Aquela estória que diverte e instrui ao mesmo tempo

27 julho 2013

A resenha de hoje é fruto de um trabalho de Universidade pra cadeira de biologia vegetal. Estranho perceber que às vezes filmes simples falam mais do que produções no intuito de arrecadar milhões. Decide falar desse filme pela mensagem que consegui perceber. A resenha vai se tratar basicamente do meu ponto de vista sobre os diversos assuntos que podem ser observado. O filme usado como base do trabalho foi: Lorax – Em Busca da Trúfula Perdida. A estória é contada em dois momentos (passado e presente).

No primeiro momento o personagem principal é o jovem Ted que adoro vídeo game, andar em sua bicicleta motorizada e apaixonado loucamente por sua vizinha a jovem Audrey. Ted mora junto com sua mãe e avô (a personagem mais sensacional do filme) na cidade de Thneed-Ville (Português – Sneedville). A cidade é totalmente feita de plástico, principalmente as arvores. Por se tratar de uma cidade “utópica” prepondera o avanço tecnológico em todos os segmentos (construção, meios de transporte e animais #MEDO).

O filme começa a avançar quando Ted tem um contato direto com o seu amor platônico. Audrey conta o seu maior sonho a Ted que é conhecer uma arvore verdadeira, além disso, ela promete casar-se com a pessoa que conseguir encontrar uma arvore. Depois disso, Ted se sente tentado em achar uma arvore (Serio?) e a sua avó sabe onde encontrar a ultima Trúfula (espécie da arvore) e o ensina de modo mais misterioso e engraçado.

No segundo momento conhecemos o louco protetor das arvores o Lorax e todos os animais que tinham sua vida diretamente ligada com as trúfulas, justamente com esse retorno ao passado e que sabemos como as arvores sumiram sem deixar nenhum rastro. O filme claramente busca trazer uma reflexão critica sobre a necessidade da preservação do meio ambiente.

Outro ponto de vista que pode ser observado e o nível que chegou a comercialização de produtos, ou seja, de acordo com a “necessidade” das pessoas certos produtos eram oferecidos. Muitas vezes o mesmo produto era fabricado com várias vertentes, com um único objetivo: deixar ainda mais rico o único personagem rico (redundante não?). Pois é, isso me lembra da linha de ideia chamada Capitalismo. Atualmente os ambientalistas, sociólogos, antropólogos e etc., buscam de diferentes maneiras categorizar esses dois pontos de vista.

O objetivo do filme é contar essa necessidade atual de forma engraçada e reflexiva, para a conhecida geração “Vídeo Game e Mc’Donald”. Essa “necessidade” é tão atual quanto foi no passado. Particularmente o filme me deixou intrigado durante alguns dias e é claro não conseguiria deixar passar essa mensagem essencial. Quero deixar bem claro que defendo o uso “consciente” dos recursos naturais e não um consumo desenfreado como acontece hoje em dia. Todas as nossas escolhas possuem as suas consequências e imaginem como deve ser a consequência desse consumo desenfreado?! O filme mostra essa visão. Justamente nesse momento que ocorre toda a reviravolta do filme, toda a ação e todo o processo de consolidação da conscientização.

Pra finalizar quero deixar um recado a todos os leitores que chegaram ao final dessa resenha:
Desejem e conquistem todos os objetivos que vocês sonham. Avancem com todas as garras e unhas quando estiverem perto do objetivo final, mas tenham um pensamento em primeiro lugar: usar de forma consciente os recursos naturais. Eu sei que vocês não derrubam as arvores pra construir uma casa de madeira ou as suas estantes de livros. Porém, ser consciente ecologicamente não é apenas nesse sentindo é sim em todos os aspectos que envolvem a “BIOSFERA”. Não jogar lixo nos rios, no chão, não maltratar os animais, não quebrar as folhas das arvores sem necessidade. Usem da natureza de forma sábia e coerente, não pensem apenas em vocês ou na geração futura, alguns vão dizer: Não vou estar aqui mesmo!. Vou te dizer uma coisa: Seus filhos, Netos, Bisnetos, Tataranetos vão estar. Não apenas eles precisam da natureza os animais também precisam.

Realmente finalizando kkkkk’s quero pedir de todo o coração, não apenas como futuro biólogo, mas como um ser humano preocupado com o futuro: busquem mudar algumas atitudes na vida de vocês, pensem não apenas em vocês, mas em tudo que pode estar conectado a ela. Assistam ao filme é entendam o que eu to dizendo, sabe as vezes uma única estória pode divertir e instruir ao mesmo tempo.

Filmes vistos no Mês:


1)    Catfish- O Filme
2)    Amor
3)    Jo e Ti
4)    Finalmente 18
5)    The Croods
6)    Quatro Amigas e Um Casamento
7)    Karate Kid
8)    Cartas para Julieta
9)    Uma Garota Encantada
10) I’m Here
11) De Tanto Bater Meu Coração Parou
12) Honey 2: A Dança Continua
13) O Diario de Um Banana 3
14)  Lorax – Em busca da Trúfula Perdida
15)  Olho de Tigre



Recado rápido:

            Quero pedir desculpa a todos por não ter postado no ultimo sábado. As provas na faculdade teve a grande ideia de se juntar aos problemas pessoais e não consegui dar conta de todos os afazeres. Se vocês gostam das novidades de cada sábado, continuem conectados e saibam que vou sempre fazer o meu máximo. Até Sábado é Obrigado pelo peixe!

13 comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    Eu ainda não vi este filme, para falar verdade é uma ótima dica.
    Obrigada pela mensagem deixada a nós.
    Você cursa Biologia também?

    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim leticia faço biologia, comecei em 2011 e tenho previsão de formatura pro ano que vem. Espero que você tenha gostado da resenha e vá ver o filme que é muito bom.

      Excluir
  2. Quantos filmes você assistiu o.O Eu não gosto de ver filme, só se for bom e asse parece ser interessante. Eu gosto de animação e achei esse filme interessante porque traz uma lição junto da história que é descontraída.. Tipo, você deve ficar refletindo as coisas depois... Gostei da resenha.

    Abraços
    www.entrepaginasdelivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Caique por ter gostado da resenha. Então, Eu tenho muitos filmes no meu HD que quero ver, com isso eu fiz um desafio de tentar ver 20 filmes no mês (kk's) que não cumpri. Em Agosto eu vou permanecer com o mesmo desafio.

      Excluir
  3. Eu adorei a coluna, além de livros, cinema é outra paixão e achei super válida a dica deste filme e mais ainda a mensagem final. Bjos!!
    Cida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico grato que você gostou Cida e espero ver você mais vezes nos cometários (kkk's). Beijos

      Excluir
  4. Ainda não vi esse filme, e olhe que sou especialista em animações. Meu filho não deixa ser diferente. ¬¬
    Amo animações inteligentes! E já estou colocando na minha listinha e na listinha de filhote aqui.
    Valeu pela dica!!

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me tornei especialista em animações por pressão mesmo, apesar que eu sempre procuro animações inteligentes. Adicione mesmo, ele vai se divertir e aproveite pra conversar com ele depois sobre o filme.

      Excluir
  5. Adorei a resenha, fiquei bem curiosa pra assistir agora!

    Beijos, Bianca
    http://behindenemyline8.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiee, tudo bem?

    tenho que confessar que eu amo desenhos *-*. Mas esse eu ainda não vi. Gosto de desejos pq eles SEMPRE, sem exceção alguma, trazem uma bonita mensagem e esse filme parece que segue por esse caminho, né? Vou anotar aqui para eu assistir assim que der.

    beijos
    Kel
    porumaboaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segui Sim Kel. Acho, que as ultimas animações que são produzidas não se preocupam apenas com divertir as crianças, percebo que estão buscando ensinar alguma coisa. Esse ensina muitas e uma das vertentes que se pode tirar é o desejo de alcançar seus objetivos. Anote sim, tenho certeza que você vai gostar :)

      Excluir
  7. Não gosto muito de assistir filmes animados e não sei se esse faz o meu gosto. Pra falar a verdade nem filmes (ação, comédia, romance) estou assistido. Estou no mundo das séries *--*
    Ótima dica para quem gosta...
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Oi Isa, entendo perfeitamente essa falta de tempo, as vezes é complicado conciliar a vida real com a virtual, então, fique tranquilo que todos nós entendemos.
    Sobre o filme, eu vi algumas partes com meu filho, já ele, viu muitas vezes, pq gosta muito deste filme. Entretanto não tinha reparado nessa questão mais politizada que o enredo traz e fiquei bem animada para rever o filme, agora completo, e quem sabe usar com minhas turmas.
    Valeu pela dica querido e concordo plenamente com sua visão, sobre preservar a natureza, afinal, não vamos estar aqui, mas nossos filhos, netos, bisnetos e afins vão e será que gostaríamos de vê-los sofrer por consequência de nossas ações impensadas? Acho que não neh?
    Bjokas querido e até a próxima!

    www.lerepensar.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar e volte sempre !