Cadê Você Bernadette?, por Maria Semple

22 outubro 2013

Cadê Você Bernadette?, por Maria Semple
Companhia das Letras, 372 páginas (parceria)
Bee concluiu seus estudos com as melhores notas, e tudo o que ela quer como presente de formatura é uma viagem à Antártida na companhia dos pais. Elgin é um pai ausente, mas genial: programador da Microsoft, tornou-se um rock star no mundo nerd por ter dado a quarta palestra mais vista no TED, e está prestes a lançar o Samantha 2, o projeto de sua vida. O momento não poderia ser pior para se isolar no extremo sul do planeta. A mãe, Bernadette, já não aguenta a vida em Seattle e está à beira de um ataque de nervos. Poucos dias antes da viagem, ela desaparece, com medo do convívio social e de sentir enjoo durante a travessia da passagem do Drake. Agora Bee fará tudo para encontrar a mãe. Mas antes ela terá que descobrir que é essa mulher que ela acreditava tão bem conhecer.

Eu não teria uma palavra exata para dizer sobre esse livro a não ser genial.
As notas A de Bee Branch lhe dão uma confirmação, ela pode pedir o que quiser aos pais (esse foi um trato muito antigo que fez com eles) e ela quer apenas viajar para a Antártida com os pais nas suas férias. A garota inteligente não consegue acreditar como os pais concordaram, mas sim eles irão viajar.
Elgie Branch também não acredita que eles irão viajar, afinal o Samantha 2 está em andamento e há tanta expectativa em cima do projeto que ele não pode ser negligenciado. Já Bernadette acha a ideia ótima e logo começa a fazer os preparativos, até ela dar de cara com alguns fatos: FATO 1 Haverão pessoas na mesma viagem e ela as evita ao máximo e FATO 2 Só de pensar na agitação das águas ela já se sente tonta. Disposta a fazer isso pelo bem de Bee ela passa todos os detalhes para a sua assistente virtual, Manjula, as compras que precisariam ser feitas, o remédio que precisa para sobreviver à viagem, as milhas e as passagens enviando todos os dados necessários para que tudo a respeito da viagem seja acertado.
Enquanto isso Audrey está tentando conter as trepadeiras que insistem em continuar no seu quintal, até descobrir que as benditas vem do quintal de Bernadette. Como ela tem um evento importantíssimo para realizar que precisa de seu quintal e a vizinha atropelou seu pé deixando claro que não queria conversa, ela vai com o especialista em trepadeiras escondido até a casa de Bernadette o que é a apenas a ponta do iceberg que começa a se formar.
E sua amiga Soo-Lin acreditava piamente que iria ser demitida, até que é surpreendida. O que ela não esperava era ter uma aproximação tão forte com Elgie Branch.
Garanto que esse pequeno resumo não é nem metade do todo que é esse livro. Eu não poderia falar mais sem revelar demais, por isso vou me ater a outros pontos.
A narrativa não é convencional, a história nos é descrita através de emails, cartas e algumas narrações de Bee. O que pode ser estranho no inicio, mas como já li livro assim não fiquei tão perdida.
Então conhecemos uma Bee (que na verdade se chama Balakrishna) inteligente, e bastante amiga, ela ajuda vários amiguinhos na escola e seu grande sonho é ir para o colégio interno onde sua mãe estudou. Claro que a garota nos encanta com facilidade, eu já devo ter dito milhares de vezes que amo uma criança nos livros e com ela não foi diferente. E tem a Picolé a cadela de Bee que, nossa, me fez rir muito.
Já de Bernadette temos uma visão um pouco confusa, já que quando está com Bee ela parece uma boa mãe dedicada e carinhosa; e então ela escreve seus longos emails a uma desconhecida na Índia à quem ela tem que pagar por hora e que seu marido já havia dito para dispensar os serviços, e ainda tem a opinião das mães da escola de Bee, em especial Audrey e Soo-Lin que não gostam nem um pouco de Bernadette.
Audrey quer parecer aos olhos dos outros uma santa, sem querer olhar para os próprios problemas em casa. Principalmente o problema de seu filho, Kyle, ser chamado atenção constantemente.
Elgie mostra ser um homem bastante talentoso, e até certo ponto ele parece o pai e o marido perfeito. Mas toda casa tem os seus problemas, e a família Branch tinha muitos: Bernadette e Elgie quase não se falavam, somente trivialidades, cortaram os seus emails das listas da escola para ficarem completamente de fora e moram num lugar que ninguém gostaria de viver. E ele escolhe a sua assistente para desabafar enquanto deveria se juntar a esposa e ver se tudo o que aconteceu tem relação com o passado escorregadio.
Quando pensamos que sabemos de tudo que está acontecendo a trama dá uma virada e logo você não tem mais certeza sobre os fatos. O enredo é arrojado e muito criativo, quando Bernadette some e Bee muda a leitura fica frenética, o ritmo acelera porque saber o que aconteceu é muito importante.
Apesar do tipo da narrativa tudo é narrado de forma meticulosa, e quando uma carta ou um email ficava muito grande a ponto de nos cansar logo ele acabava, pelo menos foi essa sensação que tive, assim que me deparava com uma narração muito longa que parecia que não ia acabar ela acabava.
Antagônico ao que pensei a autora ainda tira várias surpresinhas da manga.
“Seattle é a única cidade no mundo em que você pisa na merda e fica rezando, Deus, por favor, que seja de cachorro.” (Página 145)
Com esse trecho dá para notar que o humor também é muito bem abordado.
Uma história hilária e desmedida, uma família pouco convencional com problemas inimagináveis. Diversão garantida!

18 comentários:

  1. Oi Raquel!

    Tenho visto ótimos comentários sobre esse livro. A narrativa parece pouco convencional mesmo e acho isso interessante, pois tira a gente da nossa zona de conforto. Além disso, parece uma história bem envolvente. Adorei a resenha e ele já está na minha lista.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Raquel! Pela sinopse eu não fazia ideia de como realmente era o livro, estava até me dúvidas se iria ler ou não, mas ao fim da resenha tive certeza que sim. Parece ser muito diferente e hoje em dia quanto mais inovador o livro melhor. Adorei.
    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Li uma resenha desse livro num blog e de cara me apaixonei. Com essa resenha não foi diferente, foi suficiente para eu me apaixonar mais pelo livro e querer adquirir logo logo.
    A história parece tão divertida, extasiante e envolvente *-*
    Mais uma vez, ótima resenha!
    xoxo

    ResponderExcluir
  4. Olá Raquel!
    Segunda ressenha que leio desse livro que me deixa na maior vontade de lê-lo!
    Parece ser uma história hilária e diferente, espero ler o mais rápido possível! E que capa maravilhosa hein...

    Beijos,
    lovesbooksandcupcakes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Li esse livro a pouco tempo e também achei genial a forma como a autora abordou os assuntos e os acontecimentos. Bee é muito inteligente e cativante hehehe. E Bernadette com a personalidade única dela.

    Beijos
    Jéssica
    http://www.bestherapy.net/

    ResponderExcluir
  6. Eu tinha lido uma resenha que me deixou de boca a berta, porque só de ler a sinopse, a história não me interessou, mas sua resenha só me deu mais certeza de que preciso encontrar este livro, ainda mais sabendo que ele é cheio de mistérios, e ainda consegue envolver humor em tudo isso.
    Sem dúvida vai pra minha lista.
    Adorei a Resenha.
    Beijos,
    Yasmin
    deitadosnagrama.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Confesso que no começo da sua resenha, achei a história um tanto confusa. Fiquei pensando "WTF? Quem é Audrey? E por que ela apareceu do nada? E essas plantas, o que tem haver com a história?" Haha Mas depois entendi do que se tratava. Me parece ser uma história diferente e que flui com rapidez, gosto de narrativas assim.

    ResponderExcluir
  8. Eu addoro essas narrativas não convencionais, permitem tantaos jogos divertidos de idéias. Eu só tenho liddo resenhas positivas sobre esse livro, que além de tudo tem uma capa super lindinha.

    ResponderExcluir
  9. Estou realmente precisando de uma leitura assim, leve, hilária e descontraída. Sua resenha me animou, tenho lido somente dramas.
    A capa é mega fofinha, quero muito ler.
    Beijos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  10. Achei uma leitura um pouco água com açúcar, mas de vez em quando precisamos de algo assim para descansar a mente.
    Nome de seguidora: Miriam Guiraldelli

    ResponderExcluir
  11. A resenha de parabéns ,desperta interesse e curiosidade !
    O conteúdo arrojado e um pouco cômico e também divertido de se ler!
    Muito bom!
    Beijinsss!!!
    rose.nea@hotmail.com

    ResponderExcluir
  12. Oiee

    O livro parece ser bem diferente e interessante , também adoro quando há crianças na narrativa pretendo ler em breve :)

    Beijos

    http://www.livrosechocolatequente.com.br/

    ResponderExcluir
  13. pela sua resenha parece ser um livro fácil de ler e divertido, gostaria de ler também

    ResponderExcluir
  14. Já li algumas resenhas desse livro e todas foram muito positivas, mesmo não sendo um livro convencional, a narrativa é bem fluida e os personagens cativantes ne! Não conhecia essa autora, mas quero muito ler esse livro que a primeira vista parecia com um chick lit, engano meu né! Bjão! :)

    ResponderExcluir
  15. Só tenho lido coisas boas a respeito dessa história. Acho que Bernadette é uma daquelas personagens para não se esquecer. O que mais me chama a atenção é o toque de humor, que deve garantir momentos muito divertidos. E parece ser uma história inteligente também, o que me dá mais vontade ainda de ler. E se você diz que é genial e nem pode falar muito por causa dos spoilers, acho que o livro deve ser bom de verdade.

    ResponderExcluir
  16. To precisando tanto ler alguma coisa diferente, que me faça rir, bem diferente, e to com ótimas idéias sobre esse livro... fiquei curiosa pra ler.

    ResponderExcluir
  17. Sabe que eu tenho muita vontade de ler este livro porque foi colocada numa temática bem diferente. Parece ter um ritmo de comédia que deixa o leitor preso na história!

    Beijos,

    Greice Negrini

    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  18. Qualquer livro lançado pela Cia das Letras me chama imediatamente a atenção, porque confio piamente na editora, então com "Cadê Você, Bernadette?" não foi diferente. Depois vieram as resenhas e a minha necessidade de ler só aumentou e agora mais ainda. A história é muito interessante, não deve ser à toa que foi considerado um dos melhores livros do ano. Já é prioridade na minha lista de desejados. ;D

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar e volte sempre !