Toda Sua, por Silvia Day

26 abril 2013

Toda sua - #1 Crossfire, por Sylvia Day
Paralela, 280 páginas
Eva Tramell tem 24 anos e acaba de conseguir um emprego em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. Tudo parece correr de acordo com o plano, até que ela conhece o jovem bilionário Gideon Cross, o homem mais sexy que ela - e provavelmente qualquer outra pessoa - já viu. Gideon imediatamente se interessa por Eva, que faz tudo o que pode para resistir à tentação. Mas ele é lindo, forte, rico, bem-sucedido, poderoso e sempre consegue o que quer - Eva acaba se entregando. Uma relação intensa começa. O sexo é considerado por eles como incrível. Capaz de levar os dois a extremos a que jamais tinham chegado. E, então, eles se apaixonam - o que pode ser tanto a chave para um futuro feliz quanto a faísca que trará de volta os traumas do passado.
Estava com esse livro em casa já fazia um tempo mais estava um pouco receosa para ler, por que todos estavam falando que era igual a Cinquenta Tons de Cinza, e devo confessar que ao ler as primeiras páginas também achei isso, porém depois de alguns capítulos lidos minha opinião mudou completamente, pois percebi que além das cenas de sexos também tinha uma grande historia.
O livro conta uma historia cheia de amor e sexo (ou melhor, dizer sexo e amor?!) e isso faz com que nos leitores mergulhemos para dentro do livro. As cenas entres eles são bem detalhadas, um pouco parecido com o famoso Cinquenta Tons, porém mais forte, super hot!

Eva Tramell e Gideon Cross formam um casal super apaixonado, ambos dominadores e possessivos, duas vitimas de abuso tentando construir um relacionamento, lutado para superar o passado que os atormentam, para tentar viver uma relação saudável entre eles.

O que me agradou muito no livro foi perceber que Eva não era mais uma mocinha ingênua que cai em qualquer papinho, com Gideon foi diferente, apesar de estar acostumado a estar sempre no comando e ter tudo o que queria na hora, com Eva as coisas mudaram. No início, Eva tentou resistir aos encantos do Gideon (e que encanto, nossa!) mais com o tempo acabou cedendo e deixando-o completamente aos seus pés. Ainda início da conquista ele também se mostrou ser um chato possessivo mais depois que percebeu que estava apaixonado por ela, tudo mudou, ele se tornou uma pessoa totalmente diferente do que era. O jeito que ele passou a tratá-la (como se fosse uma deusa!) é simplesmente lindo, se tornando completamente carinhoso e sedutor. (ok, ele é sedutor em todos os momentos).
Eva mora em um apartamento com o seu melhor amigo, Cary, ele é bissexual, é estranho isso, hora ele aparecendo namorando com homem e outra com mulher. Mais apesar disso ele nos faz rir bastante, é uma pessoa apaixonante e de uma beleza fascinante também, a Eva vive nos dizendo isso. rsrsr
Lemos o livro todo na visão da Eva, isso faz com que possamos sentir e imaginar cada cena que ela vive, as cenas das relação entre os dois ela não economiza na sinceridade apesar de não ter nenhuma vergonha, sabendo ser sincera em todos os momentos.

Recomendo esse livro para todos que gostam de um romance com várias cenas quentes, super quentes. O livro é maravilhoso, adorei a personalidade da Eva e o jeito que ela enfrenta as coisas, e por fim, fiquei completamente apaixonada por Gideon. (ok, Viviane. Qual personagem de livro que se mostre romântico você não se apaixona?! – Tudo bem. rsrsrs).

19 comentários:

  1. O livro parece ser meio "quente demais" pra mim, no entanto a forma como a história é contada parece nos prender o começo ao fim. Quem não queria ser tratada como uma deusa? Sorte de Eva hein! bjs

    ResponderExcluir
  2. Adorei esse livro!
    Mas 50 tons ainda é meu preferido
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias
    Livroterapias

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Livro na minha lista, uma das minhas próximas leituras. Adorei a sua resenha (:

    Abraços,
    Marinah | http://marinahgattuso.blogspot.com/

    Não deixe de participar do Concuso Cultural, valendo um exemplar de 'O Amor Nunca Diz Adeus' do autor brasileiro Amadeu Ribeiro.

    ResponderExcluir
  4. Tenho vontade de ler Toda Sua,só não é uma das minhas prioridades no momento - que estão voltadas para os livros The Selection e The Elite. *-*
    Ótima resenha. Amei!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Somos duas apaixonadas por Gideon!!! 0/
    Li o livro e amei muito, é lindo como eles querem ficar juntos apesar do passado. Eva admite ser ciumenta e demonstra isso no livro. É bem hot e eu gostei. Espero q o segundo continue bom. O Cary, amigo da Eva, eu tenho uma relação de amor e ódio. Espero q ele se encontre na série.

    ResponderExcluir
  6. Tenho esse livro aqui em casa, mas ainda não o li, pois como se trata de uma trilogia, sempre prefiro começar a ler quando tenho todos os volumes em mãos. O que me incomoda um pouco nesses romances hots, é que parece que rola um pré-requisito de colocar BDSM na trama, sem falar que todos os protagonistas que gostam dessa modalidade, tiveram traumas no passado. Fica uma coisa meio que repetitiva demais. Mesmo assim, pretendo lê-lo.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  7. eu acho esse livro mt melhor que cinquenta tons de cinza
    se vc ler o segundo livro vc vai adorar.
    ele é mais complexo, a autora faz a gente ficar com os nervos a flor da pele xp

    ResponderExcluir
  8. Adorei sua resenha, e o livro parece ser bom vou comprar (:
    beijos e se quiser dê uma olhadinha no blog que acabei de criar
    http://do-jeito-dela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olha li cinquenta tons..
    E já tive vontade de comprar esse mas.. Não tenho tanta hoje, um dia ainda pretendo lê-lo.. Eu sei que esse livros que são marcados por cenas quentes são subestimados. Mas eu sempre leio em busca da estória que há por trás.. E fiquei interessada em conhecer a que está por trás deste livro.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Não compraria esse livro, mas se ganhar eu leio. Não agora que estou até o pescoço com esse tema, mas quem sabe mais pra frente. Bom saber que é diferente de Cinquenta tons.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, gostei da sua resenha, mas não tenho a mínima vontadde de comprar e ler esse livro...acho que a temática 50 tons me decepciona muito...mesmo vc escrevendo que é diferente...

    Beijinhos no coração e um excelente sábado para você.

    http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Faz tempo que eu tenho este livro na minha estante, mas nunca peguei, acho que deixei me levar pela onda 50 tons, e comprei varios titulos no mesmo estilo, mas não faz muito o meu tipo de leitura, mas depois de ler a resenha fiquei bem tentada a desencavar ele da minha estante! hhahaha

    ResponderExcluir
  13. É impossível não se apaixonar por homem assim, hahaha.
    Fiquei boba quando você disse... tem certeza que é mais hot que o ciquenta tons ? OMG ! Fico só imaginando! Espero um dia ler ele kkkk

    ResponderExcluir
  14. A capa mesmo lembra Cinquenta Tons de Cinza kkkkkkkkkkkkk
    Fico feliz em saber que nesse livro Eva não é aquela típica bobinha (apesar de ler livros que são assim), as vezes é bom ler algo realista. Gostei muito da resenha!

    ResponderExcluir
  15. Olá Viviane!
    Eu acho esse livro bem parecido com Cinquenta Tons... claro que muda muito o fato da Eva não ser uma bobinha e ingênua como a Anna, o livro contém muitas cenas de sexo e achei que poderia ter menos sexo e mais história sobre a vida de ambos. Claro que fiquei encantada com Gideon quem não ficaria? o final não me deixou tããoo desesperada pelo próximo livro, mas tenho curiosidade de ler, mas nada urgente!
    Ótima resenha!!

    Beijos,Tahis.
    lovesbooksandcupcakes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Eu já li esse livro, e eu detestei.
    Eu achei que falta emoção, achei muit robótico. Ainda estou unindo coragem para terminar a trilogia.

    ResponderExcluir
  17. Estou fugindo um pouco desta onda hot, não gostei muito da proposta do livro e com certeza não o leria.

    ResponderExcluir
  18. Oi Vivi, eu já vi esse livro por um preço tão baixo que ficava me perguntando se não era mais uma cópia barata de 50 Tons, mas vejo que estava enganada.
    Temos sim uma semelhança, mas a história em si é diferente. Então acabei ficando curiosa pra lê-lo.
    Eu sinceramente amei 50 Tons então, creio que curtirei Toda Sua facinho.
    Adorei a resenha flor. Bjokas.

    www.lerepensar.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar e volte sempre !