Miercolesia #5

14 dezembro 2011
A poesia de hoje é muito bela. Sim foi uma poesia que eu vi na escola e achei muito digno de ser compartilhado (para aqueles que ainda não viram). Via Láctea é do Olavo Bilac um dos parnasianos mais populares brasileiro, famoso por abordar em seus poemas fatos históricos e por ironizar o ditador Floriano Peixoto, ele foi o primeiro poeta eleito Príncipe dos Poetas (olha que carga), mas ele merece. Espero que gostem de Via Láctea tanto quanto eu.
Via Láctea
Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso! “Eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto...
E conversamos toda a noite, enquanto
A via láctea, como um pálio aberto
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto
Inda as procuro pelo céu deserto.
Direis agora: “Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?”
E eu vos direi: ”Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e entender as estrelas.

Um comentário:

  1. Eu adoro poesia,essa da via láctea estar Linda...
    Sim, ainda espero a continuação do seu conto.
    beijinhos

    viajando na imaginação
    http://viajandoimaginacao.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar e volte sempre !