Em breve "A Escolha" nas livrarias!

18 abril 2014

 

Olá viajantes, como vocês estão e as leituras?
Como vocês viram as últimas resenhas aqui no blog foram da série A Seleção, e como já podem imaginar estou esperando (assim como muitos) o gran finale da trilogia.
Pois é, como anunciado pela editora Seguinte, A Escolha será publicado em maio, daqui alguns dias. 
Mas para aqueles que já não aguentam esperar, tem algumas lojas com o bonitinho na pré-venda. 
E mais para quem ainda não leu a série, tem a grande chance de comprar os livros com preços reduzidos, sim isso mesmo A Seleção e A Elite, além do Contos da Seleção por menos de vinte.
Vocês podem conferir a lista das lojas online e lojas fisicas que estão participando aqui. Mas não demore que a promoção vai durar somente até o dia 28/04 (ou enquanto durarem os estoques).
Expectativas altas para o grande desfecho, e vocês?

A Elite, por Kiera Cass

17 abril 2014
A EliteA Seleção #2, por Kiera Cass
Seguinte, 354 páginas (Parceria)
A Seleção começou com 35 garotas. Agora, restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto. America precisa de mais tempo. Mas quando ela está às voltas de seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer – e ela está prestes a perder sua chance de escolher.

No final de A Seleção America tem uma grande surpresa ao saber que Aspen é agora um soldado, e um guarda do palácio. E além disso também há uma grande dispensa, restando apenas ela, Marlee, Celeste, Kriss, Natalie e Elise. E depois de todos os encontros com Maxon, America fica dividida entre dois amores, e não lhe resta muito tempo, logo o príncipe terá que escolher quem será sua futura esposa.
Com a ajuda de Maxon, America consegue descobrir mais dobre o Hallowen e é idéia dele fazer uma festa e ter como convidados os familiares das garotas da Elite. O que ocorre após a festa é que é o problema. Li o livro com ansiedade, pois esperava muito dele, e não vou negar tem muita ação e muitas surpresas.
O que me incomodou em A Elite foi que em grande parte da trama fica por conta do triângulo amoroso de America, e para não dizer que é somente isso também tem Kriss que está mais próxima do príncipe, o segredo de Marlee e as invasões que ficam mais constantes.
Como havia dito na resenha anterior Maxon não tem muita voz dentro do palácio, e neste livro vemos como o rei Clarkson realmente é e como ele age com seu filho, um homem no mínimo assustador. Fiquei com pena de Maxon por tudo que ele passava com o pai, e ao mesmo tempo fiquei comovida porque uma pessoa que geralmente tem uma educação agressiva como a que ele tem deveria seguir o mesmo exemplo, mas não o príncipe é carinhoso, compreensivo e generoso, assim como sua mãe.
Aspen apesar de todas as suas tentativas me pareceu egoísta, tive a impressão de que ele estava sempre tentando colocar America contra Maxon, sendo que o que ele deveria fazer era tentar ganhar o coração dela, deixando a garota ainda mais confusa.
O final me deixou bastante ansiosa para ler A Escolha, quando America quase vai embora. Chega logo maio! Bem, quem leu o primeiro tem que ler esse, e ficar assim como muitos só esperando o desfecho dessa trama.

“Como é amar? (...)
- É a coisa mais maravilhosa e terrível que pode acontecer com você – afirmou com simplicidade. – Você sabe que encontrou algo incrível e quer levá-lo para sempre consigo. E um segundo depois de ter aquilo, você fica com medo de perder.”
Lucy, A Elite *pg. 73

Breve comentário: O Guarda
Provavelmente vocês notaram que não sou uma fã de Aspen, por isso não li o segundo conto com muito entusiasmo. E não, não consegui mudar minha opinião sobre ele, ainda o acho egoísta. Em algumas partes do conto dava para ver como ele estava irritado por saber que estava perdendo America, e suas atitudes eram: bater em uma tora de madeira, e , fazer a cabeça da amada contra o príncipe (Parabéns Aspen, você está fazendo isso certo! Sqn).

Breve comentário: Contos da Seleção

Nesse livro especial temos os dois contos da série O Príncipe e O Guarda, além de um trecho do próximo livro A Escolha, que foi posto aqui para deixar todo mundo ainda mais ansioso. Além dos extras: entrevista com a autora, lista completa das selecionadas, lista das castas, árvore genealógica (de America, Aspen e Maxon) e as playlist oficiais dos dois primeiros livros. Em síntese, o livro é muito bom, dá para conhecer um pouco mais da autora e o que a fez criar essa história fantástica, e claro dá vontade de reler o livro ao som das músicas que inspiraram Kiera.


Série A Seleção

A Elite #2
A Escolha #3
(Contos da Seleção 1.5 e 2.5 +Extras)

A Seleção, por Kiera Cass

15 abril 2014
A SeleçãoA Seleção #1, por Kiera Cass
Seguinte, 361 páginas (Parceria)
Nem todas as garotas querem ser princesas America Singer, por exemplo, tem uma vida perfeitamente razoável, e se pudesse mudar alguma coisa nela desejaria apenas ter um pouquinho mais de dinheiro e poder revelar seu namoro secreto. Um dia, America topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa. Mas é claro que seu nome aparece na lista das Selecionadas, e depois disso sua vida nunca mais será a mesma...

Não saberia dizer hoje o que me fez ler esse livro, só fico me perguntando por que ele demorou tanto para vir parar na minha estante. A Seleção me ganhou!
A realidade que encontramos nessas páginas é bem diferente da atual, após a quarta guerra mundial as famílias foram separadas por classificações numéricas, sendo o Um a classe da realeza e o Oito a classe daqueles que nada tinha nem educação, nem dignidade.  America é uma Cinco ela mora no antigo EUA que agora se chama Iléia, sua família faz de seu talento sua sobrevivência ela toca e canta, até mesmo seu irmão Gerad que tem apenas setes anos já precisa decidir o que quer fazer para ganhar dinheiro e poder se sustentar. Mas ela tem um segredo, se encontra com Aspen há dois anos e pensa em criar uma família com ele, mesmo sabendo que por ele ser um Seis suas condições não seriam as mesmas. Ela está se preparando para seu futuro com Aspen, quando sua mãe e toda a sua família ficam animados com o início da seleção, depois de sua mãe implorar e ainda oferecer algo em troca ela se inscreve, e para a surpresa de todos o seu nome e foto aparecem no Jornal Oficial como uma das selecionadas.
Isso não era o que America queria, apesar de muitas garotas desejarem o príncipe (e, ou, a coroa), ela já tinha o seu príncipe, Aspen. O que ela não esperava era que ele fosse terminar com ela após lhe ter preparado algumas guloseimas para lhe agradar, sua única saída era ir para o castelo.
No inicio da viagem America faz uma grande amiga, Marlee, e uma inimiga Celeste. E por ainda não estar conformada seu primeiro encontro com Maxon, o príncipe, é bastante agressiva. E apesar de todas as coisas que ela lhe diz , Maxon se sente a vontade e feliz quando conversam, e a tem como uma amiga e aliada.
Mas nem tudo corre bem no castelo... Além das discordâncias entre as selecionadas por causa da Celeste, há muitas invasões de grupos que ainda não sabem o que querem, e fazem um estrago sempre que todos estão despreparados.
Confesso que histórias de príncipes sempre me encantaram, não que A Seleção seja um grande conto de fadas, mas tem todo aquele ar de um. A principio pensei que odiaria America, mas quando a conheci de verdade notei que ela não era mais uma adolescente sem conteúdo, e sim uma pessoa forte de grande coração. Para uma pessoa que está “fora da casinha” ela encara a vida no castelo com garra, apesar dos medos, demonstrando coragem, paciência e persistência. E sua facilidade de compreensão, de se colocar no lugar do outro, fez com que conquistasse muitos amigos, além de Mary, Anne e Lucy (suas criadas, que eram suas amigas também), todos que trabalham no local pareciam gostar dela.
Maxon foi meu grande amor durante essa leitura, um grande cavalheiro, educado e flexível. E dava para notar como a situação de escolher sua futura noiva entre as selecionadas o incomodava, afinal como saber qual seria a melhor escolha, e se depois não fossem como mostravam ser?
As invasões sempre me pegavam de surpresa, não sei se essa era a intenção da autora, fiquei bastante curiosa para saber o que queria, e porque um dos grupos além de invadirem também matavam.
As distopias causaram muito alvoroço entre os leitores, por serem desmedidas e inovadoras. Li poucos livros do gênero, e apesar de todos abordarem novas realidades não acho que sejam parecidos, cada um tem uma característica e não saberia dizer que um é melhor que o outro. A Seleção me agradou por ser um livro sólido, com narrativa fluida e com personagens bem delineados. Somente uma coisa me deixou um pouco desconfortável, o trio de Aspen – America – Maxon. Triângulos amorosos tendem a me deixar entediada porque sempre tem aquela torcida para um e no desfecho tenho aquela decepção.
Vi alguma noticia há um tempo atrás sobre quem ficava com o coração de America, mas esqueci, minha torcida é do Maxon porque no decorrer do livro Aspen não se mostrou tão merecedor, a forma que ele termina com ela não foi pensando no bem dela (não ao meu ver).
Recomendo o livro para fãs de distopias e romances.

Breve opinião: O Príncipe
O conto o príncipe na foi nenhuma novidade para mim, apenas um acréscimo com a personalidade de Maxon que já havia notado no livro. Mas aqui temos uma visão maior sobre sua família e em como seu pai age sobre suas escolhas. Gostei de ver que ele tentava mostrar-se, que não queria ser aquilo que seu pai queria, e que podia tomar suas próprias decisões (mesmo a Seleção não sendo uma escolha, e sim uma obrigação com a população). E o principal: que seu coração batia por America, mesmo que o dela não batesse por ele.

“E foi assim que a Seleção me prestou seu primeiro favor: com America no palácio, eu teria a chance de tentar.”
Maxon, Contos da Seleção *pg. 75


Série A Seleção

A Seleção #1
A Elite #2
A Escolha #3
(Contos da Seleção 1.5 e 2.5 +Extras)