Belo Desastre, por Jamie McGuire

05 novembro 2013

Belo Desastre – Belo Desastre #1, por Jamie McGuire
Verus, 389 páginas
Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. 

Estava adiando a leitura de Belo Desastre devido a tantos elogios, comprei o livro por impulso ano passado e desde então o deixei guardado, até que chegou Desastre Iminente e não pude mais adiar a leitura.
Abby Abernathy foi para a Eastern com America, sua amiga, a fim de esquecer o seu misterioso passado. Ela segue uma rotina sossegada estudando e se dedicando, mas a sua tranquilidade é abalada ao conhecer Travis Maddox. Travis é primo de Shepley o namorado de America, e é o casal que leva Abby até uma das lutas de Travis onde eles finalmente se conhecem.
Ao contrário de Abby, Travis leva uma vida um pouco mais agitada, para garantir o dinheiro do aluguel do apartamento e da mensalidade da faculdade ele luta com alguns outros alunos levando o apelido de Travis “Cachorro Louco” Maddox, além de ter uma fama inegável de deixar as garotas arrasadas.
Apesar de Abby não querer impressioná-lo, e de querer ficar o mais distante possível, ela não consegue. Travis a percebe e a persegue e é com uma aposta que ele consegue fazer de Abby a sua companheira de quarto, por perder a aposta ela tem de ficar um mês no apartamento dele.
Mesmo no apartamento dele Abby conhece Parker e engata num relacionamento. As pessoas comentam, indagam e aumentam, o que a deixa com raiva, mas ela se recusa a quebrar sua aposta. E apesar do alerta de Shepley, Abby está começando a cair nas garras de Travis numa dança veemente. 
A narrativa é em primeira pessoa, narrada por Abby de uma forma ágil e fluida. Os personagens são cativantes e a trama é firme, porém achei um pouco repetitivo as recusas e os medos de Abby. Mas com um Travis Maddox no enredo fica difícil não se apaixonar.
Travis me conquistou completamente, pensei que ele era aquele bad boy egocêntrico e ele realmente é, mas mostrou que tem um coração transbordando amor, o que me impressionou. Hora ele era o valentão que sovava a cara dos outros, e depois o apaixonado que fazia de tudo para fazer sua Beija-Flor feliz. O carinho dele com ela me fez soltar suspiros, mas em seus rompentes de ciúmes parecia realmente um “Cachorro-Louco” indomável. Um personagem sólido e cativante, mas antagônico demais.
Já Abby era bem inconsistente em relação ao relacionamento devido a esse passado misterioso dela carregado de drama, a autora não economizou muito quanto a esse mistério ela mostra todo o passado perigoso e sujo que ela quer deixar incluindo seu pai Mick, e por mais que ela tente esquecer ela vê esse passado em Travis, mas é quando seu pai surge que ela realmente precisa de todas as suas forças. Por conta de suas duvidas que o relacionamento deles esquentava e virava pedra de gelo em seguida, ela me deixou saturada, mas não consegui deixar o livro de lado, queria saber se no final Abby deixaria de doce e finalmente se entregaria.
America e Shepley eram dois fofos, sempre estavam aconselhando o casal da melhor maneira que podiam, afinal quando Abby e Travis surtavam eles desmoronavam tudo e os primeiros a serem atingidos eram eles. E como os amigos conheciam bem a fama de Travis de arrasar corações, sabiam que Abby não sairia feliz com a relação.
Também conhecemos a família de Travis que são adoráveis, fiquei imaginando uma continuação como na série dos Sullivan com os irmãos Thomas, Trent, Tyler e Taylor.
No desfecho Jamie nos arranca o ar, com drama e suspense moderados e um final esperado, porém incontestável.
Cru e terno, Belo Desastre com certeza vai ficar na minha memória. Para quem ainda não leu, leia.

11 comentários:

  1. Ótima resenha, Raquel! Gosto da capa desse livro e da história que ele tenta reproduzir, já ouvi falar muito bem, mas também já ouvi e ainda ouço muito mal. Fico dividido. Até pq também não é meu gênero favorito de leitura. De qualquer forma, pretendo ler um dia!
    xoxo

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha! Eu estou morrendo de curiosidade por causa de tantas críticas positivas e comentários de que o Travis é mesmo apaixonante. Pretendo ler em breve.

    Beatriz Lara,

    Infinito Particular - http://8-particular.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Raquel!

    Eu digo que a autora tem uma narrativa amaldiçoada, pois quando você pega o livro não consegue parar de ler. Li em um domingo em nove horas, acredite. O Travis muitas vezes é um pouco lunático, mas gostei muito dele. Muitas pessoas não gostaram da Abby, eu fui do contra, pois gostei dela. É um livro bem intenso e já estou curiosa pela continuação. Adorei a resenha.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo amaldiçoado Fran. Eu também gostei da Abby, só achei que ela fez muito doce, porém tem personagem muito mais chata que ela.

      Excluir
  4. Oi Raquel
    Que bela resenha!
    Estou curiosíssima para ler :D
    Até mais
    Diário de Jardineira

    ResponderExcluir
  5. Oie :)

    Posso falar que de todos os livros que desejo, Belo Desastre é um dos que eu mais quero ler para ceder logo essa sede que tenho sobre essa estória, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ah! Travis!!! Eu também pensei que ele fosse só mais um, e que surpresa encontrar um cara tão cheios de sentimentos, intenso. Eu não gostei dela não, achei que ficava com muitas desculpas, mas Travis foi um personagem que achei muito sincero e forte.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. Nossa, esse é um dos meus livros favoritos ...
    O Travis, é demais ... Eu amei a estória e
    é um dos poucos livros que ficou na minha memória.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Raquel, eu estava com medo de que você tivesse ODIADO esse livro e ODIADO o Travis. Já comecei a ler a resenha com aquele receio, mas fiquei TODA FELIZ quando soube que foi justamente o contrário. <3
    Ai, Travis Maddox, ele é tão tão tão INCRÍVEL!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  9. Nossa, sua resenha está fantastica! Eu já tenho o livro, mas desisti de ler depois de ter lidos algumas muitas resenhas negativas dele, eu desanimei e deixei de lado, mas agora com o lançamento de Desastre Iminente, e tanta gente falando bem, vim conferir sua resenha e que fisgou por completo! Assim como voce, eu achava que ele fosse somente um personagem machão, bad boy, mas ele pelo visto ele é bem mais que isso! Adorei, adorei, adorei...

    ResponderExcluir
  10. Há...há...se rendeu então ao Cachorro Louco, não é! E você ficava me julgando quando eu falava, lembra?
    Bom este livro para mim foi algo surreal, e surpreendente ao mesmo tempo, amei tanto a historia, os personagens, os dramas, nossa...tudo, eu amei tudo nele. Que tive a audácia de lê-lo umas...4 vezes. hahahahahahahahahaha
    Pode me chamar de louca, mas eu simplesmente sou fascinada pelo Travis, e por causa dele, e seu jeito louco e ao mesmo tempo apaixonante que me leva a ler.Hahahahahaha
    Fico feliz em ver que você gostou do livro Raquel. Agora se prepare para o segundo, aonde você terá a oportunidade de ver a historia aos olhos do meu Travis"Cachorro Louco" Maddox(suspiros...)

    Amei, simplesmente amei sua resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    Blog Sangue com Amor

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar e volte sempre !