Novidades #33

16 junho 2013

Olá pessoal! Hoje trouxe os lançamentos de junho do Grupo Editorial Record, e fique ligado que tem muita coisa boa por aqui! 
   
AMIGOS, AMANTES E OUTRAS INDISCRIÇÕES, por Fiona Neill (Record) – Amigos há mais de duas décadas Jonathan, Sam, Laura e Janet dividem conquistas e tristezas... e até algo mais. O primeiro é um conceituado chef que está a um passo de ganhar fama internacional. Para que tudo dê certo só falta uma coisa: desenvolver seus dotes culinários. O casal Sam e Laura anda em crise. Frustrado com a carreira de roteirista, o sonho dele é largar o emprego, mas sua mulher está obcecada com a ideia de ter o terceiro filho. Já a workaholic Janet não consegue conciliar sua vida profissional com a sua mais recente atividade: ser mãe. A convite de uma revista, Jonathan reúne o grupo para passar alguns dias em uma ilha. Mas o que ele não desconfia é que amigos de longa data e um grande segredo do passado são a receita para uma semana explosiva.
FAMA, por Tilly Bagshawe (Record) – Linda, rica e famosa, a atriz Sabrina Leon tem um temperamento explosivo que pode lhe custar sua carreira. Já o aclamado diretor e produtor Dorian Rasmirez, um gênio criativo que insiste em financiar seus próprios projetos, está à beira da falência. E o ator Viorel Hudson tenta se consagrar como mais do que um rostinho bonito. Juntos, os três estão envolvidos no novo projeto de Rasmirez, um remake do clássico O Morro dos Ventos Uivantes. Seria este o filme que salvaria suas carreiras? Em Fama, Tilly Bagshawe retrata o envolvente mundo de glamour, intrigas e disputa por poder de Hollywood.
   
GÉLIDO - Rizzoli & Isles #8, por Tess Gerritsen (Record) – Quando a médica-legista Maura Isles reencontra um antigo amigo de faculdade durante um congresso, parte em uma viagem com ele e seu grupo. Porém, um acidente com o carro em meio a uma nevasca os leva ao inóspito vilarejo de Kingdom Come, onde algo terrível parece ter ocorrido. Enquanto isso, a detetive Jane Rizzoli recebe a notícia do desaparecimento da amiga e decide investigar seu destino. Assim, enquanto tenta descobrir o que houve com Maura, embrenha-se em uma trama envolvendo uma misteriosa seita e segredos do passado.
PECADOS NA CASA DOS BORGIA, por Sarah Bower (Record) – Em nome dos interesses do pai, um proeminente banqueiro que quer garantir à filha um casamento próspero, a judia Esther Sarfati se converte ao cristianismo para servir como dama de companhia de Lucrezia Borgia, filha ilegítima do papa Alexandre VI. Ela logo é seduzida pelo irmão de sua senhora, o temido Cesare Borgia, e sua inocência dá lugar à paixão cega e doentia. Determinada a conquistá-lo, ela se deixará envolver por um turbilhão de intrigas e luxúria, por uma rede de conspirações e mentiras, que a levará a uma terrível revelação. Só então ela finalmente perceberá que aqueles que entram para a Casa dos Borgia seguem por um caminho sem volta.
   
CARTAS LACRADAS, por Dora Openheim (Record) – Em Cartas lacradas, Michaela Varsano, judia italiana, filha de uma pobre costureira siciliana, entrelaça seu destino com uma das linhagens mais poderosas da Europa – a família do barão Maurice de Hirsch. Com uma minuciosa pesquisa histórica, a obra reconstitui o século XIX e soa como um eco que atravessa  continentes, arrasta paixões e se expande dentro da alma de cada leitor que tiver a felicidade de lê-lo.
VILA VERMELHO, por Jeter Neves (Record) –  Jeter Neves conta a história de Caburé, menino criado em Vila Vermelho. Neste sensível romance que retrata os anos 1950 – década de esperança, em que o Brasil ganhou sua primeira Copa do Mundo e parecia caminhar para um grande futuro –, os ideais daquela geração, influenciada pela cultura americana, se mostravam muito diferentes da realidade dura dos habitantes do interior do Brasil.
   
AS MEMÓRIAS PERDIDAS DE JANE AUSTEN, por Syrie James (Record) – Um dos maiores nomes da literatura inglesa, Jane Austen escreveu clássicos como Orgulho e preconceito. Embora seus livros tenham interessantes histórias de amor, a vida amorosa da autora nunca foi considerada notável. Esse foi o ponto de partida para Syrie James, estudiosa de Austen, criar uma versão romanceada sobre a vida da aclamada escritora. E se memórias escritas pela própria Austen fossem descobertas, revelando um grande caso de amor? Escrito em um estilo próximo ao da própria escritora britânica, As memórias perdidas de Jane Austen é um livro notável, irresistível para qualquer um que ame Jane Austen – ou grandes romances.
EU, ANNA, por Elsa Lewin (Record) – Com 50 anos, a divorciada Anna Welles vive em um minúsculo apartamento com a filha adolescente em Nova York. Sentindo-se perdida e desamparada depois do fim de um casamento de quase trinta anos, ela busca meios de se reerguer, a para isso vai a festas de solteiros pela cidade. Em uma noite, depois de um desses eventos, Anna acaba no apartamento de um estranho, e, de repente, toda frustração e solidão vêm à tona. E o que se segue é o início de seu pior pesadelo.
AMOR NOS TEMPOS DE CÓLERA, por Gabriel García Marquéz (Record) – Baseado na história real dos pais de autor, O amor nos tempos do cólera  acompanha o amor proibido do telegrafista, violinista e poeta Florentino Ariza por Fermina Daza. Ao saber da relação, o pai da moça tenta impedi-la, enviando a filha ao interior do país. Porém, esse é apenas o começo de um caso de amor que durará 51 anos, marcados por inúmeras cartas, um casamento e diversas idas e vindas.
POEMA SUJO, por Ferreira Gullar (José Olympio) – Escrito quando o autor se encontrava no exílio, Poema sujo (1976), por sua força e pelo que representa, se tornou o mais estudado e conhecido poema de Ferreira Gullar. Um verdadeiro manifesto que transcende o tempo, os limites, e surpreende e emociona a cada nova leitura. Apresentação: Alcides Villaça / Orelhas: Marco Lucchesi (nova).

E tem mais:
(Record)
O TANGO DA VELHA GUARDA, por Arturo Pérez-Reverte
O LIVRO DE HENRIQUE, por Hilary Mantel
ENSAIOS SOBRE A EMBREAGUEZ, por Vicente de Britto Pereira
DENTRO DOS ARQUIVOS DE STALIN, por Jonathan Brent
REI BRANCO E RAINHA VERMELHA, por Daniel Johnson
O JUGO DAS PALAVRAS, por Artur da Távola
(José Olympio)
O SIMPLES CORONEL MADUREIRA, por Marques Rebelo
BESTIÁRIO, por Júlio Cortázar
(Civilização Brasileira)
CRÍTICA LITERÁRIA CONTEMPORÂNEA, por Alan Flávio Viola
MACHADO DE ASSIS: POR UMA POÉTICA DA EMULAÇÃO, por João Cezar de Castro Rocha
MÍDIA E POLÍTICA NA AMÉRICA LATINA: GLOBALIZAÇÃO, DEMOCRACIA E IDENTIDADE, por Carolina Matos
O ABERTO, O HOMEM E O ANIMAL, por Giorgio Agambem
O VERDADEIRO, O BELO E O BEM – uma nova abordagem neuronal, por Jean-Pierre Changeux
(Verus)
DE MENINA A MULHER, por Drica Pinotti 

8 comentários:

  1. Oi Raquel! Este mês gostei de vários lançamentos, Fama e Gélido estão no topo da lista de desejados. Bom domingo. Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cida eu também gostei de Gélido, mas quando vi que ele era o oitavo de uma série desanimei kkkk Mas ainda estou muito curiosa. Um bom domingo pra ti também : )

      Excluir
  2. Me dá até medo de olhar lançamento. A gente sempre quer tudo e nunca tem dinheiro suficiente para comprar todos.
    Adorei os lançamentos.
    Beijos..

    ResponderExcluir
  3. Me interessei por Fama e por Vila vermelho. A Record geralmente não faz muita divulgação, mas tem uns títulos muito bons.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. OMG QUANTA COISA LINDA!!! *-*

    Babei em todos esses G. G. Marquéz, mas a Record está de parabéns, só coisa boa! Ah se eu tivesse tempo para todos... rs

    Beijão, Raquel, boa semana. ;)

    ResponderExcluir
  5. Fama me convenceu quando disse remake de O Morro dos Ventos Uivantes, eu sei que não vai ter a vê, mas só a ideia de fazerem um remake já me conquistou. Embora os remakes que eu vi dele me da agonia de tão ruins.

    ResponderExcluir
  6. A Record abusa nos lançamentos e exala sucessos literários! Rsrsrs
    Adorei todos os lançamentos. Exceto, Poema Sujo e Amor nos Tempos de Cólera.
    Não me chamou atenção.
    As capas dos outros são lindas. :D

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar e volte sempre !