Madison Kincaid e o Mistério das Desaparecidas

28 fevereiro 2013
Kincaid e o Mistério das Desaparecidas, de Phillip Margolin e Ami Margolin Rome
Prumo, 160 páginas (Parceria)
É madrugada quando o telefone toca, anunciando um novo caso para Hamilson Kincaid: alguém foi acusado de assassinar uma ex-professora de Madison. No entanto, nenhum corpo foi encontrado, o que faz aumentar o mistério. Determinada, Madison resolve ajudar o pai a solucionar o caso para que ele possa, então, ter mais tempo para ela. No dia seguinte, o primeiro em uma nova escola, onde irá cursar a sétima série, Madison percebe que não há apenas um, mas dois mistérios a ser desvendados: sua melhor amiga, Ann, está desaparecida. 
Tinha me esquecido o quanto um livro de investigação é bom, e Madison Kincaid com menos de duzentas páginas me lembrou isso!
Madison é uma garota apaixonada por futebol, ela está indo para a sétima série e só o que quer é entrar para o time da nova escola, a Grove. Mas futebol não será o seu único problema neste novo ano! Madison tem uma melhor amiga, Ann, está que também é apaixonada por futebol e fez um tipo de pacto com ela de que sempre jogariam juntas e venceriam muitos campeonatos e ganhariam muitos troféus, e a pergunta é: Cadê Ann? Desaparecida desde o primeiro dia de aula a amiga de Madison a deixa cheia de paranoicas ideias de onde a amiga foi parar, isso porque além de uma aluna normal e jogadora de futebol, Madison também é filha de um grande advogado criminalista, Hamilton, que está com um caso difícil de vencer no tribunal.
Sangue, roupas fora do lugar, uma faca e um corpo desaparecido. Teria mesmo o Sr. Shelby matado a esposa e dado um sumiço no corpo?!
Esses são os dois casos que nos apresentam neste pequeno livro. Vemos Madison enlouquecidamente atrás da amiga que não atende o celular e sumiu das redes sociais, e nessa agonia ainda está tentando provar para a treinadora que ela é tão capaz quanto Marci, a garota da oitava série que insisti em implicar com ela. Sem falar de Jake, posso falar de Jake e não dar um suspiro pelo garoto mais fofo? Ele a ajuda e a motiva, sempre dando lhe forças e desvendando os casos junto com ela.
Me senti voltar ao ensino fundamental, os autores souberam aproveitar bastante o ambiente escolar e a parte investigativa foi muito bem construída. Todo o mistério de onde Ann e a Sra. Shelby estavam só me enchiam de mais curiosidade para prosseguir com a leitura
A personagem principal foi muito bem colocada, ela não queria apenas saber onde a amiga estava, Madison queria a atenção que seu pai ocupado não lhe fornecia, queria mostrar que ela era capaz não só de jogar futebol. E ela mostra que tem tanta esperteza e força de vontade para a idade que me senti motivada, até agora sinto uma adrenalina diferenta circular por meu corpo.
Jake era um garoto curioso que não só divertiu a leitura com seus desenhos criativos, como também se mostrou um grande amigo. Outro ponto que o livro abordou, a importância das amizades quando temos essa idade.
A narrativa te puxa pela mão, te leva a cena do crime e a cada passo dado pelos personagens de uma forma descontraída, os diálogos enriqueceram ainda mais a narrativa e por vezes também queria conversar com Madison. 
Encontrei alguns errinhos uns três para ser mais exata, mas nada muito grave. A tradução ficou ótima, a capa é linda e toda a história é contagiante e não precisa ter preguiça que ele é pequeno (risos) e ainda assim não teve nenhuma ponta solta na história, minha dúvida foi para outro lado: Vai ter continuação? (espero que sim)
O que me entristece é ver que não tem muitas pessoas interessadas pelo livro no skoob, gente vale a pena, adicione o livro a estante viu! Este é um infato-juvenil fofo e investigativo, uma mistura que deu certo e com um final surpreendente! Recomendo sim (:

Citações #16

27 fevereiro 2013
Boa tarde! Tem um tempo que não posto o citação, nem sei bem porque, acho até que sei, nem sempre lembro de separar os trechinhos que me chamaram atenção, mas dessa vez estou anotando todos. Por isso hoje não vai ser apenas um, vou colocar vários quotes do mesmo livro que estou lendo, Lola e o Garoto da Casa ao Lado.
Este livro uma amiga da minha mãe me emprestou, por isso estou lendo ele logo, não gosto de ficar muito tempo com o que não é meu para evitar possíveis danos. Daqui pra amanhã já acabo e a resenha deve sair em breve. Vamos ao que interessa!
- Pijamas chineses para ir ao Japonese Tea Gardem - continua ele, apontando para minhas calças de cetim vermelho. - O que as pessoas vão pensar?                                                                                             Não acredito em moda. Acredito em figurino. A vida é curta demais para sermos a mesma pessoa todos os dias. Reviro os olhos para mostrar a Max que estou ligada que meus pais estão bancando os babacas - Página 10.
A citação acima se refere ao estilo da nossa personagem principal, Lola, que até agora não gostei muito (dela, não do estilo) e espero que isso mude!
- É divertido escrever uma crítica quando você odeia o filme - ela me disse mais cedo. - É fácil falar sobre coisas que a gente odeia, porém às vezes é difícil explicar por que exatamente a gente gosta de algo - Página 50.
Me chamou atenção o que a personagem Anna disse porque é exatamente igual ao escrever uma resenha ou qualquer outra coisa, é muito mais fácil falar do que não gostamos, mas de qualquer forma também é um pouco difícil.
Quando eu tinha 5 anos, Cricket Bell construiu um elevador. Era uma invenção maravilhosa feita com barbante branco, rodas de caminhão Tonka e uma caixa de sapato infantil; graças a ela, minhas Barbies viajavam do primeiro ao segundo andar da casa de bonecas sem ter que andar com aqueles pezinhos inclinados fora do normal - Página 53.
Gente eu achei isso tão inteligente! Quem tem Barbie ou já teve sabe bem sobre esses pés, Deus porque elas são tão anormais!? Tive que tirar foto dessa que eu tenho aqui em casa para vocês de lembrarem desses pés! (Se alguém mais ficou curioso em saber o que é um carrinho de Tonka clica aqui)
(Clique na foto para ampliar)
POR QUE ACABEI DE PENSAR NISSO? Agora, meu traseiro parece GIGANTESCO. Talvez ele esteja olhando minhas pernas. Isso é melhor? Ou pior? Eu quero que ele olhe para mim? Seguro o vestido para não levantar enquanto entro pela porta traseira e engatinho até o lado oposto do banco. Tenho certeza de que ele está olhando para o meu traseiro. Ele tem que estar. Meu traseiro é grande. E está logo ali na frente dele. E é grande. Não. Estou agindo feito uma doida - Página 110.
Essa última citação não me contive de risos ao ler, a Lola pensa cada coisa viu! Agora fiquei até pensando em qual parte do meu corpo olham, essa Lola está me deixando paranoica! hahaah Então pessoal exagerei nas citações ou posso fazer assim de agora em diante? 

Poesia do dia #21

26 fevereiro 2013
Olá! Para começar a semana selecionei uma poesia de um autor nacional, um blogueiro que conheci, vamos ver?!
Livros, poeira e amores
Uma farpa
Um vazio
Livros abertos
Poeira sobre a estante
Uma velha música
Uma janela aberta
Alguns momentos de paz sobre o jardim
Alguns girassóis abertos
Pequenas lembranças
Dias passados
Um diário inacabado
Uma vida incompleta, pende sobre um amor perdido
Pequenas glórias passadas
O tempo urge
Uma vida que termina 
O tempo acabou
O vento cessou
A ilusão teve seu fim
Ele perdeu seu anjo
(Joathã Andrade) 
Gostaram? Quem tiver poesias mande para nós, mande seus contos, letra de música, crônica, etc se quiser que publique no blog, mostre seu trabalho! A todos uma semana linda e cheia de boas leituras.

Novidades #22

24 fevereiro 2013
Mais novidades, dessa vez em uma dose pequenina (ufa!), vamos conferir?!
Kate Somente
Kate Somente por Erim Bow (Rocco): Uma jovem órfã com poderes mágicos é perseguida pelos moradores do vilarejo onde vive desde que uma misteriosa névoa encobriu os campos, arruinando as colheitas e espalhando medo, fome e doenças. Tendo seu gato como único companheiro, Kate não pensa duas vezes quando recebe uma inusitada proposta: em troca de sua sombra, o misterioso Linay oferece à menina a chance de fugir dali e encontrar um novo lar e uma nova família. Mas será que Kate será capaz de viver sem sua sombra para sempre? Romance de estreia da canadense Erin Bow, Kate somente é uma adorável história de magia e amadurecimento.
Sim, sim! Apesar de ter outros livros escolhi postar apenas esse que me interessei bastante e não vi nos blogs dos amigos, mas tem outro título bacana que suponho que já tenham visto O Inferno de Gabriel da Arqueiro, clique no título e confira a sinopse no Skoob já adicionando na estante! E que tal finalizar com um book trailer?! Quem ainda não viu vamos ver é do livro Garota Tempestade, da Editora Valentina que estou louca de vontade de ler. Mais alguém ai está curioso?

Se fosse pelo book trailer eu não leria não, não me instigou, mas as resenhas que li sim! Agora uma pergunta: tinha uma música mais antiga não?! (brincadeira, eu amo a Pink) É isso, desejo a todos uma ótima semana e uma boa despedida de fevereiro, passou rápido não foi?! Beijo amados (:

Playlist #24

23 fevereiro 2013
Olá!Hoje vim postar no lugar da Vivi, e espero que gostem das minhas escolhas para a playlist desse sábado! \o/

Hathor, por Markus Thayer

22 fevereiro 2013

Hathor, de Markus Tayer
Novos Talentos, 356 páginas (Parceria)
John McBrian é aluno em uma renomada faculdade de Cambridge. Entretanto, sua vida pacata de estudante está prestes a mudar. O que a princípio parecia ser apenas um trabalho de escola coloca o jovem inglês em extremo perigo. Um mistério intrigante, fenômenos inexplicáveis e mensagens criptografadas levam John a cruzar o oceano, onde seu destino o aguarda.
 Para começar essa leitura é preciso estar preparado, pois o livro tem várias cenas de ação. Somos apresentados a John, Sir Oliver e Willian, os três homens que dão início a aventura. Em uma pesquisa para o professor Oliver, John encontra duas páginas coladas em um livro, descobrindo adiante que se trata de um segredo onde logo ficam a imaginar que poderia ser. Surge então a possibilidade de ser um grande tesouro, e isso cai na boca de Emma (empregada do professor), que cai na boca de Klaus (namorado da garota) e logo todos os amigos dele também sabem. A expedição secreta torna-se alvo dos mesmos que na verdade são ladrões que visam pegar o tesouro e melhorarem suas vidas, mas nem tudo será como imaginam. Nessa busca precisarão de uns dos outros, e nisso todos estarão correndo perigo, já que outros olhos pequenos também estão voltados para eles. O que é realmente esse tesouro? Conseguirão chegar a ele?
Hathor vem com uma proposta nova que me lembrou bastante o filme "O Caminho Para El Dourado", onde dois amigos também vão atrás de um suposto tesouro. Mas aqui somos apresentados a tantos personagens que por vezes me vi perdida. Além dos já citados temos o grupo de ladrões que ao todo são seis, sendo o mais importante Klaus, que é o namorado de Emma e a mãe dela, Mary. Também tem os japoneses e o pessoal do Brasil.
Após seguirem ao encontro do tesouro, nossos mocinhos passam por bastante coisa, não deixando o livro monótono. Se for parar para falar por tudo que eles passam vou acabar contando o livro inteiro, então vou deixar essa parte em hiatos para vocês.
Markus soube tratar cada personagem com uma senhora atenção, sem esquecer de ninguém. Ri sempre que alguém fazia uma piadinha com Yuri, o gordinho do grupo; fiquei triste quando o grupo de japoneses tentavam e insistiam em passar a perna nos estudantes; fiquei encantada com a chegada de ßriela e sua mãe Pÿthia moradoras de Hathor - sim é como uma cidade e é o foco principal do livro, mas não vou entrar em detalhes.
Vale a pena ler toda essa aventura tão bem escrita por Markus. 
Infelizmente tive alguns problemas com a leitura, e não me refiro a demora em terminá-lo. Teve vários momentos no livro onde o autor chamava os personagens por sobrenome, e as vezes causou uma confusão em minha mente, mas nada muito grave. Meu maior problema foi com as páginas em falta, sim faltaram páginas na edição que recebi. Para mostrar que não estou brincando saquei uma foto, foram ao todo 8 duplas assim, 16 páginas no total, com desfalque de importantes trechos, onde fiquei perdida depois. Sem contar que algumas páginas estavam um pouco mais claras, felizmente consegui ler. Veja que na imagem dá até para ver as letras das outras páginas, era assim, passava duas escritas e outras duas brancas e assim por diante oito vezes! 
 
(clique na foto para ampliar)

Tirando isso, a leitura foi bastante agradável! O autor inseriu os personagens à um mundo completamente novo para os século proposto (o livro é narrado em 1856) onde tanta evolução ainda não passava de pequenos estudos. A minuciosidade dos detalhes deixou o livro ainda mais rico e a narração mais crível. Apesar do livro se passar na Inglaterra, o autor também abordou um pedaço do Brasil mais precisamente o rio Araguaia no Mato Grosso, do qual achei belíssimo. A preocupação do mesmo com o final para cada personagem também me agradou muito, sem esquecer de nenhum do grande grupo; finalizando ainda com uma proposta de continuação. Será que vai ter?
Recomendo o livro para grandes aventureiros, se busca uma jornada cheia perigos e mistério este é o livro certo. Além do romance que também foi muito bem abordado na trama. Agradeço muitíssimo ao autor pelo exemplar, amei o livro e me admira não ter lido antes.

Caixinha do Correio #5 - Raquel

20 fevereiro 2013
Primeiramente gostaria de me desculpar pela falta de atualização no blog, meus dias essa semana estão completamente fora da rotina, estou tentando me localizar, mas está sendo uma tarefa impossível! Espero vir semana que vem com as postagens em dia, hoje era dia de citação por exemplo, mas decidi postar o correio! Vamos ver o que tem?
O correio é outro que está atrasado haha Por isso me assustei quando vi essa pilha monstruosa, ficou assim grande por conta da série Feios!
Do primeiro ao último, completamente fora de ordem de chegada:
- Madison Kincaid, Prumo (Cortesia)
- Hathor, Markus Thayer [Atual Leitura] (Cortesia)
- A Linhagem, Camila Dornas, Resenhado (Cortesia)
- Série Feios, Galera Record (Presente da Vivi)
- Lola e o Garoto da Casa ao Lado, NC (Emprestado)
- Morte e Vida de Chaelie St. Cloud, NC (Compra)
- Finale, Intrínseca (Compra)
- Silêncio, Intrínseca (Compra)
- A Garota de Papel, Verus (Ganhei em sorteio)

Esses livros chegaram após a última caixinha que foi dia 26 de dezembro do ano passado, sim esqueci completamente de tirar a foto das coisas que chegaram em Janeiro. Bom, o mês que vem será bem mais mirrado, já que estou completamente sem fundos (lágrimas), o bom é que minha prateleira a maioria é de não lidos, então não vai faltar leitura e ainda tem os livros que chegam dos nossos parceiros! Quero agradecer a Camila e ao Markus pelo carinho e a Prumo por ter me atendido prontamente e com tanta atenção, e também a Verus que promoveu o sorteio no Twitter do qual ganhei, viu como a sorte é engraçada?! Agora Viviane, mega feliz com a série, espero ler logo!
É isso! As minhas leituras desse mês estão uma bagunça, estou enrolando com Hathor, mas podem ficar tranquilos que a resenha sai! Beijinhos (:


Autor de onde mesmo?

18 fevereiro 2013
Agora pronto!Comecei com esses posts falando sobre obras nacionais e parece que cada dia tenho coisa pra falar hahaha Hoje vou falar de um assunto bastante delicado que sempre levo em conta quando leio nacionais. Vamos conferir!
Já deixei bem claro aqui que apoio e amo livros de autores nacionais, mas sempre fico com uma pulga na orelha ao pegar um para ler. Não me entendam mal, meu medo não é referente a narração e sim aonde a história se passa.
Sempre fico com o pé atrás quando vejo um livro de autor brasileiro se passando no Alabama ou sei lá na Russia, podemos combinar que é estranho? Eu particularmente confesso que fico mesmo com o pensamento do autor derrapar na banana, o que acontece mesmo!
Falar de algo desconhecido é sempre um grande pulo. É bonitinho falar de Nova York ou Paris que são cidades lindíssimas onde muitos gostariam de visitar, até eu por que não!? Mas como falar do que não conhece?
♥ Aborde lugares onde você esteve e sabe suas características ou pesquise muito antes de abordar aquele cenário, você não pode chegar na China e dizer que o prato típico é feijoada!
Se queremos incentivar a leitura nacional porque não falamos das belezas do nosso país? Meu sonho é viajar o Brasil todo e por que não viajar por páginas? Por que não escrever sobre o seu estado ou cidade?
Um livro que li com o pé atrás foi Sob a Luz dos Seus Olhos, onde parte da história se passava em Nova York e foi um livro que me surpreendeu. Posso dizer o mesmo de A Linhagem que se passa em Londres. Mas esses são exceções, devem ter outros livros que se passem em outro país que foram bem abordados, mas já li uns que fiquei de cara, não vou citar nomes que isso é feio!
E quanto aos nomes dos personagens?! Por que sempre tem um Taylor ou uma Lauren? Onde estão as Maria's e o João's? Em toda a parte parece que o autor quer fugir do Brasil, o que é bem estranho! Se o livro é nacional, porque ele não é nacional no geral? Isso pode ser apenas da minha parte, mas fico com o pé atrás sim! Espero que o livro fale do nosso país de algo novo para mim e ainda assim verde e amarelo, e quando abro a página bam olha lá a Torre Eifel e Pierre; tudo bem que atualmente as mães dão nomes diferentes aos seus filhos, mas ainda sinto falta do que conheço ao ler um nacional.
É isso que tenho para hoje, fica a dica para quem está escrevendo de uma simples e humilde leitora (:

Novidades #21

17 fevereiro 2013
Quando mais os dias passam, mais livro novo tem! Sério gente parece que não acaba não, minha lista está ficando sem fim e esse post cada vez mais extenso! Hoje temos: Jangada, Arqueiro, Aped, Tarja Editorial e Baraúna.
                             Anjo Amador Não Diga Uma Palavra!

Nossa Nova autora parceira: Denise Flaibam

16 fevereiro 2013
É com muito carinho que venho apresentar a vocês uma autora nova no selo da Novo Século, o Novos Talentos da Literatura Brasileira, ela tem a minha idade e eu to tipo querendo enchê-la de perguntas hahaha


Denise Flaibam se apaixonou por histórias de fantasia quando foi apresentada a Harry Potter. Quis lutar em batalhas medievais quando conheceu O Senhor dos Anéis e sonhou viajar para terras místicas ao ler As Crônicas de Narnia. Nascida em 1995, moradora de Morungaba, cidadezinha no interior de São Paulo, sempre sonhou em se tornar escritora e ver suas obras estampando dezenas de estantes. Inspirada principalmente por histórias épicas como as de Rowlink, Tolkien e Lewis, onde a magia a arrastou por tantos universos fantásticos, decidiu inventar o seu próprio mundo. Mergulhou na construção de Warthia aos onze anos de idade. Aos dezessete publica o primeiro livro de sua criação. A Profecia de Mídria, da quadrilogia Os Mistérios de Warthia.

Sinopse: SERAFINE DELAY ERA UMA GAROTA COMUM... À sua maneira. Sua vida na sossegada Vila do Sol muda bruscamente numa noite, quando sua décima oitava primavera era festejada. Um ataque acaba forçando-a a fugir desesperadamente de monstros sanguinários e imbatíveis. Por algum motivo para lá de insano, tais criaturas queriam sequestrá-la! E enquanto mergulha de cabeça no universo mágico de Warthia e começa a entender a ligação de suas marcas com a história daquele mundo, Serafine descobre-se numa surpreendente situação: seu destino está traçado. Uma antiga profecia clama por seu espírito, e uma difícil jornada deve começar. Na companhia de um belo e rude espadachim, uma simpática garota de orelhas pontudas e um felpudo guerreiro belicoso, Serafine deve ingressar numa viagem de perigos desconhecidos, que se inicia no Norte daquele vasto continente, treinando para derrotar àquela que vem das Trevas para tudo devastar. Os Mistérios de Warthia devem ser desvendados, e Serafine é a única capaz de fazê-lo.

Quote: "A Profecia de Mídria. É de você que ela fala [...] Não é uma responsabilidade só sua. Os Deuses nunca a deixariam sozinha em um lugar escuro sem qualquer luz. Eles escolheram criaturas especiais que irão lhe ajudar a encontrar o caminho certo. Não podem impedir que o medo a domine, mas podem ensiná-la a dominá-lo..."
Alguma dúvida de que o livro vai render muita aventura?! Já estou curiosa para conhecer Serafine, esse nome tão belo não é, diferente! Logo terá resenha aqui no blog, quer saber mais sobre o livro? Acesse os links abaixo! (:

Entrevista com a Camila Dornas

15 fevereiro 2013
Depois de entrevistar a Nanda Meireles, fiquei com muita vontade de conhecer mais outros autores parceiros aqui do blog! E dessa vez quem topou foi a Camila Dornas que acaba de lançar o seu livro que já resenhei (Aqui) e me apaixonei por completo, vamos saber mais sobre ela?


- Nos conte um pouco sobre você.
Moro em Brasília. Amante de boa música, apaixonada pelo bom e velho Rock n´ Roll . Sou uma leitora compulsiva, compro tantos livros que tenho uma estante só de livros que nunca li. Escritora por paixão. Sou muito intensa, levo todas as emoções ao extremo. Meus amigos costumam dizer que sou muito sonhadora, que saio do ar às vezes, e acho que isso é verdade. De vez em quando, nem uma banda de trombones consegue me tirar dos meus pensamentos. Sou um pouquinho de tudo, e ao mesmo tempo, ainda estou tentando me encontrar
- A Linhagem é seu primeiro livro; desde quando decidiu se tornar autora? Quando começou a escrever?
Comecei a escrever desde muito pequena. Mal tinha nove anos e já escrevia pequenos contos e esse tipo de coisa. Eu tinha um daqueles diários com pequenos corações como fechadura, que carregava para todos os lados, e desde então fui apaixonada pelas palavras. Mas faz pouco tempo que realmente me olhei no espelho e pensei ´´ Quero ser escritora``. Não foi algo planejado, fiz o que amava e o resto aconteceu naturalmente.
- De onde surgiu inspiração para escrever a história de Evangeline?
É engraçado. A primeira vez em que pensei sobre a história de Evangeline foi olhando um desenho incrível que um amigo fez pra mim, de um vestido do século XVIII. Fiquei imaginando os Bailes, os amores impossíveis. Naquele momento ela veio prontinha na minha cabeça. Estávamos na praça de alimentação de um shopping, e eu escrevi o esboço todo em um guardanapo rsrs. O resto da história surgiu quase como se Evangeline estivesse sussurrando no meu ouvido.
- O livro se passa no século 18, é como se realmente tivesse vivido naquela época, fez muitas pesquisas para chegar até os detalhes? Como desenvolveu o livro?
Foram meses de pesquisa. Demorei mais tempo pesquisando do que realmente escrevendo o livro. Mas também foi bem divertido. Adorei ficar babando nos detalhes daquela época, e comparando os costumes com os atuais. Tive que pesquisar sobre as roupas, a religião, as comidas típicas e várias outras coisas. Realmente me imaginava escrevendo com penas, usando lampiões e espartilhos, e deus do céu, vivendo sem um chuveiro ( risos).
- Algum dos personagens foi inspirado em alguém que conheça de fato?
A maioria dos personagens surgiu na minha cabeça do nada, implorando para contarem suas histórias, mas é impossível não ser influenciado por pessoas ao seu redor. A Evangeline tem muito de mim, e ao mesmo tempo, somos completamente diferentes. Já os outros personagens sempre acabam pegando uma mania, ou quem sabe um jeitinho de alguém que conheço.
Eu estava com Henry. Seus lábios macios tocavam os meus famintos. Eu sentia claramente seu cheiro, cheiro de floresta. Suas mãos percorriam meu corpo, cada centímetro dele, me fazendo pegar fogo. E eu queria me entregar a ele. Eu sabia que iria. - Capítulo 4
- Henry ganhou meu coração; mas e a criadora tem algum personagem que goste mais?
Essa é uma pergunta difícil. Não vou pelo óbvio e citar os protagonistas rsrsrs. Cada um dos meus personagens tem um lugar especial no meu coração. Tenho uma ligação bastante especial com Morgana, e simplesmente adorei escrever o Dorian. Ele é um personagem que tem tanto a dizer, que poderia escrever outro livro sobre o ponto de vista dele.
- Como foi o processo de publicação de seus livros?
Tive a sorte de ser aceita pela primeira editora para qual enviei o livro. Mas ser escritora nesse país não é fácil. Precisamos lutar muito e estar preparadas para todas as possibilidades. Tenho a alegria de dizer que o mercado editorial já cresceu para os autores brasileiros em relação há alguns anos, mas ainda temos muito o que crescer. Ainda estou lutando pelo meu espaço, mas confesso que foi um prazer publicar o livro pela Novo Século. Todo mundo foi super atencioso e eles deixaram o livro lindo pra vocês.
- Como está sendo o retorno de sua obra?
Estou muito feliz em ter recebidos críticas maravilhosas de blogueiros que admiro muito. Quanto às vendas, eu estou vendendo o livro e fico muito feliz em dizer que tenho visto muitos leitores interessados na obra. Ainda não dá para dizer qual será o futuro de A linhagem, sendo que ele acabou de chegar às livrarias, mas espero que tenha uma boa saída para que eu possa apresentar ainda mais histórias para vocês no futuro.
- Já tem alguma previsão para outro livro?
No momento, estou trabalhando em um novo projeto. Mas há a possibilidade de uma nova história, sobre o ponto de vista de Aghata, onde poderemos saber mais sobre a mãe de Evangeline e sobre o passado dessa personagem. Ainda não é nada certo, mas estive considerando a hipótese.
- Eu li o livro e amei, mas o que diria para quem ainda não leu?
Leia o livro! Rsrs. A linhagem é uma história para aqueles que gostam de um romance sobrenatural, de uma mocinha forte e de aventura.
- Pode dar alguma dica para futuros escritores?
Leiam muito e estejam preparados para lutar por isso. Escreva com seu coração, ame aquilo que você faz e não desista no primeiro obstáculo que aparecer em seu caminho. Coisas maravilhosas realmente acontecem, às vezes quando você menos espera.

Então gostaram? Quem quiser saber mais sobre o livro acesse a Page no Facebook, a página no Skoob e o blog da autora! 


Chamada Para Todos

13 fevereiro 2013
Ando tão enrolada que sempre acabo esquecendo as ideias que tenho para o blog, já faz um tempo que estou para preparar uma postagem falando dos livros que li nacionais, mas sempre acabo esquecendo. Então conversei com a Ana Zuky (dona do blog Sangue com Amor) uma noite dessas e desatamos a falar de autores nacionais e decidi colocar logo minhas palavras para o teclado e mostrar a vocês!


Admiro muito autores nacionais, e acho que eles deveriam ser mais explorados por nós leitores, quem diz que não gosta dos livros nacionais é porque nunca deve ter pegado um que o marcou, porque eu já li nacional que deixa estrangeiro no chinelo. Claro que nem todo livro vai agradar a todos, e tem sim livro ruim nacional, a maioria dos autores são desconhecidos e provavelmente você vai esperar que eles derrapem na banana, mas mude esse pensamento! Espere sempre mais, aprecie o que é nosso; ficam reclamando que a leitura não é valorizada, mas entre um Harry Potter e Paula Pimenta muitos escolhem o HP. Não estou dizendo para você abandonar o que te agrada, aposto que tem um livro pelo menos que seja do mesmo gênero que você gosta que é nacional!
Não sou nenhuma especialista em livros nacionais, e não li tantos assim, mas vou indicar os que mais me agradaram e passar para a segunda parte do post!
Corações em Fase Terminal - Fabiane Ribeiro / Sob a Luz dos Seus Olhos - Christine M.
João e Maria - Marcus Bulzara / Ainda não te disse nada - Mauricio Gomyde
Um Sonho a Mais e Aqueça meu Coração - Nanda Meireles
Antes tarde que mais tarde ainda - Liana Cupini/ A Linhagem - Camila Dornas
Sabe de uma coisa? Diário de uma adolescente - Vivina de Assis Viana
A Hora do Amor - Álvaro Cardoso Gomes
Alguns, para não dizer grande parte, são de autores parceiros aqui do blog, mas não os coloquei por esse motivo, não sou de bajular ninguém, tanto que tem livros que são de parceiros que não estão na lista. Também não coloquei nenhum livro clássico, porque estou me referindo mesmo a autores novos!
Um ponto negativo para os livros nacionais é o preço, tem livros com um preço tão absurdo que fico de cara, então me pergunto "Não foi você que deu 80 reais no box de Jogos Vorazes?", sim a bela hipocrisia! Da minha parte este foi o valor mais alto que gastei de uma vez só com livros e poderia ter comprado outros nacionais! Assim como tem promoção de livros estrangeiros, também encontramos de livros nacionais, só pesquisar! Fica então a minha chamada aos leitores!
Gostaria também de fazer uma chamada para os autores, posto no blog todos os domingos novidades do mês e raramente tem um nacional! Então você que é autor nos envie seu material também, nem todos ganham a visibilidade de um livro estrangeiro de uma editora grande, entre em contato pelo nosso email com os dados do seu livro (editora, sinopse, capa...). Terei o maior prazer em postar no meu blog!
Olha só que coincidência! Este post já estava preparado quando surgiu duas movimentações nas redes. A primeira que vi vou a Petição: Eu Leio Brasil, um manifesto que Janaina Rico (autora de Ser Clara) iniciou para darmos mais valor a literatura nacional, basta entrar no site preencher um pequeno formulário com nome, cidade, país e email; você irá receber um email de confirmação e prontinho sua assinatura está pronta. A autora está querendo reunir 10 mil assinaturas então divulguem, a última vez que vi tinham 568. Clique AQUI e participe!
A outra movimentação vem do Facebook, uma amiga minha, a Gil criou a página LAN: Liga dos Autores Nacionais, e achei muito bacana essa campanha para as obras nacionais.
A página é nova e tem tudo para ser um sucesso, clique no banner e faça parte do grupo de Leitores de Autores Nacionais, mostre a cara do nosso país, sei que vai parecer um tanto ridículo para alguns mas vou dizer assim mesmo: Parem de adorar outras bandeiras e sejam mais patriotas com o nosso país, a começar pela nossa literatura que gostamos tanto! Por que um nacional não pode ganhar um espaço a mais na livraria ou até mesmo na sua estante? Vamos mudar isso (:


Poesia do Dia #20

12 fevereiro 2013
Olá, Viajantes! Esses dias de carnaval estão um saco pra mim... kkkkk E vocês estão curtindo o carnaval?! Vamos a mais uma poesia sobre algo que todo mundo gosta...

A Música
A música p'ra mim tem seduções de oceano!
Quantas vezes procuro navegar,
Sobre um dorso brumoso, a vela a todo o pano,
Minha pálida estrela a demandar!

O peito saliente, os pulmões distendidos
Como o rijo velame d'um navio,
Intento desvendar os reinos escondidos
Sob o manto da noite escuro e frio;

Sinto vibrar em mim todas as comoções
D'um navio que sulca o vasto mar;
Chuvas temporais, ciclones, convulsões

Conseguem a minh'alma acalentar.
— Mas quando reina a paz, quando a bonança impera,
Que desespero horrivel me exaspera!

                                                                                           (Charles Baudelaire)

Entrevista com a Nanda Meireles

11 fevereiro 2013
Já faz um bom tempo que não entrevistava nenhum autor, nem blogueiro, nem ninguém que comecei a sentir falta! Então fui atrás de alguns dos nossos amigos para podermos conhecê-los um pouquinho mais. A primeira a topar foi a Nanda Meireles, autora que morro de amores (sim gente, estou dessa forma!) devido a essas gostosas histórias que já li dela. Mas estou aqui falando e falando da autora e vocês ainda não sabem quem ela é?! Ora, vamos mudar isso agora.
Para iniciar a entrevista, fale-nos um pouquinho sobre você. Além de escritora, quem é Nanda Meireles?
- Olá a todos do Blog. Obrigada, Raquel, pelo convite.
Bem, eu tenho 28 anos, nasci, cresci e ainda resido na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro. Sou casada há 10 anos. Tenho gêmeas de 7 anos. Estou atualmente cursando Licenciatura em Matemática, mas já atuo como professora há um tempo.
Sempre foi um sono se tornar escritora? Quando começou a escrever?
- A vontade de escrever surgiu na adolescência quando me encantei com a escrita de Pedro Bandeira, acredito que esse foi o ponto inicial da minha trajetória como “aspirante” à escritora rsrsr.
Nos dois livros que li, achei tudo muito delicado e cenas críveis de tirar o fôlego, onde buscou e busca inspiração para escrever?
- Depois de sair da escola formada com 16 anos, passei a seguinte década envolvida com projetos pessoais. Só quando as gêmeas nasceram pude analisar minha vida e decidi retomar meu sonho. Um Sonho a Mais foi um desafio ao qual me submeti. Afinal, eu sempre soube que queria escrever minhas histórias, mas eu realmente seria capaz de ir até o ponto final? O resultado foi delicioso.
Os seus personagens Fabiana (Um sonho a mais) e Raquel (Aqueça meu coração), são simples e possuem uma personalidade cativante. Alguma delas, ou outro personagem seu foi inspirado em alguém que conheça?
- Sabe, eu acredito que elas sejam o reflexo do tipo de garota que eu gostaria de ter sido ou, ao menos, do tipo de garota que eu gostaria de ter como amiga. Mas confesso que muitas situações em ambas histórias aconteceram de fato comigo ou com alguém que eu conheça. Por exemplo, o esquema para passar cola durante as provas que Fabiana e Dinho tinham em Um Sonho a Mais, era lago que eu fazia com meu irmão, quando ele estava desesperadamente perto de ficar reprovado. E (eu não acredito que vou confessar isso rsrsrs) os dois primeiros beijos desastrosos de Raquel em Aqueça Meu Coração foram baseados nos meus dois primeiros beijos. Alterei alguns nomes, mas acredito que se os rapazes que conheci lessem o livro, se identificariam facilmente e não iriam achar a situação tão engraçada como parece aos leitores rsrs.
Que valores você quer que os leitores absorvam com as suas obras?
- Eu sempre tento ressaltar o valor da família, da amizade e do bom humor. É preciso abrir os olhos e reparar em quem nos ama de verdade. Entender que ninguém é perfeito, muito menos nós mesmos.
Como foi o processo de publicação de seus livros? E a escolha das capas?
- Ah, essa danada publicação já me deu muita dor de cabeça. Mas hoje estou satisfeita com as minhas escolhas. Tudo o que quero é escrever minhas histórias, disponibilizá-las aos leitores que se interessarem em lê-las e seguir com a vida por onde Deus quiser me levar. As capas foram presentes do talentoso Renato Klisman. Esse menino vai muito longe. Sou e sempre serei sua fã.
Tem alguma previsão para outro livro? Se sim, pode falar nos dar uma palhinha do que está por vir?
- Hum... Eu tenho muitos projetos já iniciados e sinceramente não sei qual vai ser terminado primeiro, mas entre eles, posso destacar dois: 1) Título provisório: Me leve contigo, que é a história da personagem Carina de Aqueça Meu Coração. Esse livro vai ser muito especial. Vai ter um grande drama envolvido, vai ser meu primeiro projeto com capítulos intercalados narrados por dois personagens centrais e vai ter muita música. 2) Título provisório: Abigail, que é meu primeiro romance sobrenatural. A história terá um tema e cenário inéditos em todo meio editorial atual. É um trabalho que me tem exigido muita pesquisa e dedicação.
O que diria para quem ainda não leu o seu livro? Venda seu peixe!
- Haha. Sou uma péssima vendedora. Já tive, inclusive, problemas com algumas pessoas que não concordam comigo, mas, particularmente, o que importa mesmo é que me divirto escrevendo e sou feliz com o retorno de quem se arrisca a ler meu trabalho. Para quem quiser se arriscar:
Aqueça Meu Coração pode ser adquirido por R$26,00 – Aqui (Skoob) (Resenha)
Um Sonho a Mais pode ser adquirido por R$24,42 – Aqui (Skoob) (Resenha)
Pra Vida Toda – Um Sonho a Mais 2 pode ser adquirido por R$26,70 – Aqui (Skoob)
Para finalizar, gosto de pedir aos autores entrevistados que deem uma dica para quem pretende publicar ou escrever um livro. O que você diria para esses futuros autores?
- Diria que desejar escrever um livro, fazê-lo realmente e publicá-lo são coisas completamente diferentes. É preciso entender e aceitar essas diferenças, mas independente das adversidades, nunca desista de seu sonho. Dê a cara à tapa. Faça algo totalmente novo, corra atrás de oportunidades. E entenda que tudo tem seu tempo. Apenas se preocupe a dar valor ao que realmente importa.

Agradeço a atenção e carinho da Nanda, muito bom tê-la como parceira! Para quem ainda não viu a nova edição de Um Sonho a Mais confira abaixo a belezura que ficou.
Esta é a arte do marcador que ficou lindo e estou aqui chorando pelo meu, se você ainda não leu um dos livros citados procure saber mais, aposto que irá gostar!

Novidades #20

10 fevereiro 2013
Como domingo passado não postei novidades fiquei meio que atolada delas, e hoje pode ser que o a listinha de vocês se desequilibre haha brincadeira! Mas tem muita coisa boa por ai: Prumo, Intrínseca, Suma, Planeta, Bertrand e Arqueiro.
Never Sky - Sob o Céu do Nunca conta a história de Ária uma garota que passou por poucas e boas e ainda não tem previsão de notícias realmente boas, até conhecer Perry, o forasteiro responsável por seu exílio que é sua única chance de continuar viva. Dois opostos que precisarão se unir para alcançar seus objetivos.
Primeiro livro da trilogia "Never Sky" ambientada em um futuro imaginado, mas assustadoramente possível chega ao Brasil pela editora Prumo agora dia 11 de Fevereiro rodeado de grandes expectativas por parte dos fãs de distopias. Você pode conferir a sinopse completa no site do Skoob (clicando na capa acima), aproveite para colocar o livro na sua estante. 
                       O Fio No Escuro
O Fio por Victoria Hislop (Intrínseca): Tessalõnica, 1917. No momento do nascimento de Dimitri Komninos, o fogo devasta a cidade multicultural onde cristãos, judeus e muçulmanos convivem. Cinco anos depois, a jovem Katerina foge para a Grécia quando sua casa na Ásia Menor é destruída pelo exército turco. Ao se perder da mãe em meio ao caos, ela acaba em um navio cujo destino é desconhecido. Desde esse dia, as vidas de Dimitri e Katerina se entrelaçam: entre si e com a história da cidade.
No Escuro por Elizabeth Haynes  (Intrínseca): Catherine aproveitou a vida de solteira por tempo suficiente para reconhecer um excelente partido quando o encontra: lindo, carismático, espontâneo... Lee parece bom demais para ser verdade. Suas amigas concordam e, uma por uma, todas se deixam conquistar por ele. Com o tempo, porém, o homem louro de olhos azuis, que parece o sonho de qualquer mulher, revela-se extremamente controlador e faz com que Catherine se sinta isolada. Amedrontada pelo jeito cada vez mais estranho de Lee, ela tenta terminar o relacionamento, mas, ao pedir ajuda aos amigos, descobre que ninguém acredita nela. Sentindo-se no escuro, ela planeja meticulosamente como escapar dele. Quatro anos mais tarde, Lee está na prisão e Catherine, agora Cathy, tenta reconstruir a vida em outra cidade. Apesar de seu corpo estar curado, ela tornou-se uma pessoa bastante diferente. Obsessiva-compulsiva, vive com medo e insegura. Seu novo vizinho, Stuart Richardson, a incentiva a enfrentar seus temores. Com sua ajuda, Cathy começa a acreditar que ainda exista a chance de uma vida normal. Até que um telefonema inesperado muda tudo. 
                        A Torre Invisível Oksa Pollock e o Coração dos Dois Mundos
A Torre Invisível - Crônicas do Outro Mundo #1 por Nils Johnson-Shelton (Intrínseca): No mundo que conhecemos, onde vive o garoto Artie Kingfisher, magos chamados Merlin, dragões que soltam fogo e espadas mágicas existem apenas em lendas e contos de fadas. Isso, porém, muda completamente no dia em que ele começa a receber, na vida real, mensagens saídas de seu jogo de videogame favorito, chamado Outro Mundo. Pistas misteriosas levam Artie até uma loja estranha, A Torre Invisível, onde ele descobre que é o sucessor do lendário rei Arthur, nascido no século XXI para terminar a missão que o outro não conseguiu levar adiante. Carregando a célebre espada Excalibur e com sua irmã, Kay ao seu lado, Artie embarca em uma jornada digna dos cavaleiros da Távola Redonda, em que precisará enfrentar dragões verdes, lobos famintos, poderosos feiticeiros e outros perigos inimagináveis. 
Oksa Pollock e o Coração dos Dois Mundos - Oksa Pollock #3 por Anne Plichota e Cendrine Wolf (Suma de Letras): Em Oksa Pollock e o coração dos dois mundos, as dimensões estão mergulhadas no caos: erupções vulcânicas, terremotos, chuvas torrenciais e outros sinais de destruição surgem por todo o planeta. Oksa e sua família fogem de Londres logo depois que cidade foi inundada pelo rio Tâmisa. Os Pollock agora partem em busca do Portal que os levará a Edefia, o mundo mágico das origens. A jovem Oksa terá que restaurar a harmonia entre os dois mundos. Mas nem mesmo todos os perigos que a Jovem Graciosa enfrentou na floresta dos desgarrados a prepararam para a jornada que a espera. Em Edefia se encontra a única chance de restaurar o equilíbrio entre os dois mundos. Porém Oksa terá que fazer concessões. Em sua busca pelo Portal para o mundo mágico, a Jovem Graciosa é forçada a se aliar aos Traidores, que esperam apenas uma chance para enganá-la. Isso não significa que a menina está cercada de inimigos. Ela conta com a ajuda da avó Dragomira; do pai, que se transforma em dragão; e das criaturas mágicas que nunca os abandonam. O Portal exige um preço terrível para ser usado. E Edefia guarda um mundo completamente desconhecido pela Jovem Graciosa. 
                     Canção do Mar É melhor não saber
Canção do Mar - Watersong #2 por Amanda Hocking (Planeta): Harper só quer uma vida segura e normal. Mas quando sua jovem irmã Gemma foge com um bando de garotas bonitas e perigosas, Penn, Thea, e Lexi, tudo muda. Jurando conseguir sua irmã de volta, Harper deve encarar perigos que jamais experimentou. Felizmente, ela tem Daniel do seu lado, um deslumbrante garoto que está ajudando em sua busca e é imune aos poderes sombrios das garotas. Enquanto Harper procura sua irmã, Gemma se esforça para se ajustar a sua nova vida. Seus poderes estão crescendo mais a cada dia, e quanto mais tempo vive com suas novas “irmãs”, mais difícil é resistir ao seu mágico mundo. É um reino tanto sombrio quanto bonito, onde ela é atormentada por uma estranha fome e necessidades indizíveis. Justo quando ela está afastando-se de sua antiga vida, Harper e Daniel a encontram… mas ninguém pode negar o quanto ela mudou. Tudo o que ela quer é voltar para sua família e seu mundo mortal, mas como ela poderá fazer isso quando ela se tornou algo totalmente diferente — e será que eles ainda a amarão quando descobrirem a verdade?
É Melhor não Saber por Chavy Stevens (Arqueiro): Sara Gallagher nunca sentiu que pertencesse de verdade à sua família de criação. Embora sua mãe seja amorosa e gentil e ela se dê bem com sua irmã Lauren, a relação com o pai e a irmã caçula, Melanie, sempre foi complicada. Às vésperas de se casar, Sara decide que está pronta para investigar o passado e descobrir suas origens. Mas a verdade é muito mais aterrorizante do que ela poderia imaginar. Sara é fruto de um estupro, filha do Assassino do Acampamento, um famoso serial killer. Toda a sua paz acaba quando essa história é divulgada na internet e o pai que ela anteriormente queria conhecer resolve entrar em sua vida de forma avassaladora. Eufórico com a descoberta de que tem uma filha, John vê nela sua única chance de redenção. E, para criar um vínculo com Sara, ele está disposto a tudo, até a voltar a matar. Ao mesmo tempo, a polícia acredita que essa é sua única chance de prender o assassino e resolve usá-la como isca. Então Sara se vê numa caçada alucinante, lutando para preservar sua vida e a de sua filha.
                      Casa de Verão
Você sabe o que passa pela cabeça dos homens? por Humfrey Hunter (Seoman - Grupo Pensamento): Se você acha que os homens às vezes são mais difíceis de entender do que álgebra avançada, este é o livro que você esperava. Aqui você encontrará um olhar sem conseura sobre como os solteiros pensam, o que eles querem e por que fazem o que fazem. Após ler este livro, você vai aprender a identificar os que não estão realmente interessados em compromisso, descobrir como levar um cara a convidá-la para sair, e entender por que os homens as vezes tomam uma iniciativa, mesmo quando querem tomar. 
Casa de Verão por Macia Villet (Betrand Brasil): Matt sempre sentiu que faltava algo em sua vida. Em uma caixinha marchetada, sua mãe guardou lembranças da infância do filho. Entre elas, várias fotos de quando ele era menino. Mas há algo que o intriga naquelas fotos. Seria mesmo ele ali? Por que ele não se lembra daquelas roupas? Dos brinquedos? E mais: por que sua irmã, Imogen, não aparece nas fotografias?


Como não pirar diante desses lançamentos? Queria ler todos até mesmos Oska Pollock e Canção do Mar que são continuações. A capa de É Melhor não Saber ficou muito bonita, e a de Never Sky, de tirar o fôlego! Já anotaram ai na listinha??

Playlist #23

09 fevereiro 2013
Olá, Viajantes! Estão animados para o carnaval?! bom, eu não gosto de carnaval então vou ficar em casa e aproveitar para assistir algumas series e adiantar minhas leituras. :) Vamos ao play de hoje...


Jordin Sparks - One Step At A Time 

Jordin Sparks - Battlefield 

Espero que vocês gostem do play, para todos um ótimo carnaval e para quem vai ficar em casa, boas leituras!!! Beijinhos

A Linhagem, por Camila Dornas

08 fevereiro 2013

A Linhagem, de Camila Dornas
Novos Talentos, 336 páginas (Parceria)
Londres do século XVIII. A capital da Inglaterra era um dos mais importantes centros do mundo. Vestidos pomposos, elegância e boas maneiras. Um tempo onde as posses e a reputação regiam a sociedade. A igreja possuía poder absoluto e condenava aqueles os quais pesava a suspeita de bruxaria - a arte oculta temida e repudiada pelo senso comum. Nesse cenário intimidador,surge uma mulher especial, com dons inimagináveis. E um destino grandioso.
 Antes de começar a resenha queria poder dizer uma única palavra após minha leitura: Incrível! 
Evangeline Bennet é uma mulher atraente, porém ela não é o tipo de mulher submissa que age conforme a voz de outro. Evangeline tem um nariz empinado e a língua felina pronta para qualquer um sem se deixar abalar. Mas seu pai Julian não vê a hora da filha se casar e tomar um rumo, arrumando um dos melhores partidos, Hector, primo do rei, e a última coisa que ela quer é se entregar para um homem que mal conhece e que possa querer retirar o que tanto preserva, sua independência. Diante do pai e do casamento, Evangeline irá descobrir coisas que nunca se passaram por sua cabeça, irá viver um amor sem limites e sem medo do que os outros vão pensar. 
"- Eu? É claro que eu não o faria, Julian. Morgana me educou muito bem - eu sorri com uma falsa inocência. Morgana observava tudo com descrença e orgulho. Julian parecia decidir entre me bater naquele instante até que eu fosse incapaz de falar ou ceder à minha ameaça. Eu me diverti com aquilo, quase podia ver o que se passava em sua cabeça. Ninguém jamais ameaçava lorde Julian Bennet, jamais." - (Página 189)
(Medo de soltar algum spoiler!) Leitores, é impossível não gostar de Evangeline, uma personagem forte, decidida e bastante engraçada. Passando por coisas que você criticaria, imagine se você vivesse no século 18, a tacharia de louca, se não for falar em bruxaria! Sim, nossa personagem possui dons que na época eram considerados como obras do satã, demônios ou bruxaria e toda essa ignorância da era das pedras. Não entrarei em detalhes, vou deixar que imaginem!
Além da nossa personagem principal, conhecemos Henry (pausa para suspiro *-*) um cavalheiro sem uma posição alta na sociedade, um típico cavalheiro sem armadura de ferro, mas com muitos outros atributos. O rapaz lutou, amou e quase morreu nesse livro (no final quem morreu fui eu sem ar, que personagem)!
Morgana que cuidava de Evangeline foi uma das personagens que mais gostei, desde o primeiro capítulo com aquele ar autoritário, cuidado da moça como se fosse sua própria mãe, até mesmo lhe dando broncas. Uma personagem engraçada que me agradou muito!
Bom, queria falar de todos os personagens mas tem muito pra falar; todos foram muito bem construídos e muito bem colocados a narrativa, não senti falta de características e não sentia a história totalmente voltada para Evangeline, o que me agrada muito em um livro é uma história que não mantem seu foco na personagem principal como se a vida dos outros personagens girassem em torno do mesmo.  
A trama foi muito bem desenvolvida, apesar de ter várias lutas todas foram bem narradas deixando tudo muito crível! Os detalhes do livro foram essenciais para que pudéssemos viver ali no século 18 com todos os personagens, cheguei a ficar apreensiva por o livro se passar em uma época tão distante e ainda ser em Londres sendo que a autora é daqui de Brasília, mas ela soube muito bem o que escrever, me vi na praça de Londres, com um vestido requintado, em um baile e tudo que a Londres do século 18 poderia me proporcionar, me surpreendi quando até mesmo senti o cheiro fétido de mofo que fora descrito em algumas cenas. 
O livro me prendeu de uma forma maravilhosa, e a leitura fluiu muito bem apesar de no início ter achado a letra pequena! Este é com certeza um livro que recomendo, que superou minhas expectativas e que vou me lembrar por muito, muito tempo! Sei que não sou de colocar citações na resenha, não resisti aquela acima e ainda queria colocar outra, mas são tantas citações boas no livro que fica difícil escolher uma!
Alguém ai se interessou pelo livro? Tenho certeza que Camila vai agradar muitos leitores.    

Nova parceira Editora Belas Letras

07 fevereiro 2013
Conheça nossa nova parceira!

Nova parceira Editora Prumo

Nosso time crescendo cada vez mais! Conheça a editora.

Promoção February Book Fest

05 fevereiro 2013
Como vai galera?! Parece que o mês de Fevereiro vai ser recheado por aqui, já estamos com uma promo e o top e agora começa mais uma. O Viajando com Livros se juntou mais uma vez com blogs amigos, quem nos convidou o o Gabriel do Corações de Neve nosso parceiro, mas vamos ao que interessa?! Confira o post inteiro!