Amazônia - Um caminho para o sonho

31 maio 2013
Amazônia – Um Caminho Para o Sonho, por M.C. Jachnkee
273 páginas (Parceria)
Em "Amazônia - um caminho para o sonho", os personagens são de Ascurra e em busca de uma mudança na vida, partem para a maior Floresta Tropical Úmida do Mundo. Da majestosa Manaus dos Barões da borracha, passando pela festeira Parintins, subindo o rio Tapajós ao encontro de Fordlândia- a cidade americana construída em meio à selva até a Belém dos índios Tupinambás que observaram a chegada dos conquistadores na Baía. Eles precisarão se adaptar e encarar realidades diferentes. Irão conhecer muito dos pontos turísticos e também da história da região norte do Brasil. É um livro que traz muita informação histórica e de uma maneira sutil vai-se apresentando os personagens e a trama.

No início estava achando a leitura um pouco parada e cansativa, para mim o pessoal só tomava suco, mas logo toda a informação cultural me encantou e me vi ansiando as aulas do personagem Daniel.
A trama inicia com a chegada dos viajantes em Manaus, somos apresentados a quatro moças Ana Carolina, Joana, Camila e Rafaela, e Daniel que é tio de Joana. Já de cara conhecemos a origem do nome da cidade e outras histórias importantes a respeito dos índios que habitam aquele território, as batalhas disputadas, e a chegada dos colonizadores.
Ao mesmo tempo que somos agraciados com essa aula de história também vamos conhecendo os personagens, Camila mostra suas principais características na primeira página, uma garota que ama dormir e brinca o tempo todo tirando de todos boas risadas; Rafaela é mais tímida fica apenas observando e tirando suas dúvidas com um pouco mais de receio; Ana Carolina – admito a personagem que nutria expectativas com suas falas – essa sempre muito inteligente deixava claro os seus pontos de vista com muita sabedoria; e Joana foi a que menos notei, mas vi que também era uma boa ouvinte e uma boa conhecedora de histórias graças ao tio.
Fiz uma viagem literalmente pela Amazônia e a cada nova cidade que eles iam eu ficava super curiosa, minha vontade era estar junto do grupo para poder ver o que era narrado como os museus, os salões, os chãos de borracha para abafar o som e muitas outras coisas. Fordlândia me deixou extasiada, nunca havia ouvido falar da cidade e é surpreendente saber que tem uma com estrutura de cidade americana no Brasil, ao mesmo tempo que é chocante ver que o tal do Ford só pensava em si ao transformar o nosso país que já tinha os seus habitantes e que já possuíam a sua própria cultura.
Todo o livro é uma aula, e eu que gosto de história fiquei muito contente em conhecer um pouco mais da Amazônia, já que assim como as viajantes da história, também imaginava um lugar onde só encontraria mato. A trama criada por Marli é singela, não encontrei erros e a cada frase lida sentia que as palavras eram direcionadas para mim, afinal não é apenas uma aula de história, mas uma aula de humanidade. Destaca-se o valor da amizade, o quão é importante pensar no próximo e aprender com o mesmo, e o principal, não deixar os sonhos morrerem para não sermos dominados pelo medo, até me lembrei do vilão do filme “A Origem dos Guardiões”, o Sombra.
Além de tudo isso, fiquei fascinada com as lendas, eu amo lendas, algumas conhecidas outras que fiquei morrendo de vontade de saber mais como a lenda do amuleto Muiraquitã, achei tão interessante que até queria um para mim.
Também há um romance que desabrocha com essa viagem entre Rafaela e Daniel, e eu que sempre gostei de romances não me vi tão apegada ao casal, ficava mais interessada nas curiosidades dos lugares por onde passavam e nas falas de Ana Carolina que me renderam boas anotações, a sábia me fez pensar bastante e assim como eles foram transformados na viagem, me vi transformada após terminar o livro.
O livro é pequeno e apesar das folhas serem brancas não tive problemas para ler a noite, as letras são do tamanho ideal e a diagramação simples. Recomendo para os viajantes; para quem ama um romance; e para os amantes de história, garanto que é um prato cheio.

Caixinha do Correio #8

29 maio 2013
Hoje vim mostrar o que chegou para mim durante o mês de maio, não chegou tudo que eu estava esperando, mas até que são boas aquisições. Ainda não estou fazendo compras, apesar do desejo ser grande, então esse mês só tem livros de cortesia e que ganhei em algumas promoções, e ahhh um presente *-*
- Amazônia: Um caminho para o sonho, livro da parceira Marli Carmen – minha leitura atual.
- Fantasias Gêmeas, livro da Geração Editorial – Coleção Muito Prazer.
- Sussurro e Crescendo, série Hush Hush – Presentes da minha amiga Ana Zuky, muito obrigada Ana por este presente lindo (ela completou minha coleção \o/)
- Pandemônio, continuação de Delírio – Ganhei no blog As Envenenadas pela Maçã.
- No Escuro – Ganhei no blog Babilorentz

E para finalizar, também recebo esses mimos da editora Prumo, chegaram no início do mês. O pessoal aqui em casa ficou de cara com o tapa olho, e claro que eu não quis dar para ninguém haha quem sabe não o sorteio por aqui!
Bom, é isso. Espero que chegue os outros livros que ganhei esse mês de junho, ansiosa para vê-los. 

Nova Parceria: Kelly Cortez

27 maio 2013
Hoje venho apresentar a vocês mais um talento nacional, o nome dela é Kelly Cortez e o livro é “O Farol do Porto da Paz”, ela que é agora mais uma das parceiras do blog.
Quem ainda não conhece o livro, dá uma lida na sinopse! 

Toninho e sua família moram diante de um belo cenário litorâneo brasileiro: o Farol de Touros, no Rio Grande do Norte. Diante dele, a família Paiva vive momentos angustiantes e marcantes inesquecíveis para o menino doce e sonhador. Mesmo contra as aspirações do pai, que pertencia à Marinha e desejava o mesmo futuro para o filho Toninho parte do litoral nordestino para ser um grande correspondente internacional. Já formado, Tonny Paiva cobre os primeiros ataques no Iraque como um reconhecido profissional. Ao se deparar com inúmeros acontecimentos em meio à guerra, o audacioso jornalista revê seus conceitos e relembra de sua infância, o que impactará em suas atuais decisões.




Eu já vi resenhas maravilhosas desse livro, e dando uma bisbilhotada no Skoob não pude deixar de notar um comentário de uma leitora chamada Vivian Belo: “Leiam! Vocês não se arrependerão! Eu amei o livro, me sinto parte de tudo o que aconteceu e até confesso que nos últimos três dias, fiquei enrolando pra ler por que já tinha percebido que estava acabando as páginas. Ao contrário dos outros dias onde devorava dezenas e dezenas de páginas, comecei a ler duas, três.... rsrsrsrs 
Eu me recusava a me distanciar daquela história. Numa das últimas páginas não pude conter as lágrimas de tanta emoção. Adorei!”
Nem fiquei curiosa hahaha

Natural de Mossoró/RN, Kelly Cortez após morar em várias capitais brasileiras reside atualmente em Fortaleza, capital do Ceará, onde faz faculdade de psicologia e desenvolve suas obras. O Farol do Porto da Paz é seu primeiro livro publicado, lançado em novembro do ano passado pela Editora Novo Século. Dona de um estilo de escrita forte a autora buscou transcrever em sua primeira obra as belezas de sua terra natal, O Rio Grande do Norte, onde se passa a primeira parte da história. Mãe de um casal de filhos, inquieta, carinhosa e de choro fácil, sempre encontrou na literatura um porto seguro para sua mente inventiva e sonhadora. Chocólatra assumida é viciada me bons livros, bons filmes, chocolate e cafuné, se vierem juntos, perfeito!


Aposto que o cenário do livro é belíssimo, não sei se já comentei aqui, mas sonho em viajar esse Brasil e conhecer cada peculiaridade que os estados e sua gente possuem.

Novidades #31

26 maio 2013

Olá!! Como está indo o domingo de vocês? O meu começou muito bem, e é por isso que hoje selecionei alguns lançamentos de maio que me deixaram super curiosa para compartilhar. Tem cada história, de romance à fantasia, de comédia à drama. Vamos conferir? 
 
AZAR O SEU, por Carol Sabar (Jangada) – Bia está parada num engarrafamento no Rio de Janeiro, pensando em sua vida azarada. Sem emprego, atolada em dívidas, ela não imagina que está prestes a viver a grande coincidência da sua vida. O motorista do carro ao lado está buzinando, tentando se comunicar com ela, como se fosse um velho conhecido... E ele é! Mas Bia não o reconhece. E como poderia? Ele é um homem, não mais o garoto de dez anos atrás. Está mais encorpado, cortou o cabelo, livrou-se do aparelho nos dentes e das espinhas do rosto, está tão diferente, tão lindo... O motorista sai do carro, mas não tem tempo de se explicar, pois começa um violento tiroteio e eles têm que se jogar lado a lado no asfalto. Certa de que está prestes a morrer, Bia entra em desespero e se prepara para dizer suas últimas palavras, na esperança de que o suposto desconhecido deitado ao seu lado possa levar um recado a Guga, seu amor da adolescência, sem perceber que é ele próprio que está ali, ouvindo a inesperada declaração de amor! Os dois escapam juntos do tiroteio e, a partir daí, começam a se envolver, dia após dia... Guga, sem coragem de assumir sua verdadeira identidade. Bia, fascinada por ele e feliz consigo mesma por finalmente estar se apaixonando por alguém que não é Guga... Azar o seu! vai além de uma comédia romântica. É uma reflexão sobre a importância da amizade verdadeira, do perdão e do autoconhecimento, que nos resgata o poder de decidir sem medo e de reverter escolhas que nos impedem de ser feliz.
OS FANTASMAS DE ANYA, por Vera Brosgol (Jangada) – A vida de Anya dá uma guinada quando ela cai num buraco na floresta e encontra o fantasma de uma garota morta há muito tempo, Emily. Por ter sido privada da vida de uma adolescente normal, Emily é um fantasma ressentido. Quando consegue seguir Anya até em casa, procura maneiras de ser útil e convencer Anya a deixá-la ficar. E Anya começa a desfrutar dos benefícios de uma amiga invisível, que pode ajudá-la a viver no mundo às vezes complicado de uma escola secundária. Naturalmente, os problemas não tardam a surgir. E, como dá para adivinhar, o resultado dessa amizade pode causar situações desastrosas e assustadoras.
 
OS VIDENTES, Diveners #1 por Libba Bray (iD) – Evie O'Neil foi exilada de sua entediante e pacata cidade natal e enviada para as agitadas ruas da cidade de Nova York - e ela está maravilhada! Nova York é a cidade do contrabando, das compras e dos monumentais cinemas! Logo Evie convivendo com as glamorosas garotas Ziegfi ed e com afamados batedores de carteira. O único problema é que Evie tem que morar com seu tio Will, curador do Museu Norte-americano de Folclore, Superstição e Ocultismo, também conhecido como Museu dos Insetos Rastejantes. Quando uma série de assassinatos ligados ao ocultismo começam a acontecer, Evie e seu tio se veem em meio a uma investigação policial. E, além de tudo, Evie tem um segredo: um misterioso poder que pode ajudar a capturar o assassino - isso se ele não a pegar primeiro... 

O HOMEM DO BOSQUE, por Scott Spencer (Bertrand) – Paul chegou a pensar que nunca teria um norte, que estava apenas ao sabor do vento. Então, conhece a bela, inteligente e amorosa Kate Ellis, e sua filha, Ruby. As duas lhe oferecem uma vida de ordem e regularidade. Mas Paul é um homem de convicções profundas. Sente-se frustrado pelos compromissos que assume para levar uma vida comum. Ao voltar para casa após ter rejeitado um trabalho de remodelação de um apartamento de luxo, Paul se detém num parque, pensando na vida. Precisa de paz, depois de um dia péssimo. Em vez disso, encontra um homem espancando um cachorro e, por alguns momentos, mergulha num mundo de violência e numa jornada anárquica de autoconhecimento, redenção e culpa. Morte e vida cruzam seu caminho.
 
O FÚTURO DE NÓS DOIS, por Jay Asher & Carolyn Mackler (Galera Record) – É 1996, e menos da metade dos alunos das escolas de ensino médio nos Estados Unidos já tinham usado a internet. Emma acaba de ganhar o primeiro computador e um CD-ROM da America Online de Josh, seu melhor amigo. E ao instalar o programa, logo no primeiro acesso, descobrem que acabam de entrar no Facebook, dali a quinze anos. Todos se perguntam como será o futuro. Josh e Emma estão prestes a descobrir...
O PESSEGUEIRO, por Sarah Addison Allen (Planeta) – Willa Jackson vem de uma antiga família que ficou arruinada gerações antes. A mansão Blue Ridge Madam, construída pelo bisavô de Willa durante a época área de Walls of Water, e outrora a mais grandiosa casa da cidade, foi durante anos um monumento solitário à infelicidade e ao escândalo. Mas Willa soube há pouco que uma antiga colega de escola – a elegante Paxton Osgood – da abastada família Osgood, restaurou a Blue Ridge Madam e a devolveu à sua antiga glória, tencionando transformá-la numa elegante pousada. Talvez, por fim, o passado possa ser deixado para trás enquanto algo novo e maravilhoso se ergue das suas cinzas. Mas o que se ergue, afinal, é um esqueleto, encontrado sob o solitário pessegueiro da propriedade, que com certeza irá fazer surgir coisas terríveis. Pois os ossos, pertencentes ao carismático vendedor ambulante Tucker Devlin, que exerceu os seus encantos sombrios em Walls of Water setenta e cinco anos antes, não são tudo o que está escondido longe da vista e do coração. Surgem igualmente segredos há muito guardados, aparentemente anunciados por uma súbita onda de estranhos acontecimentos em toda a cidade.

Eu quero muito ler Os Fantasmas de Anya, e o livro da Carol Sabar parece ser hilário. A capa de Os Videntes também ficou linda, esse azul no fundo... Estou apaixonada! *-* Gostaram das novidades?

A Última Nota, por Felipe Colbert & Lu Piras

23 maio 2013

A Última Nota, por Felipe Colbert & Lu Piras
Novo Século, 260 páginas (Parceria)
Quando Alícia Mastropoulos se apresenta pela primeira vez como a principal violinista na Orquestra de sua Universidade, ela não tem ideia dos acontecimentos que este fato desencadeará. Decidida a tocar uma composição inédita deixada por seu falecido avô em vez da música programada, ela se emociona e erra a última nota, mas ninguém parece perceber. No dia seguinte, recebe a notícia que um jovem desconhecido é encontrado no coreto próximo ao local da apresentação e levado para um hospital. Quando acorda, ele não se lembra de nada, apenas chama pelo nome dela. Ele, o belo e misterioso rapaz de olhos azuis, é exatamente o que Alícia precisa evitar. Porém, a aproximação entre os dois se torna inevitável quando ela descobre que sua avó, Cecília, tomando conhecimento do caso, hospedou-o e ainda lhe deu o nome de Sebastian. Preocupada, Alícia pede que sua avó o afaste de casa, antes que a situação traga problemas para sua família e para o seu namoro com Theo. Percebendo a relutância da avó e incomodada com a proximidade cada vez maior de Sebastian, Alícia decide apressar o noivado com Theo, para a satisfação de seus pais, que veem com bons olhos um casamento entre duas famílias tradicionais gregas. Só que, aos poucos, ela começa a descobrir uma intensa atração pelo rapaz desconhecido, que a levará a entender, enfim, o mistério que o envolve, a resgatar histórias do passado e a tomar importantes decisões para o futuro.
Alicia é a nova spalla (primeira violinista em uma orquestra), e com a conquista seu professor Oscar tem pegado bastante no seu pé. Ela precisa se dedicar aos estudos de música, mas com a mãe e o pai lhe lembrando frequentemente de seus deveres com suas tradições gregas e o seu relacionamento com Theo um rapaz também de família grega, fica um pouco mais difícil. Em uma apresentação ela toca uma sonata que encontrou de seu falecido avó, fugindo do que o professor havia programado, e é a partir daí que tudo se modifica em sua vida.
Uma ligação a faz ir até o hospital, um rapaz foi encontrado nu e chamando por ela, mas ela não o conhece. Ao comentar o assunto com sua avó, ela retira o rapaz do hospital e o leva para morar em sua casa, despertando a raiva de Alicia por ter um desconhecido sabendo de sua vida e estando tão perto dela. Logo as brigas ficam mais constantes e ela quer se livrar dele. 
Ao longo da trama vamos conhecendo os dramas de Alicia, seus problemas com os pais que desejam que sua filha continue com a tradição grega e que esperam que ela se case com Theo, ela não o ama, mas persiste nesta relação para o agrado dos pais. Na escola de música ela tenta manter vivo o que o seu avó fazia, tocar o violino, conquistando o que ele conquistou, o sonho que o avô tinha para o pai dela. Ela tem uma ligação muito bela com a avó, que está bem distante de seu pai após o casamento com sua mãe, e ao chegar Sebastian,essa relação fica um pouco abalada.
O livro é belo, e tem citações tão lindas que seria impossível de colocar todas aqui. Mas de longe é um romance inesquecível, a história de Alicia é intensa e só ao final vemos isso por quantidade, mas é bem água com açúcar. Me identifiquei pouco com a personagem, as vezes ela aparentava ser um pouco mais nova, principalmente nas cenas que brigava com o desconhecido.
O mistério de quem seria Sebastian foi o que me consumiu, porque é estranho uma pessoa desconhecer tudo e sair por ai chamando seu nome sem mais nem menos, ainda mais porque sua descrição é equiparada a de um deus grego, como não se apaixonar.
O livro é curto, se diálogos longos ou extensas descrições. Me vi querendo ouvir as músicas que foram citadas, a maioria era clássica. E foi impossível não comparar o restaurante da família Mastropoulos com o do filme “Casamento Grego”, aliás muitas coisas da família me lembraram o filme.
Senti falta de algo no final, apesar de ter acabado de uma forma tão bela esperava algo mais. Enfim! Para quem busca um romance curto e agradável, recomendo.

Acampamento Shadow Falls

22 maio 2013
Para quem ainda não sabe, o livro Sussurros ao Luar será lançado esse mês pela Jangada. Ele é o quarto livro da Saga Acampamento Shadow Falls. Os outros três livros também publicados pela Jangada despertam o meu interesse, eu ainda não li a série, mas só as capas já é motivo para ficar curioso, não?!


C.C. Hunter cresceu em Alabama, onde ela pegou vaga-lumes, correu descalça, e regularmente resgatou príncipes em potencial, na forma de rãs. Ela agora vive no Texas, com seus quatro gatos resgatados, um cão e um príncipe de um marido, que não é assim um sapo. Quando não está escrevendo, ela está lendo, gastando o tempo com sua família.
C.C. Hunter é um pseudônimo. Seu verdadeiro nome é Craig Christie e ela também escreve romances humorísticos e suspense românticos.
Confira agora a sinopse do novo livro!!


Em um acampamento cheio de lobisomens, vampiros e fadas, Kylie Galen sempre lutou para descobrir o que ela é. Agora, ela finalmente sabe a verdade, mas ela ficou com mais perguntas do que respostas. Ela não tem ideia do que sua herança significa ou como aproveitar seus novos poderes. Tudo o que ela sabe é que ela precisa resolver seus sentimentos por Derek, o sexy Fae, que acabou de confessar o seu amor, e Lucas, seu namorado lobisomem que parece não estar comprometido tanto quanto ela gostaria. Todo esse tempo, Kylie lida com um grupo de bandidos subterrâneos que querem vê-la morta e um avô misterioso, que deixa claro que ele não confia no FRU... ou Shadow Falls. Logo Kylie terá que escolher: Será que ela vai ficar com a nova família que ela formou em Shadow Falls, ou será que ela vai com seu avô e abraçar o seu destino?

Alguém aqui já leu a série?! Gostou não gostou, indica não indica? Pensando seriamente em ler *)

Seraphina, por Rachel Hartman

20 maio 2013

Seraphina - Seraphina #1, por Rachel Hartman
Jangada, 384 páginas (Parceria)
Seraphina Dombegh, uma garota de 16 anos com grande talento para a música, tem um terrível segredo e razões para temer humanos e dragões. Ela se torna assistente do compositor da corte justamente quando um membro da família real é encontrado morto, devido a um ataque bem ao estilo dos dragões, isto é, com a cabeça arrancada a mordidas. Seraphina, com sua inteligência e senso de humor ácido e feroz, passa a colaborar com as investigações, ao lado do capitão da Guarda da Rainha, o sagaz e encantador Príncipe Lucian Kiggs. Enquanto eles começam a encontrar pistas de uma trama sinistra para destruir a paz, a fachada cuidadosa construída por Seraphina começa a desmoronar, tornando cada vez mais difícil manter seu segredo, cuja revelação seria catastrófica em sua vida.
Seraphina é o resultado de uma união que não deveria ocorrer. Seu pai é um humano, mas sua mãe – apesar de já ter morrido – era uma saar, ou melhor, dragão. A garota mestiça se vê presa em suas mentiras para não correr o risco de ser descoberta, há muito em risco caso a verdade venha à tona, até mesmo a sua vida. Mas não é muito fácil esconder quem é exalando seu cheiro de dragão perto de outros dragões que poderiam facilmente entregá-la, e como se ainda não fosse o suficiente, o Príncepe Rufus é assassinado e ninguém sabe como desvendar o mistério de sua morte, até que Orma recebe uma moeda, um recado que pode trazer algumas revelações.
Phina parte numa busca para ajudar o tio, ela tem formas arriscadas de tentar desvendar as suspeitas de seu tio e acaba tendo como aliado o sobrinho de Rufos, Lucian Kiggs que também quer saber quem foi o autor do assassinato. Uma dupla que pode descobrir muita coisa, mas que a união pode acabar tomando outros rumos. Lucian é noivo da prima Príncesa Glisselda segunda na linha de sucessão ao trono, ela que é aluna de Seraphina nova assistente de Viridius, um senhor mau humorado.
Num primeiro contato com o livro me senti um pouco confusa, já que o mesmo possui muitos detalhes desconhecidos e algumas palavras são rebuscadas, mas nada que dificulte o entendimento da obra. O mundo criado por Rachel é simplesmente impressionante, e fica quase impossível soltar o livro. Seraphina apesar de ter 16 anos é uma personagem inteligente e forte, ela me surpreendeu bastante.
Eu que nunca li Eragon ou qualquer outro livro onde tenha dragões, me vi completamente maravilhada. Toda a história é narrada com muita riqueza, é fantástico. Quando lemos algo muito bom fica difícil encontrar uma palavra que defina, por isso estou só elogiando.
Lucian me deixava sempre de boca aberta, estava sempre surpreendendo Phina com as suas suposições, enquanto ela temia ser descoberta. Glisselda me rendeu algumas risadas já que é uma garota de língua afiada e sempre sorridente. Queria falar de outros personagens, mas não quero soltar spoiler, outros que me fizeram dar suspiros foram Lars e Abdo duas figuras tímidas, porém talentosos e de bom coração.
O trabalho da editora está ótimo, não me lembro de erros ortográficos, as páginas são amareladas e o inicio de cada capítulo tem a mesma fonte da capa; por falar em capa, acho a arte linda e o detalhe das escamas de dragão no braço da garota que a Seraphina possui ficou impressionante e também tem o olho de dragão que em parte me dá arrepios. Só não gostei de uma coisa, o título do livro tem uma textura e uma tinta brilhante que deixou a capa linda, mas que foi saindo quando eu passava a mão, mas no geral estou encantada.
Já estou ansiando a continuação, aguardando quais serão as surpresas da autora. Quero saber se Phina vai encontrar outros como ela, e seu destino amoroso, porque claro que não poderia faltar um romance. Se recomendo, claro, uma leitura agradável e singular, uma estreia fascinante de Rachel Hartman que vai agradar muitos leitores, leiam.

Eu quero adaptações nacionais

16 maio 2013
Quando li o livro Sob a Luz dos Seus Olhos no ano passado pensei em muita coisa. Minha cabeça rodeava com ideias malucas, uma delas foi escrever um conto, mas não um conto qualquer é mais algo que eu queria. Acredito que nunca comentei aqui o que seria isso.
No conto inspirado no livro chamado “A Entrevista”, narrava a história de Carolina e Arthur atores do elenco do filme que seria a adaptação do livro, um casal que interpretou outro casal que engatariam em um outro romance fora das telas.
O que pensei ao escrever foi que o livro deveria ter uma adaptação para o cinema. Eu vejo poucos ou sei de poucos livros nacionais que viraram filme, a não ser os clássicos claro. Assim como muitos da minha idade eu não tenho tanto interesse por filmes nacionais porque a maioria tem o mesmo assunto e a mesma comédia forçada. Mas me pergunto porque não pegam um bom nacional e pensem na possibilidade de fazer um filme.
Além de Sob a Luz dos Seus Olhos que é um romance cheio de drama, sei outros livros que dariam ótimos filmes. Como o ATMT da Liana Cupini, o livro é pequeno, talvez o filme também ficasse curto, mas aposto que agradaria as mulheres que são fãs de comédias românticas. Penso o mesmo do livro Procura-se um Marido mesmo sem o ter lido, vejo pelos elogios dos leitores.
Recentemente vi uma notícia que dizia que o livro A Fada da Carolina Munhoz teve seus direitos comprados pela Xuxa, de acordo com o que li a apresentadora queria incentivar a carreira da filha, fiquei mega feliz já vi muitos comentários sobre o livro e fico imaginando como será esse filme.
Apesar de muitos preferirem um livro ao invés do filme acredito que isso daria certo, eu amo livros, mas filmes também me encantam e acho que isso até alavancaria a literatura nacional.
E vocês, também acham que nacionais deveriam ser adaptados? Qual livros acham que mereciam ir parar nas telonas?

Menina Morta-Viva, por Elizabeth Scott

14 maio 2013
Menina Morta-Viva, por Elizabeth Scott
Underworld, 172 páginas
Era uma vez, eu era uma menininha que desapareceu. Era uma vez, o meu nome não era Alice. Era uma vez, eu não sabia como tinha sorte. Quando Alice tinha dez anos, Ray levou-a de sua família, seus amigos; a sua vida. Ela aprendeu a desistir de todo o poder, para suportar toda a dor. Ela esperou que o pesadelo acabasse. Alice agora tem quinze e Ray ainda a tem, mas ele fala mais e mais da sua morte. Ele não sabe é o que ela anseia. Ela não sabe que ele tem algo mais assustador do que a morte em mente para ela. Esta é a história de Alice. É uma que você nunca ouviu falar, e que você nunca, jamais esquecerá.
Alice fora seqüestrada perto de completar dez anos, hoje ela tem quinze e tudo que ela tinha, sua família, sua casa, sua vida foram retirados dela por Ray. Ela ânsia o dia em que ele irá se cansar dela, ela espera que um dia ele encontre outra Alice e acabe com o seu sofrimento. Ray é um homem sádico e cruel, ele foi maltratado no passado e vê o que ele faz como algo bom.
A história narrada pela garota é bem tocante, e se você é daquelas pessoas, que como eu, sente tudo que lê e vê lhe garanto que esse livro vai surpreender. Ele com certeza vai te marcar, e desde a primeira página você vai olhar para as coisas de uma forma diferente. A trama é densa e o sofrimento de Alice é passado para o leitor através das palavras, Elizabeth narra situações de Alice que não imaginamos para ninguém, uma garota inocente que teve que aprender coisas que crianças de sua idade nunca teriam que fazer, uma garota que fora machucada e traumatizada, ameaçada constantemente para não abrir o bico para ninguém ou pessoas que ela amava também iriam sofrer.
Mas com o tempo Alice aprendeu a agradá-lo, e o que ela queria era ser substituída, e mesmo que julguemos os seus pensamentos como doentios vemos uma garota que sofre e que quer apenas a paz, ela quer morrer de verdade para poder descansar. E é com esse pensamento que ela tenta ajudar Ray a pegar Lucy, que aprenderá como ela a agradá-lo, a comer apenas duas vezes ao dia, e a ser chamada por outro nome. Mas será que esse plano vai dar certo?
Acredito que a mensagem principal que a autora quis passar com o livro foi para as pessoas prestarem mais atenção. Casos de seqüestro e estupro estão cada vez mais comuns, nos jornais é o que mais se fala, e a pergunta que todos se fazem é porque ninguém falou nada. Na história Alice não fala porque tem medo, medo por sua família, vemos uma garota que desistiu de si, mas não da mãe ou do pai, ela não quer que Ray vá até a Daisy Lane 623, lar de sua família. E ninguém nunca desconfiou do que ela passava, ninguém nunca leu os seus sinais.
Ao ler essa história, eu duvido mesmo que você seja o mesmo. Uma leitura forte e distinta, algo que nunca imaginaria ler. Se ficou curioso, leia. 

Novidades #30

12 maio 2013
Para hoje separei lançamentos de duas editoras parceiras do blog. Lançamentos ótimos ao meu ver, espero que despertem a curiosidade de vocês! Os primeiros são do Grupo Record.






MARILYN por Norman Mailer – Publicado agora com nova tradução, Marilyn, é a memorável biografia de um dos maiores ícones da Era de Ouro do cinema. Em um relato ao mesmo tempo realista e poético, Mailer mostra uma Marilyn Monroe diferente: manipuladora, inteligente e extremamente determinada. Muito distante da imagem de loura ingênua, mimada e sortuda, que atuava por intuição, o autor nos apresenta à verdadeira estrela, que desempenhou seu trabalho de maneira brilhante e sucumbiu à depressão no auge da carreira.


"Mailer reconstrói a vida de Marilyn e mostra como ela foi destruída." - The New York Times.
ORDEM NO CAOS, Trilogia dos Templários #3 por Jack Whyte – Pouco antes do ambicioso ataque do rei Filipe IV de França a todos os Comandos da Ordem do Templo, Sir William Sinclair viaja até o Comando de La Rochelle com o para advertir os presentes. Assim, garante a sobrevivência de uns poucos cavaleiros templários e da baronesa Jessica Randolph, que parece conhecer a fundo a traição do rei. Então, realizam uma fuga para a Escócia em busca do auxílio do rei Robert Bruce, que trava uma luta pela soberania de seu povo contra a Inglaterra. Com a nova configuração do mundo a sua volta, Will lidera seus homens para um futuro incerto, no qual disfarces precisam ser adotados, votos devem ser quebrados e um segredo — uma terra mítica — pode vir à tona.
VIDAS PARTIDAS por Willian Gordon – Na cidade de São Francisco, em 1963, a natureza de um crime choca as autoridades locais: um corpo é encontrado na sede da Prefeitura, maculando com um rastro de sangue os degraus da escadaria de mármore do edifício histórico. Quando o jornalista Samuel Hamilton chega ao local e o detetive Bruno Bernardi é chamado para conduzir as investigações, eles não imaginam que estão prestes a se envolver em uma rede internacional de intrigas. O crime revela-se apenas mais uma peça no complexo quebra-cabeça da conturbada geopolítica do Oriente Médio após a Segunda Guerra Mundial, e os dois iniciarão uma caçada implacável em busca do cruel assassino.
AS HORAS DE ODD, Odd Thomas #4 por Dean Koont – O cozinheiro mais carismático e estranho de todos os tempos está de volta para mais uma aventura. Desta vez, sua magnética intuição o leva a Magic Beach, onde ele começa a ter terríveis pesadelos com o mar tingido de vermelho e uma mulher com um pingente de sino pendurado no pescoço. Odd não tem ideia do que isso pode significar, mas, levando seu histórico de confusões e seu dom sobrenatural, sabe que não é nada bom. Contudo, o chapeiro de lanchonete de Pico Mundo não está sozinho. Para impedir um terrível acontecimento, ele conta com a companhia de seu fiel cão fantasma Boo e do espírito do grande Frank Sinatra.

Também tem da As Mais 3, da série As Mais da Patrícia Barboza, e o tão aguardado segundo Anjos Da Morte, sequência do Filhos do Éden do Eduardo Spohr. 


Agora tem os lançamentos maravilhosos da Geração Editorial, incluindo mais um romance de Rachel Gibson, quem aqui gosta dela?! *-*
DOMITILA por Paulo Rezzuti – A verdadeira história da marquesa de Santos. Esta obra busca ser a biografia de Domitila de Castro (1797 -1867), a marquesa de Santos, amante do primeiro imperador do Brasil e uma das mulheres mais notáveis e influentes da América Latina, que, segundo o escritor Paulo Setúbal, 'encheu um Império com o ruído do seu nome e o escândalo do seu amor'. Prefácio da historiador Mary Del Priore.
SIMPLESMENTE IRRESISTÍVEL por Rachel Gibson – Cheia de romantismo, humor e picardia, esta história da inigualável Rachel Gibson começa com o casamento, no Texas, da recém-formada Georgeanne com o milionário Virgil, um homem três vezes mais velho que ela. Os únicos talentos de Georgianne são cozinhar e falar muito, mas o que Virgil realmente aprecia nela é o corpo curvilíneo e perfeito. Percebendo que não é capaz de desposar um homem com idade para ser seu avô, Georgeanne larga o noivo no altar e foge com o astro do hóquei John Kowalsky, que joga no time do qual Virgil é proprietário. John não faz ideia da encrenca em que se meteu, e só percebe que está ajudando a noiva do seu chefe quando já é tarde demais. Uma longa noite se estende diante deles, e nenhum dos dois resiste à tentação de passá-la juntos. Mas, no dia seguinte, John dispensa Georgeanne para não comprometer sua carreira, deixando-a com o coração partido e sem rumo. Sete anos depois, os dois se encontram novamente. Georgeanne é sócia numa empresa de catering em seattle e ele deixou os dias de rebeldia para trás. outra surpresa aguarda John: ele descobre que aquela noite de amor produziu uma filha adorável e incorrigível, de cuja vida ele quer fazer parte. A paixão por Georgeanne renasce; mas será que ele vai se arriscar, novamente, a incorrer na cólera do seu patrão? Ela vai aceitá-lo, depois de ter levado um fora dele?

Tem outro lançamento da geração que queria muito mostrar para vocês, só não mostro ainda porque ainda não divulgaram a capa, mas assim que divulgarem venho correndo mostrar!! Essa capa de Marilyn não ficou um arraso? Eu amei.

Jesse Chesnutt, por Leonardo Faig

11 maio 2013
Jesse ChesnuttJesse Chesnutt – E o mistério do planeta T12, por Leonardo Faig
Novos Talentos, 200 páginas (Parceria)

Milton, Flórida. 20 de abril de 2012. Uma data fatídica na vida de muitas pessoas. Dentre elas estão os membros da família Kirk, que subitamente sofrem ataques de pessoas que, infectadas por um misterioso vírus, se tornaram criaturas agressivas. Sedentos por sangue, os infectados invadem casas, destroem lojas e causam o caos  na cidade. Jesse é um dos sobreviventes deste aterrador acontecimento e consegue fugir dessas criaturas. No caminho, encontra Kevin e Brian, também determinados a sobreviver, e juntos, munidos de armas e uma Ferrari, os sobreviventes partem em busca de respostas e de uma possível cura. Porém, estes acontecimentos podem ser o estopim de algo muito maior que estava para vir. E o misterioso planeta T12 pode ser a grande chave para desvendar este terrível vírus.

O que me fez não desgrudar desse livro foi o modo como a trama iniciou, a livro já começa com toda ação e depois vai contando a história da vida de cada personagem no decorrer da história o antes e o depois de tudo acontecer. Terminei de ler o livro em poucos dias, não conseguia largar nem por um minuto.
Jesse acorda e começa sentir que tem algo estranho acontecendo tenta abrir a porta do seu quarto e não consegue, depois de tanto tentar, vê por uma fresta da porta um ser diferente que começa a correr em sua direção, entrando em desespero ele tenta fechar a porta e acaba pulando pela janela para tentar sobreviver. Sua vida vira de cabeça para baixo, muitas pessoas da cidade foram infectadas por um vírus desconhecido, aos poucos a cidade acaba virando um verdadeiro caos. Não conseguia ter notícias de sua família, e ainda está a procura de um lugar seguro para ficar e longe dos infectados. 
Em uma de suas tentativas de fugir dois homens acabam salvando-o e o levando para o esconderijo, onde havia mais três sobreviventes. É após chegar lá que ele descobre que todos estão a procura de uma cura que ninguém sabe ao certo se realmente existe. Jesse passa por vários perigos com seus amigos tentando encontrar uma possível cura. A pergunta que todos se faziam, de onde surgiu esse vírus?

-Quer sair para procurar eles?! A porta está aberta! Vá! Mas não terá volta! -Jesse evita o choro. A sala estava num clima pesado.
-Chefe...
Calada, Carolyn! Estou falando com o novato! E ai, como vai ser pirralho?! -O menino nem se levantava. Não tinha coragem de encarar Kevin nos olhos.
-Foi o que pensei! Fique quieto na sua! Yun, Vamos, precisamos buscar comida. Os dois saem em direção a ferrari. Jesse começa a chorar, sendo ajudado a se levantar por Carolyn.
Seus dias estavam se tornando um inferno.

Durante essas buscas, Jesse encontra Carl, alguém que lhe revela a sua verdadeira identidade. Ao descobrir que tudo o que está acontecendo na sua cidade é por sua causa, não consegue acreditar de imediato em toda a historia contada, mais depois começa a acreditar no planeta T12.
O que será que Jesse tem a ver com tudo o que esta acontecendo em sua cidade?
O livro é fantástico, o autor faz você desejar ter em mãos naquele exato momento o segundo volume para saber o que nos aguarda. Fiquei bastante curiosa mesmo, aguardando ansiosamente o lançamento de sua continuação hahaha.

Entrevista com a Denise Flaibam

09 maio 2013
Após ter resenhado A Profecia de Mídria, primeiro livro da saga “Os Mistérios de Warthia”, corri para garantir uma entrevista com a Denise, que carinhosamente me concedeu um pouquinho do seu tempo para responder algumas perguntinhas. Quem ainda não viu a resenha segue o link aqui.
Desde quando começou a escrever?
Eu comecei a escrever com onze anos, mais precisamente com fanfics. Minha prima me apresentou o universo das histórias feitas por fãs e eu achei interessante, então resolvi me aventurar por lá. Acabou que com as fanfics minha paixão por escrita só cresceu, e quando a ideia para Warthia surgiu na minha cabeça, eu precisei passar para um papel para ver no que conseguia chegar. Acabou dando muito certo. :D

Qual a importância da leitura na sua vida?
A leitura tem um grau de grande importância na minha vida, pelo simples fato de ela me fazer quem eu sou. Ler livros me deixou criativa a ponto de escrever um, formou minha personalidade meio surtada e apaixonada por histórias de ficção, ajudou a formar meu caráter e me incentivou a sempre acreditar nos meus sonhos, e por ai vai... *-*

Onde se inspirou para criar o mundo mágico de Warthia e os seres que lá habitam?
Bom, minhas principais inspirações fora O Senhor dos Anéis, Harry Potter e As Crônicas de Narnia. Mundos fantásticos, criaturas fantásticas, inimigos traiçoeiros e muito perigosos... Eu queria isso pro meu livro, mas também queria trazer coisas novas. Por isso inventei criaturas nunca antes vistas, monstros, dei vida ao meu próprio mundo, que tem o seu próprio tipo de magia, etc... :D


O que nós, leitores, podemos esperar do próximo livro dessa saga?
Uh, eu posso garantir ação e muito romance, também. Vou dar mais profundidade ao relacionamento de Serafine com seus guardiões, especialmente com o guerreiro rude e sarcástico (risos), assim como com novos personagens. Eles vão explorar um dos reinos mais traiçoeiros de Warthia no segundo livro, e lá vão encontrar novos intrincados segredos, além de batalhas contra inimigos épicos e envolvimentos amorosos conturbados. Viajar pelo Grande Deserto vai trazer grandes consequências...

Tem alguma possibilidade de revelar os segredos de Guillian e Jarek para leitores ansiosos e curiosos como eu, ou só no próximo livro?
OPA, isso eu não posso falar ainda (risos).
Mas posso te assegurar que ambos os segredos serão devidamente explicados; o do Jarek, por exemplo, está no segundo livro. O do Guillian no terceiro. :D
(Eu tentei pessoal!)
Qual a sua mensagem para quem ainda não leu A Profecia de Mídria?
Bom, eu gostaria de agradecer por ter lido essa entrevista até o fim, primeiramente. E queria fazer um convite para que você aventure-se em Warthia; garanto um livro cheio de aventuras e mistérios, e garanto surtos de uma autora que adora conversar com seus leitores! Vou ficar feliz em poder recebê-lo como novo morador desse mundo mágico que eu criei com tanto amor, e vou esperar ansiosa por sua opinião, qualquer que seja.
É isso... Obrigada pelo convite da entrevista, querida, eu adorei *-*

Obrigada você Denise. E você leitor?! Ainda não leu A Profecia de Mídria? Corre e adquira o seu, eu amei o livro e recomendo para todos. Se aventure no mundo mágico de Warthia e conheça tudo que tem por lá!
Até a próxima peoples *)

Opiniões Divergentes

08 maio 2013
Assim como todo mundo eu também tenho um umbigo (quer dizer, menos o Kyle, da série Kyle XY). Isso já sabemos, e daí?! O fato de todos termos isso em comum, nos torna iguais?
Esses dias estava conversando com a Viviane e em alguma parte de nossa conversa comentamos sobre um livro que lemos e que temos opiniões diferentes. Enquanto ela amou o livro, eu não gostei tanto. Tem aquele filme Branca de Neve e o Caçador que assisti e depois falei para ela ver, ela amou o filme, já eu encontrei várias coisas para me decepcionar.
O que estou querendo falar é que não temos a mesma opinião; usando como exemplo novamente eu e Viviane: geralmente dizem que quando duas pessoas são amigas elas tem a mesma opinião para tudo, posso dizer claramente que não. Cada individuo possui sua linha de pensamento e a sua balança para julgar aquilo que gosta e o que não gosta.
Eu posso amar cenoura, enquanto outra pessoa detesta.
O que me fez querer falar sobre isso foi algumas opiniões que vi por ai: “Ahhh se fulano gostou desse livro eu também vou gostar.” Eu tenho minhas duvidas! Tem muito livro que li porque fulano ou ciclano gostou e que não me agradaram. Se você lê muitas resenhas incluindo as daqui do blog que sejam negativas ou positivas, não se baseie tanto nelas; teve um livro que eu li várias resenhas e as opiniões eram tão diferentes que fiquei curiosa para ler para ter a minha própria, é isso que faço quando acho um livro interessante vou buscando informações sobre ele, não para criar uma falsa opinião sobre o que não li, mas para ter uma base para quando for ler.
Então se você está lendo isso nesse momento e tem a sua própria opinião, não deixe de expressá-la e segui-la, não sejamos cópias, e sim pessoas diferentes!

Contos de uma fada, por Letícia Black // Sorteio

06 maio 2013
Contos de uma fada A nascente das montanhas, por Letícia Black
Novos Talentos, 320 páginas (Parceria)
UM JULGAMENTO AGUARDA POR MICHELLE. SEU CRIME? NASCER. Michelle está prestes a ter sua vida virada de cabeça para baixo. Ela passa de uma simples garota carioca que gasta seu tempo livre com o namorado, Guilherme, para uma princesa de Lammertia, a terra das fadas. Descobrindo ser fruto da junção perigosa de elfos e fadas e que não deveria ter sobrevivido aos primeiros segundos de vida, Michelle parte para a Nascente das Montanhas com a ajuda de seus novos e mágicos cúmplices. Ela tem de convencer a todos do reino que pode continuar viva; e isso não será nada fácil. Tudo o que a nova princesa deseja é voltar para casa e para seu namorado. Mas antes terá de mudar o mundo das fadas para sempre. Será que ela vai conseguir? 
Alguém estaria preparado para ganhar asas? Após uma briga com sua mãe Michelle descobre que fora adotada, e que não é assim tão querida por seus pais quanto queria. Procurando fugir ela busca Guilherme, seu fofo e atencioso namorado, que lhe socorre imediatamente. Contrariando a própria mãe com quem mora, ele deixa a namorada ficar em sua casa, mas as coisas não dão muito certo e os dois acabam por ir para a casa de Seu Silvério pai de criação de Guilherme e da irmã Mariana. As coisas pareciam estar se acertando, mas Michelle não queria dar problemas a ninguém, já bolava uma maneira de arrumar sua vida sem atrapalhar quando fortes dores começaram em suas costas.
Sem conseguir dormir devido às dores, Michelle vai até a praia que fica próxima a casa do sogro com o violão para se distrair e é assim que toda a sua vida se transforma. Kieran aparece de surpresa, entendendo tudo que ela está passando e a ajuda com suas asas que estão se formando. Agora Michelle é uma fada e não pode ficar mais na terra. Sem se despedir ela vai para Lammertia com o garoto que é seu irmão, e lhe explica tudo sobre quem ela é. Michelle é uma hibrida, filha de uma fada com um elfo, assim também Kieran, ela é uma princesa e tem deveres a cumprir em seu reino. Sua jornada está apenas começando, mas estaria ela disposta a deixar tudo que tinha na terra? A deixar Guilherme?
De uma forma mágica somos inseridos assim como Michelle no mundo fantástico de Lammertia, lá não há apenas fadas e elfos, tudo é muito bonito, mas há sua parte ruim. Nossa personagem principal não é bem vistas pelas outras fadas consequência de uma outra fada que anos atrás declarou guerra e fez estragos com o reino, a tal fada também era uma hibrida assim como Michelle e Kieran, após o ocorrido todas as crianças hibridas morriam.
Mas há um amor em jogo, Guilherme sempre fora sua grande paixão e Michelle não está tão disposta a deixá-lo ir. Mas para poder ir ver o seu amado e se despedir ela precisa descobrir como.
No castelo ela encontra amigas, além de seu irmão que é muito amor, tem: Siena que é super meiga e sempre presente, e Lorena que tem o espírito de caçadora, essas são as que se destacam. Também conhecemos Lil, uma pequena fadinha lilás, uma mini fadinha que fala apenas uma palavra por dia e come pedaços de maçã impossível não se derreter com ela. 
Todo o livro é narrado de uma forma mágica, fiquei encantada do início ao fim e torcendo pelo romance. Também há cenas muito bem descritas das aventuras da princesa, e outras que ela corre perigo essas eu fiquei ora com medo ora com nojo por conta dos atos dos etorns seres que eram governados pela antiga hibrida e tem estranhos hábitos que nem vou entrar muito em detalhes.
O livro é uma viagem do começo ao fim, encontrei poucos erros ortográficos e a diagramação estar perfeita. Os detalhes são ricos e fiquei muitas vezes comparando as características de Michelle com a garota da capa (tenho essa mania). No final do livro a autora me deu um balde de água fria, não sei se vai ter continuação, mas com certeza eu preciso de uma, fiquei curiosa para saber o destino do casal, da mãe da Michelle e de Kieran. Esses autores parecem cada vez mais dispostos a nos deixar morrendo de curiosidade!
Recomendo este livro maravilhoso, e espero que vocês também se encantem com essa história. 
-----------------------------------------------
Quer ganhar um exemplar? A Letícia disponibilizou um para sortear, para participar você só precisa comentar a resenha e preencher o formulário abaixo.

a Rafflecopter giveaway

Novidades #29

05 maio 2013
Conheça os lançamentos de Maio da editora Arqueiro. 

O Maior Amor do Mundo
O MAIOR AMOR DO MUNDO por Seré Prince Halversan – Ella Beene encontrou a felicidade há três anos, quando parou ao acaso na pequena Elbow e conheceu Joe, que cuidava sozinho dos filhos. Logo os dois estavam casados e a vida parecia perfeita. Até que um dia Joe desobedeceu à sua própria regra – “jamais dar as costas para o mar” – e morreu afogado enquanto tirava fotos nas rochas. Ella sempre acreditou que Paige, a ex-mulher de Joe, simplesmente abandonara o marido e os filhos. Mas, para sua surpresa, Paige aparece no funeral querendo as crianças de volta. É quando Ella percebe que Joe não lhe contou tudo sobre seu primeiro casamento. Trilhando caminhos diferentes, as duas mulheres se encontram na mesma encruzilhada, disputando a guarda das crianças que amam e buscando respostas para seus conflitos emocionais.

"O maior amor do mundo mostra as experiências mais transformadoras de nossas vidas - casamento, filhos, morte - com delicadeza, sabedoria e maturidade." - Associated Press (Leia um Trecho)

ARMADILHAS DA MENTE
ARMADILHAS DA MENTE por Augusto Cury – Camille é mulher bela, rica e brilhante, capaz de deixar as pessoas impressionadas com sua habilidade de debater e argumentar. Mas seus diplomas e seu intelecto não foram suficientes para evitar que se tornasse vítima de suas próprias emoções. Casada com o banqueiro Marco Túlio, Camille sempre foi fechada em seu próprio mundo. Crítica, obsessiva, pessimista, não gostava de ser confrontada e não se curvava diante de ninguém, nem de psiquiatras ou psicólogos. Não concluía nenhum tratamento. Vendo a depressão, as manias e as fobias de sua esposa se agravarem, Marco Túlio resolve comprar uma linda fazenda para que ela possa se afastar do estresse da cidade, respirar ar puro, se reconectar com a natureza e, quem sabe, com ela mesma. Mesmo assim, transtornos mentais a impedem de sair de casa e pesadelos constantes não a deixam dormir. Enclausurada em sua própria mente, Camille piora a olhos vistos. A reviravolta, porém, muitas vezes começa onde menos se espera. Quando conhece o excêntrico jardineiro da fazenda, Camille se surpreende com sua inteligência e, ao interagir com ele, a alegria volta pouco a pouco ao seu coração. Em seguida entra na sua vida o sábio e instigante psiquiatra Marco Polo, que a estimula a superar os conflitos e procurar um personagem que deixara pelo caminho: ela mesma. Camille terá que aprender a se perdoar e a compreender pessoas “imperdoáveis”.

Um romance surpreendente. Um passeio pela psicologia e a filosofia. Um mergulho na mente de uma mulher incrível... (Leio um trecho)

Quando Você Voltar
QUANDO VOCÊ VOLTAR por Kristin Hannah – Como tantos casais, Michael e Jolene não resistiram às pressões do dia a dia e agora estão vendo seu relacionamento de doze anos desmoronar. Alheio à vida familiar, Michael está sempre mergulhado no trabalho, não dá atenção às duas filhas e não faz a mínima questão de apoiar a carreira militar da esposa. Então Jolene é convocada para a guerra. Ela sabe que tem um dever a cumprir e, mesmo angustiada por se afastar de casa, deixa para o marido a missão de cuidar das meninas e segue para o Iraque. Essa experiência mudará para sempre a vida de toda a família, de uma forma que ninguém poderia prever. No front, Jolene depara com a dura realidade e precisa, mais do que nunca, recorrer à sua força e inteligência para se tornar uma heroína em meio ao caos. Em suas mensagens para casa, ela retrata um mundo cor-de-rosa, minimizando os horrores que vivencia com o objetivo de proteger todos do sofrimento. Mas toda guerra tem um preço, e ela acaba se vendo protagonista de uma tragédia. Agora Michael precisa encarar seus medos mais profundos e travar uma batalha em nome da família.

Em seu novo livro, Kristin Hannah constrói uma história apaixonante de cumplicidade, heroísmo e, acima de tudo, esperança. (Leia um trecho)

Os Impostores
OS IMPOSTORES por Chris Davane – Kate Moore é uma mãe que trabalha fora e luta para equilibrar as despesas e o orçamento, criar os filhos, manter viva a chama do casamento... e guardar um segredo cada vez mais difícil de suportar. Por isso, quando seu marido, Dexter, recebe uma proposta de emprego em Luxemburgo, ela agarra a chance de deixar para trás sua vida dupla e recomeçar do zero longe de Washington. Em outro país, Kate se reinventa, enquanto Dexter trabalha sem parar num emprego que ela nunca entendeu, para um cliente que ela não pode saber quem é. Em pouco tempo, a confortável vida europeia com que sonhava se revela uma rotina cansativa em que o marido vai ficando cada vez mais distante e evasivo e ela, solitária e entediada. Chega então outro casal americano, que faz amizade com Dexter e Kate. Mas ela logo desconfia que os novos amigos não sejam exatamente quem dizem ser – e fica apavorada diante da possibilidade de estar sendo perseguida por fantasmas do passado. Assim, Kate começa a investigá-los e acaba descobrindo camadas e mais camadas de mentiras que a cercam e, por trás disso tudo, um golpe extremamente bem elaborado que ameaça sua família, seu casamento e até sua vida.

"Feito com inteligência... pavone tem insights brilhantes sobre o paralelismo entre espionagem e duplicidade conjugal... Completamente apaixonante." - The New York Times Book Review (Leia um trecho)

Sete dias sem fim
SETE DIAS SEM FIM por Jonathan Thopper  – Judd Foxman pode reclamar de tudo na vida, menos de tédio. Em questão de dias, ele descobriu que a esposa o traía com seu chefe, viu seu casamento ruir e perdeu o emprego. Para completar, seu pai teve a brilhante ideia de morrer. Embora essa seja uma notícia triste, terrível mesmo é seu último desejo: que a família se reúna e cumpra sete dias de luto, seguindo os preceitos da religião judaica. Então os quatro irmãos, que moram em diversos cantos do país, se juntam à mãe na casa onde cresceram para se submeter a essa cruel tortura. Para quem aprendeu a vida inteira a reprimir as emoções, um convívio tão longo pode ser enlouquecedor. Com seu desfile de incidentes inusitados e tragicômicos, Sete dias sem fim é o livro mais bem-sucedido de Jonathan Tropper. Uma história hilária e emocionante sobre amor, casamento, divórcio, família e os laços que nos unem – quer gostemos ou não.

"Um livro bem-humorado e inteligente... Troppser apresenta um bando de parentes divertidos e problemáticos. Os diálogos são rápidos e estimulantes, mas o livro tem densidade." - The New York Times. (Leia um trecho)

Gente eu gostei bastante dos lançamentos desse mês DE TODOS! hahaha Quem não sabe tá rolando cortesia no Skoob do Sete Dias Sem Fim e de O Guardião do Tio Sparks. Já estão quase finalizando então corram.

Tag: Amo Livros

03 maio 2013
Hoje decidi responder uma tag, há algum tempo que venho anotando as tags que mais me interessam para responder aqui no blog. Algumas ainda não dá para responder então vou respondendo aos poucos. A tag de hoje se chama Amo Livros criada pela Aione do blog Minha Vida Literária baseada na tag Day And Night criada pelo canal Readigans.
A tag consiste em responder as perguntas em forma de acróstico.


Algum livro já mudou a sua forma de enxergar as coisas?
         Sei que já ficou repetitivo, mas vou ter que dizer mais uma vez: Pollyanna, é impossível não ler essa história e olhar para a vida de uma maneira diferente. Aposto que muitos que leram tentaram adaptar o jogo do contente em sua vida.
Meu Deus! Eu tenho muitos livros não lidos! Verdadeiro ou falso?
         Verdade o tanto que livros que adquiri ano passado encheu minha prateleira e deles devo ter lido dois ou três, sem falar nos livros dos parceiros do blog.
Onde você costuma comprar seus livros?
         Gosto de comprar nas lojas da Leitura, sempre encontro umas promoções muito boas. E também compro online as vezes na Saraiva e Submarino.

Lê sinopses?
         Se o livro me chamar atenção sim; é como li uma vez quando pegamos um livro fazemos um tipo de ritual, primeiro olhamos o título, depois a capa e a sinopse por fim.
Internacionais ou nacionais?
         Gosto muito de livros internacionais, não vou negar, mas ultimamente com tantos nacionais bons no mercado dou mais atenção a eles. Ainda assim noto que tenho mais internacionais que nacionais entre os meus.
Vai à biblioteca?
         Eu amo uma biblioteca, mas tem uns meses que não vou a nenhuma. Quando retornar a minha favorita vou ter que refazer o cadastro.
Rivalidade entre séries: desgosta de alguma por gostar de outra?

Acho que não tem nenhuma.
Odeio quando...
         Quando minha mãe olha pra mim e fala que a única coisa que faço é escrever livros. Gente até parece que eu passo o dia todo escrevendo! hahaha
Séries ou livros únicos?
         Prefiro livros únicos, não gosto de me sentir presa a uma história sinto como se nunca fosse saber seu final, mesmo que tenha a continuação em mãos.

Quem quiser responder a tag se sinta a vontade, quero muito saber a resposta de vocês.