Entrevista com Camille Storch

14 outubro 2012
A algum tempo não trazemos uma entrevista aqui no blog, gostamos de fazer entrevista com os nossos autores parceiros, e também após ler o livro deles, então surgiu uma proposta e hoje trago para vocês essa entrevista com a autora Camille Storch autora de “Negro Amor” um de nossas resenhas conjuntas (você pode conferir a resenha aqui).
A entrevista está bem bacana, as respostas da Camille me cativaram pela sinceridade e fofura! E gostei muito da dica para os novos autores. Confira abaixo.

1. Para iniciar; quem é Camille Storch?
Bem, para falar a verdade eu não sei exatamente quem eu sou, eu ainda estou tentando me achar. Mas no dia-a-dia, sou uma pessoa tranquila que adora imaginar coisas e que às vezes fica um pouco avoada de tanto ficar sonhando.

2. Sempre recebeu apoio para prosseguir com essa carreira? Quem te incentivou?
Sempre tive apoio da minha família e dos meus amigos, claro que alguns criticam suas historias mais do que os outros, mas quem mais me incentivou foi minha avó e meus pais, mas principalmente minha avó que escutou desde a primeira pagina da história.

3. No seu livro "Negro Amor" diz que a história foi desenvolvida quando tinha 14 anos, desde pequena foi um sonho ser escritora?

Quando eu era pequena, não sabia o que era um sonho para seguir, na realidade, eu tinha meus sonhos de criança de querer viver em um mundo de fantasia, nunca havia pensado em carreira ou algo que eu queria fazer da vida. Apenas comecei a pensar o que queria ser com doze, treze anos, quando um professor falou para a classe que tínhamos que pensar no futuro e no que queríamos ser.

4. Caso lembre-se, como surgiu a ideia do livro? De onde buscou e busca inspiração para escrever?
A ideia do livro surgiu após eu terminar de ver um anime (animação japonesa), que eu realmente gostava, mas o final foi decepcionante, então resolvi escrever minha própria historia, onde eu decidia o final. E as inspirações vieram dos animes, que eu vejo até hoje e dos filmes.

5. Como foi o processo de escrita e publicação do livro?
O processo não foi a coisa mais fácil do mundo, porque a primeira vez que eu escrevi eu apenas “joguei” as ideias no papel, depois eu pedi ajuda de uma revisora, que me falou que eu precisava separar o livro em capítulos, ai sim, eu comecei a escrevê-lo de verdade. Basicamente escrevi o livro duas vezes. Eu não cuidei pessoalmente da publicação, para falar a verdade quem foi atrás da editora foi a minha mãe, que me apoiou no instante em que eu falei que eu queria publicar minha historia.

6. Niti e Tsuki são personagens ricos, com forte personalidade e carisma; eles ou algum outro personagem tem características de pessoas que de fato conhece ou são frutos da imaginação?
Niti e Tsuki são as pessoas que eu queria ser e queria ter em minha vida. Quando eu escrevi sobre a Tsuki, queria ser exatamente como ela, doce, delicada, gentil e sempre ver o lado bom do outro; já Niti era o namorado perfeito, que fizesse tudo por mim, principalmente as pequenas coisas, que ninguém repara no dia-a-dia.

7. No desenrolar da história vemos os personagens em constantes aventuras, como se desenvolveu essas cenas?
Eu não sei ao certo, sempre que eu começava e começo a escrever, as cenas vem em minha mente como um filme. No livro “Negro Amor” eu não pensava em cada cena antes de escrever, eu simplesmente achava que naquele momento poderia acontecer uma coisa com as personagens.

8. O que espera passar para quem lê este livro?
Eu espero passar para todos que lerem meu livro, que não importa as dificuldades, você é capaz de superá-las.

9. Vemos muitos autores nacionais em busca de reconhecimento, teve dificuldades para se 
firmar no mercado editorial nacional? Como encara essa situação?
A dificuldade no mercado editorial é tremenda e, se firmar no mercado não é fácil, para falar a verdade nem sei ao certo se estou completamente firmada. Eu acho que existe muitos livros bons de vários autores nacionais e internacionais. O autor tem  que lutar pela historia que ele escreveu e cada vez mais divulgar seu livro para mais e mais pessoas lerem e conhecerem suas histórias.

10.Pretende escrever outros livros?
Eu já escrevi uma trilogia, que pretendo lançar no final de 2012, começo de 2013. E estou escrevendo um quinto livro. Acho que viciei em escrever.

11. Qual dica você dá para os futuros escritores?
A única dica que eu posso dar é que vocês tem que acreditar em suas histórias, porque se você não acredita ninguém vai.
Obrigada Raquel e o Blog Viajando com Livros pela entrevista, adorei!
Beijos, Camille Storch

Então o que acharam? Nos diga abaixo =)

8 comentários:

  1. Ela ve animes igual eu *oooooooooooo*

    Ela aprece muito legal, vou pesquisar sobre o livro no skoob XD

    Amei a entrevista^^

    ResponderExcluir
  2. Amei a entrevista!
    Parabéns Camille!
    Bjos
    Aline
    www.viciodemenina.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Raquel, adorei a entrevista!
    Muito obrigada pelo carinho!!
    Beijos
    Camille ^^
    http://camillestorch.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oláa! Uaaau adorei a entrevista....
    Quero ler o livro dela e a futuras trilogia...

    Supeeer beijo!

    http://estoulendoo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei a entrevista, confesso que nunca ouvi falar desse livro, mas achei a resenha super legal, vocês estão de parabéns, gostei muito dela, achei ela uma pessoa muito bem decidida, com uma personalidade forte, se eu realmente tivesse o dom da escrita, escreveria o final de muitas historias que me decepcionaram. SIMPLESMENTE ADOREI.

    ResponderExcluir
  6. Adorei a entrevista !!!
    Quero muito ler a nova triologia dela !!!

    ResponderExcluir
  7. Nao conhecia autora ou obra, mas parece muito legal xD

    Acho que eu nunca vi um autor admitir ser otaku e que tira suas idéias de mangás e animes UAHSIUAHSIUHA

    Bem legal isso, mas acho que dá pra perceber a influencia dela atraves dos nomes xD

    =**

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar e volte sempre !