fabiane Ribeiro, Corações em Fase Terminal. Gente tenho que confessar que não estou agüentando a ansiedade e estou lendo tipo uns quatro ao mesmo tempo. Bom espero poder retribuir o carinho, ano que vem será um ano maravilhoso espero trazer novidades e colocar em ação as colunas que estou matutando aqui. Hoje eu não preparei nada, desculpem eu até estava querendo colocar uma nova coluna no ar, mas me atrapalhei aqui e não deu. Por enquanto participem das promoções que irão encerrar na semana que vem!
MiniSorteio se inscreva Aqui.
Pormoção Natal de Arrasar se inscreva Aqui.

Terra de Sombras, por Alyson Noël

15 dezembro 2011

Terra das Sombras, Vol. #3 Série Os Imortais; de Alyson Noël
Intrínseca, 280 páginas
Ever e Damen atravessaram diversas vidas e enfrentaram os mais terríveis inimigos com um só objetivo: ficar eternamente juntos. E quando esse sonho está ao alcance das mãos, um poderoso feitiço cai sobre Damen. Agora, para ele, simplesmente tocá-la ou encostar os lábios nos dela significaria a morte, o exílio definitivo em uma terra de sombras. Desesperada por livrá-lo da maldição, Ever mergulha de corpo e alma na magia e encontra uma ajuda inesperada: um surfista chamado Jude. Apesar da profunda lealdade a Damen, é inevitável que ela se sinta atraída por esse garoto estranhamente familiar, de olhos verdes, dons mágicos e passado misterioso. Ever sempre acreditou que Damen fosse seu destino - mas e se o futuro tiver reservado outros planos? Com Jude cada vez mais próximo, pela primeira vez em séculos esse amor é posto a prova.
Mesma forma e mesmo ritmo dos outros dois, agora com um novo personagem, Jude.
Mesmo depois da morte de Drina em Para Sempre, ela continua sendo um problema para o casal, a diferença é que o causador de todos os problemas é Roman que decidiu vigar sua morte desde Lua Azul. Tudo que Ever e Damen querem é poder viver sua vida longa juntos, mas as escolhas não foram muito certas e agora a conseqüência é não poder tocar em Damen, ou ele morrerá. Mas isso não é a única mudança, Damen está diferente. Sua descoberta da terra de sombras, Shadowland, o fez mudar. O destino dele e o que ele reservou para sua Amanda é lá.
Ever também tem que procurar um emprego, não porque Sabine esteja passando por dificuldades, mas para ela ocupar o tempo aprendendo. Ela começa a trabalhar na loja de magia lá conhece Jude, mas ela não sabe nada sobre ele e nem tocando ela consegue descobrir. Ele é tão familiar. Mas e seu professor de história que acaba descobrindo seu segredo graças ao seu desespero no segundo livro? Isso sim é um problemão!
Ever é a causadora e a vítima dos problemas ao mesmo tempo. Suas escolhas falhas, suas atitudes precipitadas só a estão prejudicando, o buraco parece estar cada vez mais fundo. Não posso dizer que estava empolgada do mesmo jeito para ler os anteriores, meu interesse abaixou um pouquinho e acho que é porque não está mais tão Raibow, tão lindo, tão otimista (foi por isso que ele perdeu um ponto).
Esse terceiro volume é cheio de mistério, e não se iluda pensando que tem um pouco de felicidade entre o casal, a história linda foi tomada por um suspense ao mesmo tempo curioso. Me senti como aquelas mulheres atrás de fofoca. Mas de qualquer forma ainda vou ler o próximo, como eu já li ;] posso dizer que fica bem melhor no próximo.

Top Five #2

Trago hoje mais uma vez os TOP FIVE,tenho até que explicar, tinha dito que seria uma coluna semanal de quinta, mas meu planinho furou então por enquanto esta coluna estará dedicada aos mais vendidos como no mês de Novembro. Acompanhem agora a lista dos mais vendidos desse mês:
FICÇÃO:
Marina – Carlos Ruiz Zafón (Editora Suma das Letras)
A Guerra dos Tronos – George R. R. Martin (Editora Leya Brasil)
Um Dia – David Nicoholls (Editora Intrínseca)
O Cemitério de Praga – Umberto Eco (Record)
As Esganadas – Jô Soares (Cia das Letras)
A lista de Ficção desse mês está quase igual a do mês passado, sendo que o As Esganadas e O Cemitério de Praga mantêm a primeira e segunda, Marina estava em terceiro e A Guerra dos Tronos em quinto. O novo ai é Um Dia que realmente foi um livro muito comentado esse mês e seria estranho se não estivesse nos mais vendidos.
NÃO FICÇÃO:
Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil - Leandro Narloch (Editora Leya Brasil)
Em algum lugar do paraíso – Luis Fernando Veríssimo (Objetiva)
Feliz por Nada – Martha Medeiros (L&PM)
O Livro do Boni – José Bonifácio de Oliveira Sobrinho (Casa da Palavra)
Steve Jobs – Walter Isaacson (Cia das Letras)
Aqui também não mudou muito Steve Jobs continua no pódio, o quinto era quarto e o terceiro continua sendo terceiro. O novo aqui é O livro do Boni e Em algum lugar do paraíso (achei interessante esse segundo título).
AUTO-AJUDA E ESOTERISMO:
Ágape – Padre Marcelo Rossi (Editora Globo)
Mulheres Inteligentes Relações Saudáveis – Augusto Cury (Academia da Inteligência) 
A Fascinante Construção do Eu – Augusto Cury (Academia da Inteligência)
Nietzsche para Estressados – Allan Percy (Editora Sextante)
É Tudo tão Simples – Danuza Leão (Agir)
Olha simplesmente não tivemos muitas mudanças, vocês andam comprando livro repetido não é?! (Brink’s) Aqui o Ágape desceu ele estava em primeiro, o quarto estava em quinto e o segundo era segundo. O que achei interessante aqui é que tem dois livros do mesmo autor no quase pódio o A Fascinante Construção do Eu e Mulheres Inteligentes Relações Saudáveis do Augusto Cury, muitas pessoas lêem livros deles, e muitos já me disseram que é bom que eu iria gostar (nunca li ok). E em primeiro lugar o livro da Danuza Leão, nunca ouvi falar no livro dela, mas vamos combinar que tem um título interessante não é?!
Confessa agora que você foi um dos que fez esses queridinhos pararem entre os cinco primeiros, comenta embaixo sua opinião. Se quiser saber quais foram os outros livros acesse: Veja - Os livros mais vendidos.

Miercolesia #5

14 dezembro 2011
A poesia de hoje é muito bela. Sim foi uma poesia que eu vi na escola e achei muito digno de ser compartilhado (para aqueles que ainda não viram). Via Láctea é do Olavo Bilac um dos parnasianos mais populares brasileiro, famoso por abordar em seus poemas fatos históricos e por ironizar o ditador Floriano Peixoto, ele foi o primeiro poeta eleito Príncipe dos Poetas (olha que carga), mas ele merece. Espero que gostem de Via Láctea tanto quanto eu.
Via Láctea
Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso! “Eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto...
E conversamos toda a noite, enquanto
A via láctea, como um pálio aberto
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto
Inda as procuro pelo céu deserto.
Direis agora: “Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?”
E eu vos direi: ”Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e entender as estrelas.