Cinquenta Tons de Cinza, por E.L. James (Raquel)

24 janeiro 2013
Cinquenta Tons de Cinza
Cinquenta Tons de Cinza, Vol. #1 Trilogia Cinquenta Tons; de E.L. James
Intrínseca, 480 páginas
Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja, mas em seus próprios termos.
(Livro não recomendado para menores de 18 anos.) 






Aviso: Esta resenha pode desagradar aos fãs da trilogia, portanto se você gosta não leia!
Infelizmente nem tudo nos agrada, não sei o que exatamente esperava ao ler este livro, até imagino. Sinceramente esperava por uma carga de intensidade e desejo que percorressem a minha pela através das letras e frases, mas isso não ocorreu.
Anastasia vive uma vidinha simples se contentado com o básico até o momento que conhece Grey, um homem rico que pode proporcionar toda uma vida de luxo para ela. Porém este não é o foco da relação dos dois. Ana espera um grande amor, enquanto ele espera que ela satisfaça as suas necessidades. Todo o relacionamento é muito corrido, atração a primeira vista! Lembra-me muito contos de fadas, essas histórias de princesas pouco aprofundadas que chegam a um ponto em apenas poucas páginas, isso mesmo, todo o relacionamento deles flui muito rápido.
Ele tem um grande problema de infância que se transformou em um trauma, não acho que este problema de infância seja um motivo para ele fazer o que faz (mesmo depois da conversa que tivemos Viviane do RR). Adoraria dizer a vocês que problema é este, mas não vou. Este trauma é o que faz Grey ser o que ele é: um controlador! Claro que o personagem tem toda aquela pegada de bad boy misterioso que conquistou muitas mulheres por ai, ele sabia o que falar e surpreender Ana, um fato apaixonante.
Também não concordo com isso que andam comentando que quando ele presenteava ela com coisas caras (como notebook e um carro) estivesse comprando-a. Em certo ponto o personagem até confessa isso, porém não acreditei; para mim era mais um bem estar que ele podia e queria fornecer para ela, e fica bem claro desde o começo que Ana não quer tais presentes caros.
Os personagens foram bem construídos, sinto dizer que quem me agradou foi Kate a amiga de Ana, uma personagem engraçada que parecia ter o pé mais no chão do que a amiga. Ana me pareceu uma adolescente, sem muita certeza de suas decisões, e toda a brincadeira com a sua deusa interior também me deixava entediada, outra coisa é o poder do "não" que ela não deve conhecer fiquei um tanto quanto intrigada ela sempre fazia o que o Grey mandava vi ela nessas cenas como uma cadelinha domesticada. José que foi um personagem que fiquei curiosa com a resenha da Vivi não me mostrou a que veio, achei que o cara gostava dela e tentaria seduzi-la que teria um confronto pela garota, mas não. Todo o livro se resume a eles dois e seus problemas com eles dois!
A diagramação do livro cansou muito minhas vistas, as letrinhas miudinhas demais, não encontrei erros de português o que foi bom! A narrativa da autora é fácil, pouco aprofundada por ser uma escritora nova, mas também não acho que essa seja uma explicação, diálogos pouco explorados dando uma sensação de história corrida. Algumas palavras viraram repetitivas como a utilização do verbo “Ruborizar”, não era um repetir apenas em palavras algumas cenas também pareciam repetidas o jogar de frases que diziam um para o outro e tudo mais; e não posso deixar de falar do contrato, achei desnecessário e tedioso, ainda mais levando em conta o final do livro.
Definitivamente não me agradou, o final não me deu vontade de continuar a ler a trilogia. Gente não gosto de resenhar quando não gosto de um livro, pra mim fica tudo mal feito, ai não me agrada o livro, tampouco a resenha, lamento muito! Farei um post comparativo daqui a alguns dias sobre livros eróticos aguardem!

11 comentários:

  1. Li sua resenha ainda no rascunho e não deixei de me encantar com a sua sinceridade. Olha... juro que esperei você usar palavras inadequadas para descrever o horror que a leitura te proporcionou. Mas conheço você e sei que não faria isso! Né?????
    kkkk'
    Adorei a sua resenha! Muito bem escrita.
    E concordo com você no quesito das letras pequeninas. Ainda não terminei de ler o livro - nem estou pegando nele direito - mas logo logo - amanhã - começo a ler serio.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Não gostei mesmo do livro, não tem jeito. Achei ele com muitas falhas, muita coisa não bate nada com a realidade (ok, é um livro, mas ainda sim, tinha muito mais a oferecer, e não conseguiu passar nada), a Ana é uma chata e o livro não tem história, só fica repetindo a mesma coisa sobre o contrato... zzZZZzz
    Minha personagem preferida também foi a Kate, gostei dela já de cara, mas infelizmente ela foi abandonada no resto da trilogia e fomos forçados a aturar só a Ana... triste :(
    Sua resenha foi bem o que eu senti sobre o livro!

    Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  3. Ao contrário do que você pensava eu ADOREI sua resenha.
    Você foi honesta sobre o que não curtiu dando motivos plausíveis e inteligente.
    Sobre a personalidade de Grey conversaremos depois...rsrsrsr
    Bom, você sabe, eu adoro a trilogia, e posso te disser, a intensidade e firmeza na história e entre Grey e Anna você encontrará mais amiúde do segundo volume da trilogia, se vc resolver dar uma chance.
    Mas sabe Raquel, quanto ao José concordo completamente com vc, ele devia ter apiemntado as coisas sendo mais sedutor e lutando pela Anna, as coisas ficariam muito mais interessantes.
    Parabéns querida, adorei com sinceridade sua resenha :)
    Beijão
    Viviane
    Razão e Resenhas (RR)

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela resenha Raquel! Já li Cinquenta Tons de Cinza e Cinquenta Tons Mais Escuros e confesso que não gostei. Achei o livro mal escrito e com vários diálogos exacerbantes, sem contar a parte da escova de dentes...eca! Porém, ainda pretendo ler Cinquenta Tons de Liberdade. Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Raquel, você foi super sincera e eu admiro demais isso. Cinquenta Tons também não me agradou como a todo mundo. Teve vários pontos negativos que me fizeram não gostar nem um pouco de lê-lo.

    Parabéns pela honestidade.

    Beijocas!
    paixaoliteraria.com

    ResponderExcluir
  6. eu nao gostei desse livro u-u é muito ruim
    espero que o segundo seja melhorzinho

    ResponderExcluir
  7. ja varias resenha ssobre esse livro, nessa onde de hot , esse livro é muito bonito, o disigni é incrivel e a trilogia perfeita!

    ResponderExcluir
  8. Não se preocupe, a resenha está muito bem escrita sim, e é a sua opinião, ainda não me decidi se vou me arriscar ou não a ler este livro, não me agrada muito ler um livro "hot" ainda mais depois de sua resenha XD Beijo!

    ResponderExcluir
  9. Olá Raquel!
    Sua resenha está ótima, esta expondo a sua opinião!
    Eu adoro a Trilogia, mas você levantou pontos que eu também pensei, como ela ter sido comprada e coisa e tal. Essa Deusa Interior dela é um pé no saco, e nem me fale desse contrato, desnecessário!
    Parabéns pela resenha, esta muito bem escrita, também não gosto de resenha livros que não me agradam, fica uma sensação muito estranha!

    Beijão
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Também não gostei do livro. Estava até me sentindo uma E.T no meio de tanta gente apaixonada por esta triologia, mas aí encontrei sua resenha.
    Poderia tentar apostar no próximo livro, mas para que perder tempo lendo uma porcaria com tantos livros bons para ler? Acho que prefiro ser uma E.T.

    Gostei do seu blog!

    http://www.leiasempre.com//

    ResponderExcluir
  11. Olá raquel,já li este livro ele em si não é lá aquelas coisas.Também me decepcionei com ele,mas não desisti.Sim eu li o segundo livro e lhe digo,é muito melhor,que o primeiro.Já o terceiro comecei a ler,parei na pagina 186,mas vou terminar ele(hahaha),e também ate o momento estou me decepcionando com ele,mas não direi se continuarei assim,pois preciso terminar para dar meu ver.
    Mas valeu sua resenha,gostei muito dela,e o que você disse,foi quase a mesma coisa que senti ao ler.

    Beijokas Ana Zuky

    sanguecomamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar e volte sempre !