Menina Morta-Viva, por Elizabeth Scott

14 maio 2013
Menina Morta-Viva, por Elizabeth Scott
Underworld, 172 páginas
Era uma vez, eu era uma menininha que desapareceu. Era uma vez, o meu nome não era Alice. Era uma vez, eu não sabia como tinha sorte. Quando Alice tinha dez anos, Ray levou-a de sua família, seus amigos; a sua vida. Ela aprendeu a desistir de todo o poder, para suportar toda a dor. Ela esperou que o pesadelo acabasse. Alice agora tem quinze e Ray ainda a tem, mas ele fala mais e mais da sua morte. Ele não sabe é o que ela anseia. Ela não sabe que ele tem algo mais assustador do que a morte em mente para ela. Esta é a história de Alice. É uma que você nunca ouviu falar, e que você nunca, jamais esquecerá.
Alice fora seqüestrada perto de completar dez anos, hoje ela tem quinze e tudo que ela tinha, sua família, sua casa, sua vida foram retirados dela por Ray. Ela ânsia o dia em que ele irá se cansar dela, ela espera que um dia ele encontre outra Alice e acabe com o seu sofrimento. Ray é um homem sádico e cruel, ele foi maltratado no passado e vê o que ele faz como algo bom.
A história narrada pela garota é bem tocante, e se você é daquelas pessoas, que como eu, sente tudo que lê e vê lhe garanto que esse livro vai surpreender. Ele com certeza vai te marcar, e desde a primeira página você vai olhar para as coisas de uma forma diferente. A trama é densa e o sofrimento de Alice é passado para o leitor através das palavras, Elizabeth narra situações de Alice que não imaginamos para ninguém, uma garota inocente que teve que aprender coisas que crianças de sua idade nunca teriam que fazer, uma garota que fora machucada e traumatizada, ameaçada constantemente para não abrir o bico para ninguém ou pessoas que ela amava também iriam sofrer.
Mas com o tempo Alice aprendeu a agradá-lo, e o que ela queria era ser substituída, e mesmo que julguemos os seus pensamentos como doentios vemos uma garota que sofre e que quer apenas a paz, ela quer morrer de verdade para poder descansar. E é com esse pensamento que ela tenta ajudar Ray a pegar Lucy, que aprenderá como ela a agradá-lo, a comer apenas duas vezes ao dia, e a ser chamada por outro nome. Mas será que esse plano vai dar certo?
Acredito que a mensagem principal que a autora quis passar com o livro foi para as pessoas prestarem mais atenção. Casos de seqüestro e estupro estão cada vez mais comuns, nos jornais é o que mais se fala, e a pergunta que todos se fazem é porque ninguém falou nada. Na história Alice não fala porque tem medo, medo por sua família, vemos uma garota que desistiu de si, mas não da mãe ou do pai, ela não quer que Ray vá até a Daisy Lane 623, lar de sua família. E ninguém nunca desconfiou do que ela passava, ninguém nunca leu os seus sinais.
Ao ler essa história, eu duvido mesmo que você seja o mesmo. Uma leitura forte e distinta, algo que nunca imaginaria ler. Se ficou curioso, leia. 

17 comentários:

  1. Uma ótima dica de leitura! A estória é bem centrada, e um tema bem delicado. Fiquei muito interessa em ler o livro!

    Beijos

    Da Imaginação a Escrita

    ResponderExcluir
  2. Oi Raquel! Um livro com uma temática forte, sou bem sentimental e acho que vou sentir cada letra da história, é um livro que impressiona e faz pensar.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Você me perguntou sobre este livro e eu não soube te contar muito...
    É um livro muito forte, sofri muito com a personagem e não consegui terminar a leitura. Até pq também o e-book que peguei tava muito horroroso, mas um dia comprarei o livro.
    Ótima resenha. Beijo

    ResponderExcluir
  4. O livro está custando 26,00 + kit de marcadores + frete grátis na lojinha da Under no facebook!

    ResponderExcluir
  5. Eu já li livros da autora e embora gostei não achei uaaaau, por isso não irá para meu topo de desejados, embora eu gostei do enredo.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Raquel!
    Apesar da temática forte, eu leria com certeza.
    Acho que esse tipo de leitura traz algumas lições para quem lê. Como eu disse pra você, Não conte para a Mamãe, apesar de forte, traz uns exemplos bem marcantes sobre perdão.
    Beijos
    Descobrindolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Não imaginava que o livro era assim, tão bom.
    Agora fiquei com muita vontade de ler.
    Beijos...

    ResponderExcluir
  8. Qeu capa linda!
    Pela resenha, parece ser bom!
    Beijos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  9. Hum....adoroooo! Esse livro parece ser maravilhoso. A capa é super tocante e amo obras que surpreendem.
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  10. Já li esse livro e confesso que esperava algo muito chocante. No fim, concordo com vc, é uma dica para prestarmos atenção ao que está acontecendo, pois os sinais são muitos. Naturalmente, vejo esse livro como uma ilustração clara e real de um quadro mais comum do que se imagina.

    ssentrelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Nossa, só de ler a resenha eu me arrepiei todinha.
    A temática é tensa e dolorosa, mas eu gostaria de ler, acho que temos de saber como nos proteger, proteger nossos filhos desse tipo de coisa, desse tipo de psicopata. Sabemos que essas coisas acontecem mais do que imaginamos, só tentamos não acreditar, infelizmente.
    Quantas Alices por aí a fora sofrendo...=/
    Lendo a gente entra na psiquê tanto do criminoso quanto da vítima, isso é importante.
    Adorei a dica e a resenha.
    Beijão
    Vivi

    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  12. Olá Raquel!
    Uma história bem tensa, porém com uma mensagem para prestarmos atenção nesse mundo. Eu me envolvo demais com esses livros até evito um pouco de ler, devido ficar meia abalada com a história.
    Sua resenha está ótima, muito sincera! A capa do livro é muito bonita e chamativa!

    Beijos,Tahis
    lovesbooksandcupcakes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Raquel, eu já tinha lido uma resenha desse livro e fiquei super arrepiada. Desde então quero lê-lo. É um dos meus desejados há muito tempo.
    E agora, lendo sua resenha, só me fez reviver as emoções. Meus pêlos ficaram eriçados, imaginando que tipo de palavras irei encontrar neste livro. Mas, mesmo assim não vejo a hora de constatar. Sou super impressionável, entretanto a minha curiosidade fala mais alto.
    Assim que der, quero lê-lo.
    Bjokas flor e parabébs pela resenha tão bem pontuada.

    www.lerepensar.com

    ResponderExcluir
  14. Tenho o livro, mas estou com um pouco de medo de me impressionar demais com a leitura! Sua resenha me animou a ler o livro!!!

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia o livr, essa capa me chamou a atenção. Quando li a resenha me deu mais vontade de ler, são assuntos que não podem ser ignorados. Ótima resenha.

    Seu blog é lindo, seguindo...

    Beijos
    http://slothreaders.blogspot.com.br/ (visita lá)

    ResponderExcluir
  16. Parabéns pela resenha!
    Quero ler esse livro faz tempo, mas tenho receio por ele ser impactante.
    Deve ser um livro incrível, bem escrito e com uma história curiosa, não é?
    Mas vou seguir sua dica e vou comprá-lo logo!

    Beijos,
    Le Lançanova
    Palácio de Livros

    ResponderExcluir
  17. Olá Raquel!
    Se não me engano acho que foi nesta semana que li uma resenha de um livro quase semelhante,porem virídico,a autora é a menina que foi sequestrada.Tipo fiquei curiosa para ler o livro.E agora você me vem com mais este.Eu estou com vontade de ler,não pelo sofrimento,mas para saber mais dessas personagens.E ver como tudo vai acabar.
    E sim sou uma pessoa que sente ao máximo os sentimentos e sofrimentos transbordados pela leitura.
    Espero muito poder ler este livro.

    Parabéns pela resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    Blog Sangue com Amor

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar e volte sempre !