Em breve "A Escolha" nas livrarias!

18 abril 2014

 

Olá viajantes, como vocês estão e as leituras?
Como vocês viram as últimas resenhas aqui no blog foram da série A Seleção, e como já podem imaginar estou esperando (assim como muitos) o gran finale da trilogia.
Pois é, como anunciado pela editora Seguinte, A Escolha será publicado em maio, daqui alguns dias. 
Mas para aqueles que já não aguentam esperar, tem algumas lojas com o bonitinho na pré-venda. 
E mais para quem ainda não leu a série, tem a grande chance de comprar os livros com preços reduzidos, sim isso mesmo A Seleção e A Elite, além do Contos da Seleção por menos de vinte.
Vocês podem conferir a lista das lojas online e lojas fisicas que estão participando aqui. Mas não demore que a promoção vai durar somente até o dia 28/04 (ou enquanto durarem os estoques).
Expectativas altas para o grande desfecho, e vocês?

A Elite, por Kiera Cass

17 abril 2014
A EliteA Seleção #2, por Kiera Cass
Seguinte, 354 páginas (Parceria)
A Seleção começou com 35 garotas. Agora, restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto. America precisa de mais tempo. Mas quando ela está às voltas de seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer – e ela está prestes a perder sua chance de escolher.

No final de A Seleção America tem uma grande surpresa ao saber que Aspen é agora um soldado, e um guarda do palácio. E além disso também há uma grande dispensa, restando apenas ela, Marlee, Celeste, Kriss, Natalie e Elise. E depois de todos os encontros com Maxon, America fica dividida entre dois amores, e não lhe resta muito tempo, logo o príncipe terá que escolher quem será sua futura esposa.
Com a ajuda de Maxon, America consegue descobrir mais dobre o Hallowen e é idéia dele fazer uma festa e ter como convidados os familiares das garotas da Elite. O que ocorre após a festa é que é o problema. Li o livro com ansiedade, pois esperava muito dele, e não vou negar tem muita ação e muitas surpresas.
O que me incomodou em A Elite foi que em grande parte da trama fica por conta do triângulo amoroso de America, e para não dizer que é somente isso também tem Kriss que está mais próxima do príncipe, o segredo de Marlee e as invasões que ficam mais constantes.
Como havia dito na resenha anterior Maxon não tem muita voz dentro do palácio, e neste livro vemos como o rei Clarkson realmente é e como ele age com seu filho, um homem no mínimo assustador. Fiquei com pena de Maxon por tudo que ele passava com o pai, e ao mesmo tempo fiquei comovida porque uma pessoa que geralmente tem uma educação agressiva como a que ele tem deveria seguir o mesmo exemplo, mas não o príncipe é carinhoso, compreensivo e generoso, assim como sua mãe.
Aspen apesar de todas as suas tentativas me pareceu egoísta, tive a impressão de que ele estava sempre tentando colocar America contra Maxon, sendo que o que ele deveria fazer era tentar ganhar o coração dela, deixando a garota ainda mais confusa.
O final me deixou bastante ansiosa para ler A Escolha, quando America quase vai embora. Chega logo maio! Bem, quem leu o primeiro tem que ler esse, e ficar assim como muitos só esperando o desfecho dessa trama.

“Como é amar? (...)
- É a coisa mais maravilhosa e terrível que pode acontecer com você – afirmou com simplicidade. – Você sabe que encontrou algo incrível e quer levá-lo para sempre consigo. E um segundo depois de ter aquilo, você fica com medo de perder.”
Lucy, A Elite *pg. 73

Breve comentário: O Guarda
Provavelmente vocês notaram que não sou uma fã de Aspen, por isso não li o segundo conto com muito entusiasmo. E não, não consegui mudar minha opinião sobre ele, ainda o acho egoísta. Em algumas partes do conto dava para ver como ele estava irritado por saber que estava perdendo America, e suas atitudes eram: bater em uma tora de madeira, e , fazer a cabeça da amada contra o príncipe (Parabéns Aspen, você está fazendo isso certo! Sqn).

Breve comentário: Contos da Seleção

Nesse livro especial temos os dois contos da série O Príncipe e O Guarda, além de um trecho do próximo livro A Escolha, que foi posto aqui para deixar todo mundo ainda mais ansioso. Além dos extras: entrevista com a autora, lista completa das selecionadas, lista das castas, árvore genealógica (de America, Aspen e Maxon) e as playlist oficiais dos dois primeiros livros. Em síntese, o livro é muito bom, dá para conhecer um pouco mais da autora e o que a fez criar essa história fantástica, e claro dá vontade de reler o livro ao som das músicas que inspiraram Kiera.


Série A Seleção

A Elite #2
A Escolha #3
(Contos da Seleção 1.5 e 2.5 +Extras)

A Seleção, por Kiera Cass

15 abril 2014
A SeleçãoA Seleção #1, por Kiera Cass
Seguinte, 361 páginas (Parceria)
Nem todas as garotas querem ser princesas America Singer, por exemplo, tem uma vida perfeitamente razoável, e se pudesse mudar alguma coisa nela desejaria apenas ter um pouquinho mais de dinheiro e poder revelar seu namoro secreto. Um dia, America topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa. Mas é claro que seu nome aparece na lista das Selecionadas, e depois disso sua vida nunca mais será a mesma...

Não saberia dizer hoje o que me fez ler esse livro, só fico me perguntando por que ele demorou tanto para vir parar na minha estante. A Seleção me ganhou!
A realidade que encontramos nessas páginas é bem diferente da atual, após a quarta guerra mundial as famílias foram separadas por classificações numéricas, sendo o Um a classe da realeza e o Oito a classe daqueles que nada tinha nem educação, nem dignidade.  America é uma Cinco ela mora no antigo EUA que agora se chama Iléia, sua família faz de seu talento sua sobrevivência ela toca e canta, até mesmo seu irmão Gerad que tem apenas setes anos já precisa decidir o que quer fazer para ganhar dinheiro e poder se sustentar. Mas ela tem um segredo, se encontra com Aspen há dois anos e pensa em criar uma família com ele, mesmo sabendo que por ele ser um Seis suas condições não seriam as mesmas. Ela está se preparando para seu futuro com Aspen, quando sua mãe e toda a sua família ficam animados com o início da seleção, depois de sua mãe implorar e ainda oferecer algo em troca ela se inscreve, e para a surpresa de todos o seu nome e foto aparecem no Jornal Oficial como uma das selecionadas.
Isso não era o que America queria, apesar de muitas garotas desejarem o príncipe (e, ou, a coroa), ela já tinha o seu príncipe, Aspen. O que ela não esperava era que ele fosse terminar com ela após lhe ter preparado algumas guloseimas para lhe agradar, sua única saída era ir para o castelo.
No inicio da viagem America faz uma grande amiga, Marlee, e uma inimiga Celeste. E por ainda não estar conformada seu primeiro encontro com Maxon, o príncipe, é bastante agressiva. E apesar de todas as coisas que ela lhe diz , Maxon se sente a vontade e feliz quando conversam, e a tem como uma amiga e aliada.
Mas nem tudo corre bem no castelo... Além das discordâncias entre as selecionadas por causa da Celeste, há muitas invasões de grupos que ainda não sabem o que querem, e fazem um estrago sempre que todos estão despreparados.
Confesso que histórias de príncipes sempre me encantaram, não que A Seleção seja um grande conto de fadas, mas tem todo aquele ar de um. A principio pensei que odiaria America, mas quando a conheci de verdade notei que ela não era mais uma adolescente sem conteúdo, e sim uma pessoa forte de grande coração. Para uma pessoa que está “fora da casinha” ela encara a vida no castelo com garra, apesar dos medos, demonstrando coragem, paciência e persistência. E sua facilidade de compreensão, de se colocar no lugar do outro, fez com que conquistasse muitos amigos, além de Mary, Anne e Lucy (suas criadas, que eram suas amigas também), todos que trabalham no local pareciam gostar dela.
Maxon foi meu grande amor durante essa leitura, um grande cavalheiro, educado e flexível. E dava para notar como a situação de escolher sua futura noiva entre as selecionadas o incomodava, afinal como saber qual seria a melhor escolha, e se depois não fossem como mostravam ser?
As invasões sempre me pegavam de surpresa, não sei se essa era a intenção da autora, fiquei bastante curiosa para saber o que queria, e porque um dos grupos além de invadirem também matavam.
As distopias causaram muito alvoroço entre os leitores, por serem desmedidas e inovadoras. Li poucos livros do gênero, e apesar de todos abordarem novas realidades não acho que sejam parecidos, cada um tem uma característica e não saberia dizer que um é melhor que o outro. A Seleção me agradou por ser um livro sólido, com narrativa fluida e com personagens bem delineados. Somente uma coisa me deixou um pouco desconfortável, o trio de Aspen – America – Maxon. Triângulos amorosos tendem a me deixar entediada porque sempre tem aquela torcida para um e no desfecho tenho aquela decepção.
Vi alguma noticia há um tempo atrás sobre quem ficava com o coração de America, mas esqueci, minha torcida é do Maxon porque no decorrer do livro Aspen não se mostrou tão merecedor, a forma que ele termina com ela não foi pensando no bem dela (não ao meu ver).
Recomendo o livro para fãs de distopias e romances.

Breve opinião: O Príncipe
O conto o príncipe na foi nenhuma novidade para mim, apenas um acréscimo com a personalidade de Maxon que já havia notado no livro. Mas aqui temos uma visão maior sobre sua família e em como seu pai age sobre suas escolhas. Gostei de ver que ele tentava mostrar-se, que não queria ser aquilo que seu pai queria, e que podia tomar suas próprias decisões (mesmo a Seleção não sendo uma escolha, e sim uma obrigação com a população). E o principal: que seu coração batia por America, mesmo que o dela não batesse por ele.

“E foi assim que a Seleção me prestou seu primeiro favor: com America no palácio, eu teria a chance de tentar.”
Maxon, Contos da Seleção *pg. 75


Série A Seleção

A Seleção #1
A Elite #2
A Escolha #3
(Contos da Seleção 1.5 e 2.5 +Extras)

O Segredo de Ella e Micha, por Jessica Sorensen

11 março 2014

http://4.bp.blogspot.com/-9VtUGR-vO5M/Uw40yRB9W3I/AAAAAAAABEc/GIwYYQYnLvc/s1600/ELLA+E+MICHA+-+CAPA.jpgO Segredo de Ella e MichaSegredo #1, por Jessica Soresen
Geração, 264 páginas (parceria)
Este livro que você vai ler agora arrancou suspiros de uma legião de leitores americanos, entusiasmados com a escrita provocante de Jéssica Sorensen. O segredo de Ella e Micha trata do romance entre dois jovens, mas não é só isso. Os protagonistas vão tecendo, em primeira pessoa, uma trama complexa e ao mesmo tempo simples, que envolve temas delicados como dramas familiares, traumas psicológicos, medo do futuro e da morte, com naturalidade e sinceridade. Eis o que torna o livro tão comovente: sua realidade. Em qualquer lugar do mundo, cada jovem têm um pouco destes dois heróis paradoxalmente frágeis com seus traumas, mas fortes para enfrentar a dura realidade da existência e superar seus conflitos mais difíceis. Respire fundo, prepare-se para acompanhar uma história de amor com pitadas generosas de sensualidade e adrenalina.

Com bastante expectativa iniciei a leitura deste YA, depois de ver alguns elogios e de algumas recomendações fiquei bastante curiosa para saber de que se tratava essa estória. 
Ella Daniels é uma garota de personalidade forte e com um passado devastado, buscando ir para longe de tudo e de todos ela foge sem deixar nenhum rastro, mudando sua maneira de se vestir e de agir, e começando um curso em uma faculdade em Las Vegas num lugar onde ninguém a conhece e, ou, a julgará. Após oito meses chegam suas férias de verão e ela decide visitar sua família. Lila sua colega de faculdade é quem lhe oferece carona, e há apenas alguns minutos para a partida das duas uma ligação faz Ella parar, o telefone na tela não está gravado em sua agenda, mas os números estão gravados em sua memórias, é Micha.
Durante os oito meses em que Ella esteve estudando Ethan esteve com Micha Scott procurando-a, deixando de lado todos os seus hábitos e suas vontade, parando até mesmo de cantar, de fazer festas e de sair com outras garotas.
Quando Ella chega a sua cidade e vê Micha ela sente tudo de volta, porém mantêm seus sentimentos retidos. Já Micha quer se aproximar e ter sua garota novamente consigo, mas ele nota as diferenças, não somente nas roupas, Ella não é mais sua Ella, ou pelo menos tenta não ser.
Vemos Ella e Micha num pega pega durante toda a trama, esperando para ver os finalmentes, ela sem querer se deixar entregar com medo do que pode acontecer e ele à testando para ter a antiga Ella de volta.
A forma decidida de Ella me agradou, uma garota que mostrava não ter medos, mas que por traz de suas fraquezas escondia o que realmente sentia, ela queria ser forte. Porém mesmo entendendo os seus medos quanto a sua mãe, os problemas alcoólicos de seu pai e seu relacionamento com seu irmão achei que ela estava fazendo muito drama ao invés de tomar as rédeas da situação. 
Já Micha me ganhou por ser tão paciente, e por ter um humor que no geral me fazia sorrir. Como todo mocinho Micha foi temperado com muita gentileza, beleza e com o seu grande coração, e assim como ela, ele possuía a sua carga. Um pai ausente por toda a sua vida que surge de repente lhe deixando tão angustiado quanto Ella.
Quem me agradou bastante nessa trama foi Grady, um homem sábio que apareceu pouco na trama, mas que teve um papel fundamental na decisão de Ella. Lila também me encantou, engraçada ela acabou conquistando Ethan e formando o segundo casal dessa história.
Jessica tem uma narrativa fluida, porém diminuta. Não senti muita empatia pelos personagens, e não me senti envolvida com o romance de Ella e Micha, o que me deixava mais animada eram os rachas que eles competiam sem eletrizantes. A diagramação do livros está ótima, assim como a capa que é agradável e mostra Ella depois de sua mudança. Recomendo, pois vi que muitos outros leitores se encantaram com esta trama, mas eu não vi nada muito inovador. Espero que os outros livros da série me agradem mais.

O Lírio Dourado, por Richelle Mead

09 março 2014

O Lírio DouradoAs Bloodlines #2, por Richelle Mead
Seguinte, 414 páginas (parceria)
Em sua última missão, a alquimista Sydney Sage foi enviada a um colégio interno na Califórnia para proteger a princesa Moroi Jill Dragomir, e assim evitar uma guerra civil entre os vampiros que certamente afetaria a humanidade. Porém, a convivência com Jill, Eddie e principalmente Adrian leva Sydney a perceber que talvez os Moroi não sejam criaturas tão terríveis assim - e ela passa a questionar os dogmas que lhe foram ensinados desde a infância. Tudo se torna ainda mais complicado quando Sydney descobre que talvez tenha a chave para evitar a transformação em Strigoi, vampiros malignos e imortais, mas esse poder mágico a assusta. Igualmente difícil é seu novo romance com Brayden, um cara bonito e inteligente que parece combinar com Sydney em todos os sentidos. Porém, por mais perfeito que ele seja, Sydney se sente atraída por outra pessoa - alguém proibido para ela. E quando um segredo chocante ameaça deixar o mundo dos vampiros em pedaços, a lealdade de Sydney será colocada mais uma vez à prova. Ela confiará nos alquimistas ou em seu coração?

Já havia lido um livro da Richelle o Filha da Tempestade, mas somente após concluir a leitura de O Lírio Dourado entendi porque ela é uma autora tão querida. 
Sydney continua em Palms Springs, fingindo estudar em Amberwood e fazendo papel de irmã de Jill e Eddie. Depois das surpresas de Keith Darnell e Lee Donahue ela ganha respeito e reconhecimento, porém algo ainda a deixa angustiada: por ter uma relação tão boa com os vampiros ela se pergunta se merece tanto mérito, afinal seu trabalho é proteger Jill, mas ela sempre acaba por fazer mais. E afinal o que ela fez com a Strigoi no apartamento de Keith (que agora pertencia a Adrian)?
Mas agora ela já pode ficar tranquila, pois o susto passou e pela primeira vez Sydney se deixa envolver, Trey, seu amigo de classe, lhe apresenta Brayden, um garoto inteligente que sabe tantos fatos quanto ela, eles saem algumas vezes, e o primeiro beijo de Sydney é inesperado, porém não é como imaginava que seria. 
Mas como ela poderia se preocupar com algo tão banal se há muito para resolver? Após a partida de Keith foi necessário mais uma dampira para garantir a segurança de Jill, e Angeline não é uma dampira como Eddie, irresponsável ela sempre arruma confusões sendo necessário limpar suas sujeiras o tempo todo. Além da chegada de Sonya Karp e Dimitri Belikov que chegaram a cidade para realizar pesquisas sobre como reverter a transformação de Strigoi, vampiros monstruosos. E sua professora que continua lhe forçando a aprender sobre magia. E quem seriam os homens que atacaram Sonya e Sydney na rua? Como se não bastasse tudo isso Adrian estava cada dia mais estranho, com mudanças de humor e um olhar diferente. 
Neste segundo livro, muito foi reservado, o que me restringe se não entrego muito. É notável o amadurecimento de todos os personagens, principalmente Jill que consegue ver os desafios de manter um relacionamento com Micah, um humano. E do outro lado vemos um Eddie escondendo os seus sentimentos por trás da sua insegurança. E assim como Sydney ficamos entre os dois, esperando para ver se eles irão dar uma chance para si mesmos.
Enquanto isso Adrian e Sydney começam a interagir mais, a fazendo duvidar ainda mais de seu comprometimento com o trabalho, como ela poderia andar com um vampiro como se ele fosse um humano, antes de tudo isso havia os seus ensinamentos de alquimista. Assim também com a magia, que ia contra tudo que ela acreditava.
Angeline a nova integrante do grupo tem uma personalidade forte, ora eu tinha raiva dela e ora eu ria muito com suas atitudes, no decorrer da história vemos que tudo que ela precisava era se acostumar. Outro personagem inesperado é Brayden que infelizmente não me cativou, e estava torcendo para que a relação entre ele e Sydney não fosse longe porque minha torcida desde o inicio era para Adrian. 
E quando pensei que as histórias dos caçadores de vampiros de Clarence não teriam fundamento, uma nova suspeita faz Sydney pensar melhor e surge a desconfiança, quem eles seriam e o que queriam, e como sabiam que Sonya era uma vampira e que fora Strigoi?
Acompanhamos Sydney com seus dilemas sobre magia, sobre seus sentimentos e sobre o certo e o errado na sua profissão. E ficamos naquela ansiedade aguda para saber se vai se entregar a magia ou não, já que a Sra. Terwlliger não parece querer desistir lhe fazendo ler livros grandes cheios de ensinamentos.
Com a narrativa fluida me vi mais uma vez envolta nas aventuras da alquimista e dos vampiros. E o melhor a autora guarda para o final, deixando um convite para O Feitiço Azul. Recomendo a série, nem preciso dizer que quero ler logo os outros livros da autora.


Série Bloodlines
O Lírio Dourado #2
O Feitiço Azul #3
The Fiery Heart #4
The Silver Shadows #5

Um muro para se proteger - StarGirlie

04 março 2014

Oi pessoal, tudo bem com vocês?
Primeiramente gostaria de me desculpar pelo sumiço, estou com problemas com internet, sem conexão a não ser pelo celular o que me restringe bastante. Por isso o blog anda bastante desatualizado, e como arrumei esse tempinho resolvir vir das as caras.  Como ainda não consegui postar as resenhas que estou em divida resolvi dividir com vocês um texto, mas antes gostaria de explicar o porque do mesmo.
Há algum tempo atrás eu estava querendo postar alguns contos e poesias de amigos e conhecidos na blogosfera, mas acabei abandonando o projeto, antes de abandoná-lo eu tinha feito uma proposta para a Star do blog Feitiço de Palavras e ela fez o seu conto especialmente para o blog e seria desperdício não dividi-lo com vocês. Espero que gostem e deixe suas considerações à StarGirlie que é uma garota muito talentosa.
-------------

Um muro para se proteger 
Laura estava inquieta desde que acordou naquele sábado chuvoso. Parecia que as gotas de chuva tinham despertado seu lado tempestuoso, incontrolável. Como se sua fase solar tivesse acabado, a garota parecia procurar problemas em todo o lugar a que ia.
Do dia para noite, a menina tão doce e ingênua se tornara alguém frio e perigoso. Vivia se vingando das pessoas que a magoaram no passado e não levava mais nenhum xingamento para casa. Toda a sua paciência se esgotara e qualquer mínima provocação era suficiente para provocar uma erupção de raiva.
Seus amigos tentavam lhe avisar de que suas mudanças não eram saudáveis, mas ela fingia não escutar tudo e todos. Seus estudos foram ladeira abaixo junto também com sua vontade de dançar e cantar o que lhe fazia tão feliz. Tudo que lhe animava era repulsivo para a nova Laura que tomara seu corpo durante uma mera madrugada.
Certo dia, seu antigo melhor amigo resolveu perguntar o que todos estavam pensando, mas ninguém era corajoso o suficiente para enfrentá-la. “Laura, por que você mudou tanto? Por que você simplesmente deixou de ser aquela menina que todos amavam?”. E foi com lágrimas nos olhos que a menina respondeu.
- Aquela menina era obrigada a escutar desaforos de vocês que se diziam amigos dela e nunca podia dizer nada. Aquela menina tentava fazer o melhor possível e era sempre maltratada. Mas sabe de uma coisa? Ela se cansou de sofrer por pessoas que só a magoaram. Eu não sou mais aquela Laura, Giovani. E nunca mais vou ser.
Levantando-se triste e nervosa, Laura já estava indo embora da sala quando sentiu braços a envolvendo. Era Giovani.
- Eu acho que vou ter que aprender a amar essa nova Laura tanto quando eu amava a outra – seu sorriso brilhou como seus olhos claros e a menina não resistiu a dar uma risada. – Só acho que ela vai ter que aprender a ser um pouquinho mais calma.
- Você pode ensiná-la caso ela não aprenda naturalmente – brindou Laura. A garota podia ter tido amigos errados, que a magoaram e nunca lhe deram o verdadeiro valor, mas, no fim das contas, nem todos eram tão ruins quanto pareciam. Na verdade, um deles até era bom demais. Ela só demorou um pouquinho para perceber.
 Muitas vezes precisamos descobrir quem realmente somos para descobrir quem os outros são. E agora, Laura sabia muito bem quem era. E quem Giovani era também.


A Queda de Lúcifer, por Wendy Alec

29 janeiro 2014
A Queda de LúciferAs Crônicas dos Irmãos Celestiais #1, por Wendy Alec
Jangada, 304 páginas (parceria)
Um épico arrasador, ambientado em palácios celestiais opulentos e mundos infernais aterrorizantes, A Queda de Lúcifer conta uma epopeia mais antiga que o próprio universo, sobre demônios e anjos guerreiros, sobre amor obsessivo, traição e um mal antigo que não conhece limites. O próprio universo será abalado por uma guerra entre três irmãos angelicais – Miguel, Gabriel e Lúcifer. Uma guerra travada pelo maior prêmio do universo: a raça humana.
No primeiro volume da série As Crônicas dos Irmãos Celestiais, acompanhamos uma estória que se passou há cem milênios. Quando o homem ainda não respirava, quando a terra ainda não existia, no primeiro céu viviam três irmãos Lúcifer, Miguel e Gabriel. Lúcifer por ser o irmão mais velho influenciava os outros dois, e era sempre recorrido para dar conselhos. Porém, quando ele recebe a notícia da crianção do homem, um ser não angelical que foi criado a semelhança de Jeová suas atitudes começam a mudar.
Tudo que diz respeito ao homem deixa o irmão com raiva, resmungando e discutindo com quem estiver a sua volta. E isso não passa despercebido, principalmente para Jether e seu irmão Gabriel que passam a ter revelações sobre as atitudes de Lúcifer no futuro.
Tudo é narrado minuciosamente, desde o cenário até os personagens. Vamos acompanhando como sucedeu a queda de Lúcifer, quando ele foi mandado para o Tártaro e se tornou Satã levando consigo outros anjos decaídos . Totalmente diferente do ser angelical e belo que era, com o rosto e pele desfigurados ele passou a  conspirar para que todos vissem que o homem não merecia continuar vivo, chegando a mandar os decaídos para a terra para espalhar a semente dos anjos decaídos nas mulheres humanas para ocorresse uma mutação.
O romance é bastante meticuloso, a autora não economizou em detalhes, o que deixou a leitura um pouco mais arrastada, tantos detalhes deixaram a história saturada. Por outro lado a autora utilizou alguns detalhes inovadores como a salvação do homem na Arca de Noé.

Esperava um pouco mais do livro, por isso espero que o segundo volume me agrade mais. Espero que Messias – O Primeiro Julgamento me agrade mais.

[Tag] Apocalipse Zumbi

17 janeiro 2014

(Créditos: Gabriel, blog Eu vivo lendo)
Oi galera, tudo bem?
Vi essa Tag no blog Eu vivo lendo, mas ela foi criada pelo Ourives das Palavras. Achei ela muito interessante e por isso resolvi responder, vejam!

Caixinha do Correio #17

09 janeiro 2014

Oi pessoal, como vocês estão?
Pretendia ter postado o correio antes do ano acabar, mas acabei ficando sem internet e meus planos foram por água abaixo. Por isso meu atraso. Mas vamos conferir o que chegou pra mim em dezembro.


Anjos da Neve e Reiniciados foram trocas que fiz com um senhor que tem um sebo aqui na minha cidade, fiquei muito feliz de ter achado o tão comentado Reiniciados apesar de não estar novo ele está conservado, já o outro estava praticamente novo.

Minha Vida Fora de Série e Feita de Fumaça e Osso também foram trocas que fiz com a Cih do Skoob, ela tem ótimos livros para troca, recomendo, os livros estão em ótimo estado.

A Outra Vida e Os Adoráveis ganhei em promoções, dois presentinhos de final de ano, estava muito curiosa com os dois livros e espero poder ler em breve.

O Lírio Dourado, continuação de Laços de Sangue chegou de parceria com a Seguinte; e A Queda de Lúcifer chegou de parceria com a Jangada.


 
Três é Demais também chegou de parceria com a Seguinte, já tem resenha dele no blog, e dos dois anteriores da série.
E por fim... Extraordinário eu ganhei de presente \o/ estava participando de uma amigo secreto de um grupo e meu amigo me mandou esta nova edição do livro da R.J. Palacio, estou apaixonada. Obrigada Paulo

E este foi o meu saldo de dezembro, dez livros ao total. Fiquei muito feliz com as minhas aquisições! Estava desejando loucamente Reiniciados e Feita de Fumaça e Osso.
O blog ficou parado mês passado, li apenas dois livros e empaquei em outros dois, e não sei se vai melhorar em janeiro porque meu tempo está bem mais apertado já que comecei a trabalhar. Mas vou postar as resenhas que estou devendo que são de Teardrop, A Queda de Lúcifer e O Lírio Dourado. 
E vocês ganharam presentinhos no final do ano? Beijos

Primeiro de Janeiro

01 janeiro 2014


Hoje é o primeiro dia do ano, e como é de praxe fizemos metas, desde aquelas comuns e que fazemos o ano inteiro como emagrecer, parar de beber, parar de fumar, malhar, ser mais saudável até aqueles que são comuns deste época do ano: novo amor, novo emprego, mudança de vida.

Mas por que fazemos isso? Por quê?

Poderíamos dizer que é a magia do início do ano, existe alguma coisa de diferente no dia primeiro de janeiro. Algo que nos faz ter esperança, nos faz querer mudar e ser diferentes...

Sou uma pessoa que acredita em algumas coisas, então todo início de ano dou uma olhada no meu Horóscopo e vejo o que o ano me aguarda, obviamente que me esqueço no minuto seguinte, mas eu preciso saber que boas coisas acontecerão.

Todo ano digo que economizarei mais, isso até a primeira promoção me fazer gastar um pouco mais do que era necessário.

Todo ano digo que perderei peso, e sempre perco e ganho de novo, me mantendo com o mesmo corpo que tenho a tanto tempo que não me lembro mais.

Todo ano digo que serei mais organizada e meticulosa, e nada disso ocorre, pra variar.

Quantas promessas não fazemos e quebramos, ou que fazemos e conseguimos?


Ah, a magia do primeiro de Janeiro.